Volume 29 - 2015 Imprimir E-mail

Literatura e Cinema

Responsáveis pelo volume:
Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UEL) e Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email (UNIANDRADE)

 
 
 
Todos os arquivos estão disponibilizados em formato PDF.

Você precisará do Adobe Reader para lê-los.

 

Artigo e autor
Páginas

ENTRE A LITERATURA E O CINEMA: COMO DESAPARECER COMPLETAMENTE, DE ANDRÉ DE LEONES, UM ROMANCE CORAL

Gustavo Ramos de Souza
(UEL)

8-20

RESUMO: Desde sua estreia na literatura em 2006, a obra do escritor goiano André de Leones tem sido fortemente marcada pela presença da linguagem cinematográfica. Assim, tendo em mente essa interação intermidiática entre literatura e cinema, este artigo visa demonstrar em que medida o romance Como desaparecer completamente (2010) apresenta estrutura análoga à de um gênero fílmico que senotabilizou com Robert Altman e Alejandro González Iñarritu: o filme coral. Para tanto, os nossos aportes teóricos encontram-se mormente em Anzuategui (2003), Foglia (2003) e Labrecque (2010).
PALAVRAS-CHAVE: Literatura contemporânea; filme coral; André de Leones.

Between literature and cinema: Como desaparecer completamente, by André de Leones, a choral novel

ABSTRACT: Since his debut in literature, in 2006, the work of the writer André de Leones, born in Goiás, has been strongly marked by the presence of film language. Thus, in view of this intermediatic interaction between literature and film, this paper aims to demonstrate to what extent the novel Como desaparecer completamente (2010) shows a similar structure to the filmic genre that distinguished itself with Robert Altman and Alejandro González Iñarritu: the choral movie. Therefore, our theoretical framework departs from Anzuategui (2003), Foglia (2003) and Labrecque (2010).
KEYWORDS: Contemporary literature; choral movie; André de Leones.

Recebido em 11 de julho de 2015; aprovado em 17 de novembro de 2015.

A NARRATIVA DO GÂNGSTER E A MORAL CRISTÃ EM LITTLE CAESAR, DE MERVYN LEROY

Elder Kôei Itikawa Tanaka
(USP)

21-29

RESUMO:  Esse artigo discute Little Caesar (Mervyn LeRoy, 1930) a fim de observar como as adaptações feitas a partir do romance homônimo escrito por W. R. Burnett em 1929 alteraram o texto original, sobretudo no que diz respeito ao tom moralista cristão da narrativa. Nosso objetivo é identificar, por meio da análise de algumas das cenas de Little Caesar, a ocorrência dessas adaptações e o efeito causado na narrativa.
PALAVRAS-CHAVE: gângster; literatura; cinema; adaptação. 


The gangster narrative and the christian morality in Mervin Leroy’s Little Cesar

ABSTRACT: This article discusses Little Caesar (Mervyn LeRoy, 1930) in order to observe how the adaptations made from W. R. Burnett’s novel of the same name published in 1929 altered the original text, mainly regarding the Christian moralistic tone of the narrative. Our aim is to identify, through the analysis of some of Little Caesar’s scenes, these adaptations and their effect on the narrative
KEYWORDS: gangster; literature; cinema; adaptation.

Recebido em 12 de agosto de 2015; aprovado em 16 de novembro de 2015.

A FENDA INCOMENSURÁVEL: LITERATURA, CINEMA

Hernan Ulm
(Universidad Nacional de Salta)
e Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email
(UFF/CNPq)

30-39

RESUMO: Em vez de buscar alguma convergência que aproxime literatura e cinema, este ensaio busca compreender o que separa essas mídias. Quando observadas em sua materialidade, e reconhecendo-se as suas distintas temporalidades e materialidades, tanto a literatura quando o cinema podem se afastar a tal ponto que já nenhuma comunicação é possível, e portanto não se pode constituir uma comunidade. Esse é o ponto em que uma fenda, uma fenda incomensurável, separa a imagem e a memória, a linguagem e a narrativa.
PALAVRAS-CHAVE: Literatura e cinema; adaptação; materialidade; memória e imagem.

The Immeasurable slit: Literature, Film

ABSTRACT: Instead of looking for some convergence approaching literature and film, this essay searches for the understanding of what seclude these media. When observed in their materiality, and recognizing their distinct temporality and spatiality, both literature and film can withdraw to a point where no communication is possible, therefore no community can be constituted. This is the point where a slit, an immeasurable slit, separates image and memory, language and narrative.
KEYWORDS: Literature and Film; adaptation; materiality; memory and image.

