III CIDS - CONGRESSO INTERNACIONAL DE DIALETOLOGIA E SOCIOLINGUÍSTICA

CONFERENCISTAS:

Stella Maris Bortoni de Figueiredo Ricardo

 

É professora titular de Linguística da Universidade de Brasília, onde atua na Faculdade de Educação e no Doutorado em Linguística. É formada em Letras Português e Inglês pela PUC-Goiás, (1968), tendo cursado o primeiro ano no Lake Erie College, em Ohio, US; tem mestrado em Linguística pela Universidade de Brasília (1977) e doutorado em Linguística pela Universidade de Lancaster (1983). Fez estágio de pós-doutorado na Universidade da Pensilvânia(1990). Foi bolsista Fulbright na Universidade do Texas em Austin (1978-9). Tem experiência na área de Sociolinguística, com ênfase em Educação e Linguística, atuando principalmente nos seguintes temas: Letramento e formação de professores, educação em língua materna, alfabetização e etnografia de sala de aula. Suas publicações mais recentes podem ser acessadas em www.stellabortoni.com.br. email:stellamb@terra.com.br (Texto informado pelo autor)

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7444415903226607

 

Dante Eustacchio Lucchesi Ramacciotti

 

Professor Titular de Língua Portuguesa da Universidade Federal da Bahia e pesquisador 1C do CNPq. Graduou-se  em Letras Vernáculas pela Universidade Federal da Bahia, em 1986; concluiu o Mestrado em Linguística Portuguesa Histórica pela Universidade de Lisboa, em 1993; e doutorou-se e, Linguística pela Universidade Federal do Rio de janeiro, em 2000. Coordena o Projeto Vertentes do Português Popular do Estado da Bahia (www.vertentes.ufba.br), que se dedica ao estudo da realidade sociolinguística do Brasil e de sua formação socio-histórica, considerando particularmente o contato entre línguas. É autor do livro Sistema, Mudança e Linguagem (Parábola Editorial, 2004) e organizador  e autor do livro O Português Afro-Brasileiro (EDUFBA, 2009). Atua nas seguintes áreas de pesquisa: análise sociolinguística, história da linguística, contato entre línguas e história da língua portuguesa. (Texto informado pelo autor)

Endereço para acessar o CV: http://lattes.cnpq.br/7530569358334953

 

Rodolfo Ilari

Graduado em Letras Neolatinas Português e Francês pela universidade de São Paulo (1967), mestrado em Linguística – Université de Besançon (1971) e doutorado em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas (1975). Fez parte do grupo que fundou o Departamento de Linguística da Universidade Estadual de Campinas no qual trabalhou até 2007. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Teoria e Análise Linguística, tendo trabalhado principalmente nos seguintes temas: linguística românica, semântica, pragmática, aspecto verbal, ensino de língua materna. Publicou livros destinados ao ensino de graduação de linguística (particularmente linguística românica, semântica e características do português brasileiro). Traduziu várias obras, entre as quais o Brevário de Estática de Benedetto Croce e o Dicionário de Linguística de Trask. Em 2007-2008 foi titular de Português no Instituto de Espanhol, Português e Estudos Latino-americanos da Universidade de Estocolmo. Atualmente é diretor da Revista da ABRALIN. (texto informado pelo autor)

Endereço para acessar o CV: http://lattes.cnpq.br/4354160577506810

 

MINISTRANTES DE MINICURSOS:

Abdelhak Razky

Possui graduação em Língua e Literatura Inglesa - Université Hassan II Casablanca (1986), mestrado em Lingüística - Université de Toulouse Le Mirail (1987), doutorado em Linguística - Université de Toulouse Le Mirail (1992) e pós-doutorado - Université de Toulouse Le Mirail (2003). Atualmente é professor associado nivel 4 da Universidade Federal do Pará e bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq - Nível 2. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Sociolinguística, geografia linguística, dialetoligia, socioterminologia e ensino aprendizagem de línguas , atuando principalmente nos seguintes temas: sociolinguística, geografia linguística, variação fonética e lexical, socioterminologia, tecnologias de informação e comunicação no ensino aprendizagem de línguas e tratamento automático e estatístico de dados linguísticos.

