Portal de Eventos Acadêmico-Científicos do CIN/UEL, IX Seminário em Ciência da Informação - SECIN

Tamanho da fonte: 
PRESERVAÇÃO DA INFORMAÇÃO AUDIOVISUAL TELEVISIVA: UM ESTUDO SOBRE A TV TUPI
Gustavo Menon Miranda, Roberta Albanielle Garcia

Última alteração: 2022-08-22

Resumo


Quando a TV Tupi, a primeira emissora de televisão brasileira, teve as atividades interrompidas após crises institucionais e a declaração de perempção das concessões pelo governo federal, os arquivos gerados ao longo de quase três décadas de operação ficaram abandonados em suas sedes, os quais foram repassados paulatinamente às entidades públicas para custódia. O objetivo deste trabalho consiste em analisar os tópicos de preservação e conservação audiovisual sob o prisma do acervo da TV Tupi. Foram selecionados textos, científicos e não científicos, que discorressem sobre o tema e auxiliassem na investigação proposta. Posteriormente, os termos e expressões recuperadas foram explorados sob a ótica da Análise de Conteúdo. A avaliação mostra que as perspectivas de salvaguarda são incertas. Há a possibilidade de digitalização de parcela do acervo, no entanto o repasse de verbas para as organizações curadoras é escasso ou nulo. É emergente a necessidade de conscientização dos órgãos governamentais responsáveis e de propostas de preservação, uma vez que a obsolescência e estabilidade dos suportes já demonstram sinais preocupantes. Constata-se que o intervalo de tempo ainda possível e disponível para reformatação do material é extremamente curto, incorrendo-se no risco de perda de informações audiovisuais.


Texto completo: PDF