Recebido em 12 de agosto de 2015; aprovado em 10 de outubro de 2015.

BLADE RUNNERS SONHAM COM O ESPAÇO? – UMA ANÁLISE INTERMEDIÁTICA DO ESPAÇO

Allana Dilene de Araújo de Miranda
(UFPB)
e Luiz Antonio Mousinho
(UFPB)

40-51

RESUMO: O espaço representado na obra literária pode ter vários papéis na construção de sentido do texto, atuando, inclusive, como fator de grande importância na significação da personagem de ficção. Este artigo, resultado de  estudo em andamento, visa analisar como se dá essa representação em três diferentes mídias, e perceber como os elementos espaciais e visuais atuam na construção de sentido do texto. Nossos objetos de estudo serão, na literatura, o romance Androides sonham com ovelhas elétricas (Dick 2014); no cinema, o filme Blade Runner (Scott 1982); nas histórias em quadrinhos, o título Do androids dream of electric sheep (Parker 2009-2011).
PALAVRAS-CHAVE: espaço; mise-en-scène; personagem.

Do blade runners dream of space?  – An intermediatic analysis of space

ABSTRACT: Space, inside literature, can be very important in creating not only “where” the story happens, but also elements to build up other categories inside the fictional work, as, for example, characters. This paper, part of an on-going research, intends to analyze the representation of space in three different medias: literature, with the novel Do androids dream of electric sheep?, by Philip K. Dick; comic books, with Do androids dream of electric sheep?, by Tony Parker; and film, with the movie Blade Runner, directed by Ridley Scott. Furthermore, it aims no perceive how the space and visual elements construct meaning inside the works analyzed.
KEYWORDS: space; mise-en-scène; character.
 
Recebido em 13 de agosto de 2015; aprovado em 16 de novembro de 2015.

DEPOIS DO "SARAMPÃO ANTROPOFÄGICO": O CINEMA NA OBRA DE OSWALD DE ANDRADE PÓS-1930

Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o Javascript terá de estar activado para poder visualizar o endereço de email
(UFSCar) 

52-63

RESUMO: O artigo discute a presença do cinema na obra de Oswald de Andrade pós-1930, período de engajamento do autor, no qual as artes aparecem como instrumento político de conscientização sobre as questões brasileiras. Oswald, no entanto, não deixa de dar continuidade ao experimentalismo modernista, bem como de se dedicar a projetos que revelam sua atenção não apenas à literatura, mas também a outras formas do fazer artístico, como o cinema. Assim, este artigo apresenta e discute brevemente o projeto Marco Zero de Oswald de Andrade, que envolvia um ciclo romanesco e também dois textos para o cinema, o roteiro “Perigo Negro” e o argumento “A sombra amarela”.
PALAVRAS-CHAVE: Oswald de Andrade; Marco Zero; “Perigo Negro”; “A sombra amarela”.


After “sarampão antropofágico”: cinema in Oswald de Andrade’s post-1930 work

ABSTRACT: The article discusses the presence of cinema in Oswald de Andrade’s post-1930 work, period of political engagement of the author in which the arts appear as a tool for awareness about Brazilian problems. Oswald, however, does not cease to continue his modernist experimentalism, as well as to dedicate himself to projects that reveal his interest not only for literature, but for other forms of artistic expression as well, as the cinema. Thus, this article briefly presents and discusses his Marco Zero project, which involved a novelistic cycle and also two texts to film, the script “Perigo Negro” and the argument “A sombra amarela”.
KEYWORDS: Oswald de Andrade; Marco Zero; “Perigo Negro”; “A sombra amarela”.

Recebido em 15 de agosto de 2015; aprovado em 5 de dezembro de 2015.

