Lançamento do livro Retratos da Cidade: o uso da fotografia para a recuperação de fragmentos históricos de Londrina, no Museu Histórico de Londrina

Mais uma vez, o sim­bó­lico e iden­ti­tá­rio pré­dio do Museu His­tó­rico de Lon­drina Padre Car­los Weiss foi o palco para o lan­ça­mento de outro livro pro­du­zido pelo Grupo de Pes­quisa Comu­ni­ca­ção e His­tó­ria, com par­ti­ci­pa­ção ativa de pro­fes­so­res e estu­dan­tes do Curso de Espe­ci­a­li­za­ção em Foto­gra­fia: Prá­xis e Dis­curso Foto­grá­fico. Desta feita, foi lan­çado o livro Retra­tos da Cidade: o uso da foto­gra­fia para a recu­pe­ra­ção de frag­men­tos his­tó­ri­cos de Lon­drina, orga­ni­zado pelo Prof. Dr. Paulo César Boni, dia 23 de outu­bro de 2014, às 20h00.

O livro, com dez capí­tu­los, mos­tra cla­ra­mente a pos­si­bi­li­dade de apro­xi­ma­ção da aca­de­mia com a soci­e­dade. Ele pro­move dis­cus­sões con­cei­tu­ais, teó­ri­cas e meto­do­ló­gi­cas da foto­gra­fia (ati­vi­da­des típi­cas da aca­de­mia) e as aplica em obje­tos de estudo de inte­resse da soci­e­dade (nesse caso, a recu­pe­ra­ção de frag­men­tos his­tó­ri­cos da cidade de Lon­drina), ou seja, pro­move a prá­xis, a apli­ca­ção da teo­ria à prá­tica. O livro foi pen­sado e pro­du­zido para ser uti­li­zado em sala de aula, pois pro­move as dis­cus­sões carac­te­rís­ti­cas da aca­de­mia, mas tam­bém para aten­der anseios da soci­e­dade lon­dri­nense quanto à recu­pe­ra­ção e pre­ser­va­ção da his­tó­ria de sua cidade.

Retra­tos da Cidade é um pas­seio pelos 80 anos da his­tó­ria de Lon­drina, cidade que man­tém uma rela­ção de sorte e com­pro­misso com a foto­gra­fia. O pri­meiro de seus dez capí­tu­los fala da rela­ção pos­sí­vel – e neces­sá­ria – entre a aca­de­mia e o uso da foto­gra­fia para a recu­pe­ra­ção da his­tó­ria. O segundo capí­tulo revela os dois “lan­ces de sorte” de Lon­drina com a foto­gra­fia, moti­vos pelos quais a cidade dis­põe de um riquís­simo acervo foto­grá­fico desde os tem­pos de sua colo­ni­za­ção. O uso da foto­gra­fia pela revista A Pio­neira, entre 1948 e 1954, é o tema do ter­ceiro capí­tulo. Essa revista foi o pri­meiro veí­culo de comu­ni­ca­ção da região a per­ce­ber – e usar – a força da foto­gra­fia como fer­ra­menta de comu­ni­ca­ção, per­su­a­são e publi­ci­dade. Os capí­tu­los foram orga­ni­za­dos em ordem cro­no­ló­gica, de forma que o décimo e último capí­tulo faz uma docu­men­ta­ção foto­grá­fica de como era o cen­tro de Lon­drina antes da Lei Cidade Limpa (2010) e como ele ficou depois da entrada em vigor da lei. E mais: uma revi­sita histórico-iconográfica ao cen­tro da cidade, nos dias atu­ais, para foto­gra­far os mes­mos luga­res foto­gra­fa­dos na década de 1940; o inte­res­sante epi­só­dio das foto­gra­fias iné­di­tas do Está­dio do Café acha­das em uma lata de lixo; o bom senso de um fotó­grafo que evi­tou que mais de 25.000 foto­gra­fias das obras públi­cas de Lon­drina nas déca­das de 1950, 1960 e 1970 fos­sem quei­ma­das; uma coluna de jor­nal que tem feito os lon­dri­nen­ses olha­rem de forma muito mais atenta para a cidade. Isso e muito mais nas 225 pági­nas de Retra­tos da Cidade. O livro está dis­po­ní­vel para con­sulta e down­load (cli­que aqui para bai­xar). Quem qui­ser adqui­rir um exem­plar impresso, pode pro­cu­rar o Depar­ta­mento de Comu­ni­ca­ção (NIC) do Cen­tro de Edu­ca­ção, Comu­ni­ca­ção e Artes (CECA) da Uni­ver­si­dade Esta­dual de Lon­drina (UEL) ou entrar em con­tato com o orga­ni­za­dor, Prof. Paulo Boni, pelo e-mail pcboni@sercomtel.com.br.

Nenhum comentário // Comente! ou trackback // post comments rss
comente