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8153913927369006

 Alcides Fernandes Lima

 

Possui Graduação em Letras e Artes pela Universidade Federal do Pará (1999), Mestrado em Linguística (área de concentração: Sociolinguística) pela Universidade Federal do Pará (2003) e Doutorado em Linguística (área de concentração: Socioterminologia) pela Universidade Federal do Ceará (2010). É professor da Universidade Federal do Pará desde 2003 e Membro do Conselho Superior do Campus de Castanhal desde 2011. Atualmente é professor adjunto nível 2. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase na Sociolinguística, na Dialetologia e na Socioterminologia. É membro do grupo de pesquisadores do projeto Atlas Linguístico do Brasil (ALiB) e um dos coordenadores do projeto Geossociolinguística e Socioterminologia no Brasil (GeoLinTerm). Principais temas de interesse: português brasileiro, variação linguística, terminologia e socioterminologia.

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/256524220987983
 
Aparecida Negri Isquerdo

Graduação em Letras pela Universidade do Estado de Mato Grosso (1975) e Doutorado em Letras (Linguística e Língua Portuguesa) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1996). Docente aposentada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Foi professora convidada (PV/CNPq), no Programa de Mestrado e Doutorado em Estudos da Linguagem, da Universidade Estadual de Londrina (2005/2006) e professora visitante (PV/UFMS), na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Programa de Mestrado em Estudos de Linguagens (2007/2009). Atualmente exerce a função de docente colaboradora na pós-graduação stricto sensu dessas duas Instituições, atuando na pesquisa, docência e orientação (Mestrado e Doutorado). Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Lexicologia e Lexicografia, principalmente nos seguintes temas: léxico, toponímia, atlas toponímico e atlas linguístico. Diretora Científica do Projeto Atlas Linguístico do Brasil - Projeto ALiB; Coordenadora do Projeto Atlas Toponímico de Mato Grosso do Sul e pesquisadora responsável pela região Centro-Oeste no âmbito do Projeto Tesouro Léxico Patrimonial do Galego e do português: Brasil.
 
Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7272815954622994

 

Cláudia Brescancini

Doutora em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2002) e mestre em Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina (1996). Realizou estágio pós-doutoral (2010-2011) no Languague and Linguistic Department da University of York, Inglaterra. Atualmente é professora adjunta da Faculdade de Letras da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e membro da Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Letras dessa Instituição. Atua na área de Sociolinguística Variacionista, com ênfase em variação fonológica e sociofonética. Desde 2005 é membro do Projeto Varsul (Variação Linguística na Região Sul do Brasil).

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5437201413552987

  

Irenilde Pereira dos Santos

Tem mestrado, doutorado e livre-docência em Linguística pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP). Fez estágio de pós-doutorado na Indiana University, nos Estados Unidos. É docente e orientadora permanente do Curso de Pós-Graduação em Linguística da Universidade de São Paulo, tendo, atualmente, sob sua orientação quatro doutorandos. Foi coordenadora do Curso de Pós-Graduação em Linguística e vice-chefe do Departamento de Linguística da Universidade de São Paulo por duas vezes. Levou à defesa pouco mais de 20 alunos em nível de doutorado e 13 em nível de mestrado. Vários tiveram bolsa de estudos da CAPES (PICD, Demanda Social e bolsa-sanduíche) e do CNPq. Orientou, ainda, pouco mais de 20 alunos de iniciação científica. Também atuou no Programa de Mestrado de Linguística da Universidade Cruzeiro do Sul de janeiro de 2007 a março de 2011. Nesta última instituição, foi vice-coordenadora do Programa de Mestrado de Linguística e docente e orientadora permanente, tendo levado à defesa duas alunas em nível de mestrado. É coordenadora do Grupo de Pesquisa em Dialetologia e Geolinguística da USP GPDG/USP, cadastrado no CNPq, e membro do Projeto Tesouro do Léxico Patrimonial Galego e Português: Brasil, coordenado pela Profa. Dra. Sílvia Brandão, da UFRJ, igualmente cadastrado no CNPq. Foi coordenadora nacional do Projeto de Aperfeiçoamento para Professores do ensino médio em Língua Portuguesa, no Convênio Universidade de São Paulo/Vitae, Apoio à Cultura, Educação e Promoção Social/Secretarias de Estado da Educação do Brasil. Participa regularmente de congressos no Brasil e no exterior, bem como profere palestras e conferências. Tem publicado artigos e capítulos de livros, inclusive no Japão, sobre as áreas em que atua. Desenvolve pesquisa sobre temas relacionados aos seguintes campos do saber/fazer linguístico: Geolinguística, Sociolinguística, Ensino de Língua Portuguesa (presencial e a distância) e Análise do Discurso.