UM BREVE INVENTÁRIO DE (RE)LEITURAS DE JAMES JOYCE E UMA PARADA NO BAR SYMPSONIANO TOM O'FLANAGAN EM DUBLIN

Márcio Pereira Ribeiro
(Uniandrade)
e Brunilda Reichmann
(Uniandrade)

64-75

RESUMO: Este trabalho apresenta um breve inventário da influência da cultura popular na obra de James Joyce (1988-1941) e a marca que a produção do autor imprimiu, posteriormente, nas mais diversas mídias. Segundo Jonathan Goldman, os textos de Joyce são repletos de referências a entretenimentos populares. O crítico afirma, ainda, que os escritos de Joyce serviram como fonte para adaptações no cinema, no rock, na opereta e nos romances gráficos. Para ilustrar os comentários de Goldman, examinaremos o episódio Em nome do avô (E20 T14), de Os Simpsons, que tem a Irlanda como cenário, Joyce como um dos figurantes e o trajeto de Bloom, descrito em detalhes no romance Ulysses, como uma rota turística na capital irlandesa.
PALAVRAS-CHAVE: cultura popular; releituras; Simpsons

A brief inventory of James Joyce’s (re)readings and a stop at the Sympsonian pub Tom O’Flanagan in Dublin

ABSTRACT: This paper presents a short inventory of the influence of popular culture in the works of James Joyce (1988-1941) and the mark that his literary output imprinted, later on, in the most diverse media. According to Jonathan Goldman, Joyce’s texts are full of references to popular entertainments. The critic also affirms that Joyce’s productions are the source for film adaptations, rock songs, operettas and graphic novels. To illustrate Goldman’s critical comments, we will examine In the name of the Grandfather (E20 T14), by The Simpsons, an episode that takes place in Ireland, has Joyce as one of the cast members and Blooms’ path, described in detail in the novel Ulysses, as a tourist route in the Irish capital.
KEYWORDS: popular culture, rereadings, Simpsons.

Recebido em 17 de agosto de 2015; aprovado em 16 de novembro de 2015.

SOBRE UM CINEMA QUE ARDE A 451 GRAUS FAHRENHEIT

Tiago Lanna Pissolati
(UFSC)

76-86

RESUMO: Baseado no romance de Ray Bradbury, o filme Fahrenheit 451, de François Truffaut, constrói-se em torno de uma imagem potente: a de uma pira de livros. A proposta deste artigo é relacionar as formas pelas quais o horror latente nas chamas do filme de Truffaut e do romance de Bradbury remonta às tantas queimas de livros que ocorreram na História. Para tanto, recorro às reflexões de Siegfried Kracauer sobre o cinema e o “fluxo da vida”, assim como à noção de declínio da experiência nos escritos de Walter Benjamin.
PALAVRAS-CHAVE: queima de livros; cinema, literatura e horror; fluxo da vida; declínio da experiência.

On a film that burns at Fahrenheit 451

ABSTRACT: Based upon the novel by Ray Bradbury, the film Fahrenheit 451, by François Truffaut, builds itself around a strong image: the burning of books. The purpose of this paper is to expose the ways in which the latent horror in the film’s flames traces back to the book burnings that have happened throughout our History. In order to do so, the reflections of Siegfried Kracauer on cinema and the “flow of life” are sought, as well as the notion of decline of experience in the writings of Walter Benjamin.
KEYWORDS: book burning; cinema, literature and horror; flow of life; decline of experience.

Recebido em 17 de agosto de 2015; aprovado em 16 de novembro de 2015.

DAS PASSAGENS: EXPERIÊNCIA ENTRE LITERATURA, CINEMA E VÍDEO EM PONTO ÔMEGA, DE DON DELILLO

Barbara Cristina Marques 
(UEL)

87-97

RESUMO:  No contexto das reflexões a respeito das novas mídias e de sua importância na criação de objetos artísticos na contemporaneidade, em especial na interface com o objeto literário, este artigo se propõe a discutir o romance Ponto Ômega (2010), do escritor norte-americano Don DeLillo, a fim de perceber de que modo 24 Hours Psycho (1993), vídeo-instalação, de Douglas Gordon, encontra sua tradução no código literário, de modo a promover o intrincamento entre literatura, cinema e vídeo.
PALAVRAS-CHAVE: Ponto Ômega; Douglas Gordon; cinema; vídeo.

About passages: the experience between literature, cinema and video in Point Omega, by Don Delillo

ABSTRACT: Within the discussions about new media and its relevance in the creation of artistic objects in the contemporaneity, specially by the interface with the literary object, this article proposes to discuss the novel Point Omega (2010), by Don DeLillo, in order to realize in which way 24 hours Psycho (1993), Douglas Gordon’s video installation, comes up with its translation to the literary code, for the purpose of promoting the liaison between literature, cinema and video.
KEYWORDS: Ponto Ômega; Douglas Gordon; cinema; vídeo.

Recebido em 17 de agosto de 2015; aprovado em 20 de novembro de 2015.