SUMÁRIO VAGÃO-VOLUME 11 (Julho de 2013) PDF E-mail

A CRÔNICA A PARTIR DE 1930

 

EXPEDIENTE

APRESENTAÇÃO  

Luiz Carlos Simon 

 

UM GÊNERO, MUITAS FACETAS

 

A CRÔNICA E SUAS MOLDURAS: UM ESTUDO GENOLÓGICO

10 Caroline Valada Becker (PUCRS)

A IMPRESSÃO DO COTIDIANO: UM ESTUDO DAS AMBIGUIDADES DA CRÔNICA E A TRANSGRESSÃO DE SEU CARÁTER EFÊMERO

27 Giovana Chiquim (UEL)

MEMÓRIA DA CRÔNICA MODERNA DO RIO DE JANEIRO

41 Valdemar Valente Junior (Universidade Castelo Branco/UniverCidade)

CRÔNICA: O QUE ELA PODE NOS ENSINAR NO PERCURSO DA CRÍTICA À PRÁXIS?

51 Marcelo Pessoa (UEMG)

 

ACEPÇÕES DA CRÔNICA

 

RUBEM BRAGA NOS ANOS 30: UM CORAÇÃO AO AR LIVRE

65 Ana Karla Dubiela (UFF)

RUBEM BRAGA E AS CRÔNICAS PUBLICADAS NO IMPARCIAL EM 1938

84 Anelize Vergara (UNESP/Assis)

RUBEM BRAGA: OS ITINERÁRIOS DE UM CRONISTA DO RIO

103 Luciano Antonio (UEL)

A OBRA CRONÍSTICA DE CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE: IMPRESSÕES E VISÕES SOBRE A SOCIEDADE, A CULTURA E O COTIDIANO BRASILEIRO

119 Ricardo André Ferreira Martins (UNICENTRO)

AS CRÔNICAS DE GRACILIANO RAMOS: O BRASIL NAS LINHAS TORTAS

136 Alex Alves Fogal (UFMG)

A CRÔNICA DE MÁRIO DE ANDRADE: PERCURSOS DE VALORIZAÇÃO CULTURAL

147 Michelle Aranda Facchin (UNIFAFIBE)

SUBALTERNAS CRÔNICAS CLARICEANAS

158 Joyce Alves (UFGD)

A AIDS NAS CRÔNICAS DE CAIO FERNANDO ABREU

170 Milena Mulatti Magri (USP)

A CRÔNICA DE JOSÉ SARAMAGO: VOZ CONTRÁRIA A UM SEMEAR DE PALAVRAS CARUNCHADAS

183 Saulo Gomes Thimóteo (UFFS/USP)

FACTOS E COUSAS NAS CRÔNICAS DA REVISTA MATO-GROSSENSE A VIOLETA

195 Laís Dias Souza da Costa (UFMT)

UM MURO EM RUÍNAS: A VIAGEM E A GUERRA RUBEM BRAGA E CECÍLIA MEIRELES, CRONISTAS-LÍRICOS EM PARIS

210 Luís Antônio Contatori Romano (UFPA)

CECÍLIA MEIRELES E A CRÔNICA DE VIAGEM: ROTEIROS PARA TURISTAS APRENDIZES

225 Karla Renata Mendes (UFPR)/Raquel Illescas Bueno (UFPR)

CECÍLIA MEIRELES: CRONISTA E POETISA. A POETICIDADE DA PROSA EM CRÔNICAS DE VIAGEM

237 Márcia Eliza Pires (UNESP/Assis)

RUBEM BRAGA E JOEL SILVEIRA: DOIS CRONISTAS NO FRONT

252 Camila Marchioro (UFPR)

GUIMARÃES ROSA, CRONISTA DE GUERRA

263 Waldete Freitas Barbosa (SEDUC)/Sílvio Augusto de Oliveira Holanda (UFPA)

 

UM CAMINHO PARA O ESTUDO

 

IMAGENS SUPRARREAIS PARA UM PÉ DE MILHO, DE RUBEM BRAGA

285 Adriano Chagas (UEPG)/Cláudia Camardella Rio Doce (UEL)

A CRÔNICA CONSTRÓI A INTERSUBJETIVIDADE: UMA LEITURA FENOMENOLÓGICA DE “HOMEM NO MAR”, DE RUBEM BRAGA

297 Larissa Leal Neves (UFG)

A VIDA COMO ELA É...: “A ESBOFETEADA” E “DELICADO” ENTRE A CRÔNICA E O CONTO, ALGUMAS CONSIDERAÇÕES

309 Paulo José Valente-Barata (UEPA/UFPA)

LIMITE, LITERATURA, LAGOSTA: A “CRÔNICA” DE DAVID FOSTER WALLACE

326 Patrícia Trindade Nakagome (USP)

RELAÇÕES CULTURAIS BRASIL-FRANÇA NAS CRÔNICAS DE BRITO BROCA: A ENTREVISTA COM ÉMILE ZOLA, 1898

342 Ronaldo Guimarães Galvão (FOC-SP)

 

RESENHAS

DA CRÍTICA GENÉTICA À TRADUÇÃO LITERÁRIA: UMA INTERDISCIPLINARIDADE

356 Dennys da Silva Reis (UnB) 

SAUDADES DA ROÇA, SAUDADES DO ELEVADOR

359 Marcos Vinícius Scheffel (UFAM)

CRIATURAS: O HORROR DE ROCHETT TAVARES

365 Daniel Iturvides Dutra (UFRGS)