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5234024474414712

 

 Jacqueline Ortelan Maia Botassini

Possui graduação em Letras pela Universidade Estadual de Maringá (1988), mestrado em Letras pela Universidade Federal do Paraná (1998) e doutorado em Estudos da Linguagem pela Universidade Estadual de Londrina (2013). Atualmente é professor adjunto da Universidade Estadual de Maringá. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa, atuando principalmente nos seguintes temas: variação e descrição linguística, crenças e atitudes linguísticas, ensino de gramática e morfossintaxe.

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1418696182259378

 

 Marcela Moura Torres Paim

Possui Graduação em Letras com Habilitação em Língua Portuguesa e Língua Espanhola pela Universidade Federal de Pernambuco (2001), Mestrado em Letras e Linguística pela Universidade Federal da Bahia (2005) e Doutorado em Letras e Linguística pela Universidade Federal da Bahia (2007). Atualmente é Professor Adjunto, nível 3, do Departamento de Letras Vernáculas da Universidade Federal da Bahia e Pesquisadora do Projeto Atlas Linguístico do Brasil, Membro da Equipe Regional Bahia. Tem experiência na área de Língua Portuguesa, Sociolinguística, Dialetologia e Língua Espanhola, no ensino presencial e na modalidade de ensino a distância, atuando principalmente nos seguintes temas: marcadores temporais, identidade social de faixa etária, seleção lexical e geolinguística pluridimensional.

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7491110175871163

 

Maria Cândida Trindade Costa de Seabra

Possui graduação em Comunicação Visual pela Universidade Estadual de Minas Gerais (1983) e graduação em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (1988), mestrado em Língua Portuguesa pela Universidade Federal de Minas Gerais (1994), doutorado em Lingüística pela Universidade Federal de Minas Gerais (2004) e pós-doutorado pela Universidade de São Paulo (2009). Desde 1996 é professora da Universidade Federal de Minas Gerais. Seus projetos se centralizam nas áreas de Lingüística e Língua Portuguesa, em uma perspectiva sincrônica e diacrônica, com ênfase na lexicologia, lexicografia e toponímia.

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0209259220684913

 

Roberto Leiser Baronas

 

Cursou o ensino médio magistério trabalhando como mecânico de máquinas agrícolas e rodoviárias em Nova Xavantina - MT. Possui graduação em Letras pela Universidade Federal de Mato Grosso - UFMT - Campus Universitário do Araguaia em Pontal do Araguaia - MT (1994) e doutorado em Lingüística e Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Campus de Araraquara (2003), sob a orientação de Edna Fernandes dos Santos Nascimento. Com apoio de bolsa PDEE/Capes, fez doutorado sanduíche na Université de Paris XII - Creteil - França, no Centro de Estudos do Discurso, da Imagem, do Texto e da Comunicação Política - CÉDITEC - sob a orientação de Simone Bonnafous (2003).Trabalhou como professor de Língua Portuguesa na rede estadual de ensino fundamental e médio de Mato Grosso, onze anos e meio na Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT - Campus de Alto Araguaia. Atualmente é professor Adjunto IV no Departamento de Letras e orientador de iniciação científica, de dissertação de mestrado e de tese de doutorado no Programa de Pós-Graduação em Lingüística da Universidade Federal de São Carlos - UFSCAR e de dissertação no Mestrado em Estudos de Linguagem - MeEL - da Universidade Federal de Mato Grosso. Realizou estágio de Pós-Doutorado de um ano com bolsa PDS do CNPq, junto ao Grupo de Pesquisa/CNPq Linguagem, Identidade e Memória, no Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem/LAEL/Faculdade de Filosofia Comunicação Letras e Artes/ Pontifícia Universidade Católica de São Paulo/PUC-SP, sob a supervisão de Beth Brait. Traduziu diversos artigos e livros de Dominique Maingueneau, Jacques Guilhaumou, Oswald Ducrot, Jean-Jacques Courtine, Sophie Moirand, Alice Krieg-Planque e Simon Bouquet. É organizador e autor de diversos livros e artigos no domínio da Análise do Discurso de orientação francesa. Foi um dos elaboradores do Plano Estadual de Ciência e Tecnologia para o Estado de Mato Grosso - 2004/2007 e também do projeto de criação do Centro Estadual de Educação Profissional e Tecnológica de Mato Grosso - CEPROTEC-MT. É um dos editores responsáveis pela Revista de Popularização em Ciências da Linguagem - Linguasagem da UFSCar e editor da Revista da Associação Brasileira de Linguística - ABRALIN. É o atual delegado regional da Associação Latinoamericana de Estudos do Discurso - ALED - Brasil. É um dos coordenadores do Laboratório de Estudos Epistemológicos e de Discursividades Multimodais - LEEDiM - UFSCar/CNPq e do Instituto Mattoso Câmara de Estudos Interdisciplinares de Linguagem - UFSCar/CNPq. Participa como pesquisador do Centro de Estudos FEsTA - Fórmulas e estereótipos: teoria e análise, no âmbito do IEL - Unicamp. Tem experiência na área de Lingüística e Formação de Professores com ênfase nos domínios da Análise do Discurso e da Filosofia da Lingüística, atuando principalmente nos seguintes temas: análise do discurso, discurso político, derrisão, interpretação, leitura e epistemologia da lingüística.

