Grupo de Apoio ao Ensino de Sociologia

Entrevista

Profa. Dra. Ileizi Fiorelli Silva

(membro do GAES - Grupo de Apoio ao Ensino de Sociologia e profa. do Departamento de Ciências Sociais da UEL)

Qual o tipo de respaldo que a universidade deve dar ao Ensino Médio?

Profa. Ileizi: A Universidade deve assumir seu papel de formadora de professores para a educação básica, especialmente para o Ensino Médio. Assumir esse papel significa valorizar o ensino como uma dimensão digna de profissionalização, estimulando os alunos a abraçarem essa atividade ou a terem essa atividade como uma possibilidade não menos nobre que as demais. Esse compromisso deveria ser traduzido em ações de financiamento dos cursos de licenciatura, com investimentos em bolsas de iniciação a docência, de atividades em projetos de pesquisa, ensino e extensão e de criação de laboratórios bem equipados para a formação inicial e continuada dos professores. A formação continuada é a garantia da disseminação dos conhecimentos produzidos na academia e da manutenção do senso de realidade dos docentes e discentes que estão nas universidades, em outras palavras, a formação continuada garante que a universidade não “tire os pés do chão”, compreendendo as dinâmicas de reprodução e transformação no sistema de ensino.  

 Você acha necessário a universidade subsidiar o ensino e a  pesquisa no Ensino Médio? Faça alguns comentários.

Ileizi :   Sim. Considero que é uma das formas de garantirmos a ação da universidade nas escolas. A Universidade deve subsidiar com seus materiais e  recursos humanos o ensino e a pesquisa no Ensino Médio. Através de projetos permanentes, estabelecer grupos de estudos com os professores das escolas, discentes nos cursos de licenciaturas e os docentes da universidade, desenvolver pesquisas sobre o ensino, sobre a escola e sobre os fenômenos da educação de modo geral; além disso, criar e reproduzir materiais didáticos adequados ao ensino de crianças e jovens. A universidade deveria, ainda, criar modalidades de bolsas, junto com os governos estaduais e federais, voltadas para a iniciação científica no Ensino Médio. Já existem algumas iniciativas no CNPq, mas são em número limitado. Caberia às universidades pressionar mais os órgãos financiadores e aderir mais rapidamente aos editais voltados para essa atividade. Além disso, deveriam também estimular a iniciação artística e de trabalho. Pensando no Ensino Médio baseado nos eixos ciência, trabalho e artes. 

 AÇÕES DIFERENCIADAS

DA  PROFA.  ILEIZI FIORELLI SILVA

NO LES (LABORATÓRIO DE ENSINO DE SOCIOLOGIA)

E NO GAES

 

1. No período de 2000 a 2002, desenvolvi, junto com a professora Lesi Correa, mini cursos para os alunos do Ensino Médio na UEL. Agendávamos horários de manhã e de noite, disponibilizávamos ônibus da UEL e preparávamos com os estagiários do quarto ano, os mini cursos. Os alunos do Ensino Médio passavam um período inteiro conosco, assistiam a um filme,  seguido de debates e dinâmicas, visitavam a biblioteca e tinha um rápido treinamento de pesquisa, depois andavam pelo campus, visitavam a capela e a casa do pioneiro. No período matutino, alguns alunos pediam para ir ver os “mortos” lá na morfologia e quando havia tempo íamos com eles. Foram cerca de 20 mini cursos, atendendo à 800 alunos.  

 2. Durante o período do LES e depois com o GAES, mantive uma função de relações públicas junto a SEED-Pr e ao Núcleo Regional de Educação de Londrina, negociando cursos, estágios e a formatação dos currículos, até 2004, fazia isso junto com a professora Lesi Correa, com quem aprendi todos os caminhos na teia da burocracia educacional. Desde 1999, organizamos cursos de formação continuada com os professores da Rede.

A partir de 2005, o prof. César Carvalho passou a coordenar  organizar esses cursos, que estão hoje na nona edição (IX Curso de capacitação para professores de Sociologia do Ensino Médio).

 3. Desde 2002, quando a professora Ângela Lima começou a organizar as semanas de Sociologia nas escolas, também me envolvi com essas ações e até hoje trabalho junto com essa equipe. Trabalho com as Semanas de Sociologia  nas Escolas, dando palestras e ajudando no encaminhamento burocrático. 

 4. Iniciei a coordenação de um livro didático de Iniciação às Ciências Sociais, em 2005, mas, não concluímos ainda. Há três capítulos prontos e os docentes envolvidos querem retomá-lo em 2008.

 5. Atualmente, trabalho com uma estagiária bolsista na coleta dos currículos de Ensino Médio do Paraná, no Portal de Educação do Estado e na organização dos documentos e da história do FOPE- Fórum Permanente das Licenciaturas da UEL.

6. Alguns docentes do GAES, coordenados por mim, tiveram um projeto aprovado na Secretaria de Estado de Ciências e Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, com cinco bolsas para alunos de graduação em licenciatura, uma bolsa para recém-formado e três bolsas para docentes, além de outros financiamentos. O início dos trabalhos devem começar logo. Vamos atuar em Ortigueira, município com o IDH-M mais baixo do Paraná. Pretendemos formalizar o projeto na PROEX e no GAES ou em seu desdobramento.

© 2007 Universidade Estadual de Londrina
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 380 | Campus Universitário
Cx. Postal 6001 | CEP 86051-990 | Londrina - PR
Fone: (43) 3371-4000 | Fax: (43)3328-4440
e-mail: web@uel.br