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4613001301744682

Sílvia Figueiredo Brandão

Doutor em Letras Vernáculas (UFRJ), atua desde 1978, na Área de Língua Portuguesa, no Departamento de Letras Vernáculas da Faculdade de Letras da UFRJ, onde atualmente é Professor Associado IV. Em 2009, realizou estágio pós-doutoral, com bolsa CAPES, no Centro de Linguística da Universidade de Lisboa. No Programa de Pós-graduação em Letras Vernáculas, que coordenou no biênio 1991-1993, desenvolve e orienta pesquisas no âmbito da Sociolinguística Variacionista e da Dialectologia, em especial nos campos da Fonética-Fonologia e da Morfossintaxe. Entre 1994 e 1996, coordenou o GT de Sociolinguística da ANPOLL, e, entre 2000 e 2004, o Projeto VARPORT (Análise Contrastiva de Variedades do Português), de Cooperação Internacional - CAPES-GRICES (Brasil-Portugal). Autora de A geografia linguística no Brasil (São Paulo: Ática, 1991), com publicações no Brasil e no exterior, organizou, com Maria Antónia Mota, da Universidade de Lisboa, Análise contrastiva de variedades do Português: primeiros estudos (Rio de Janeiro: In-Fólio, 2003), e, com Silvia Rodrigues Vieira, Morfossintaxe e ensino de Português: reflexões e propostas (Fac.Letras-UFRJ, 2004) e Ensino de gramática: descrição e uso (São Paulo:Contexto,2007).

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4418246461990211

 

Valter Pereira Romano

Graduado em Letras Vernáculas e Clássicas (2009) e Mestre em Estudos da Linguagem (2012) pela Universidade Estadual de Londrina. Atualmente é doutorando em Estudos da Linguagem nesta mesma instituição (2012-2016). Atua nos Projetos Atlas Linguistico do Brasil e Tesouro do Léxico Patrimonial do Galego e Português: Brasil. Desenvolve suas pesquisas na área de Dialetologia, Sociolinguística, Geolinguística.

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1377916246840811
 
 
SIMPÓSIOS:

Conceição de Maria de Araújo Ramos

Possui graduação em Letras pela Universidade Federal do Maranhão (1977), mestrado em Letras - Área de Concentração Literatura Brasileira pela Universidade Federal de Alagoas (1994) e doutorado em Linguística pela Universidade Federal de Alagoas (1999). Atualmente é professora associada da Universidade Federal do Maranhão, Coordenadora do Atlas Linguístico do Maranhão - PROJETO ALiMA e Coordenadora Regional do Atlas Linguístico do Brasil para o Maranhão. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Atlas Linguístico, atuando principalmente nas seguintes áreas: linguística, sociolinguística, dialetologia, geolinguística, lexicologia, lexicografia e ensino/aprendizagem da língua materna e estrangeira.
Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3077548140086940

 

José de Ribamar Mendes Bezerra

Doutorado em Linguística pela Universidade Federal de Alagoas (2001), Mestrado em Letras pela Universidade Federal de Alagoas (1995), Especialização em Irrigação e Drenagem pela Universidade Estadual do Maranhão/Governo da Espanha (1989), Graduação em Direito pela Universidade Federal do Maranhão (1992), Graduação em Engenharia Civil pela Universidade Estadual do Maranhão (1979). Atualmente é professor Adjunto IV da Universidade Federal do Maranhão. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Atlas Lingüístico, atuando principalmente nos seguintes temas: linguística, neurolinguística, língua portuguesa, língua falada e pesquisa.

 

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5283557018212797

  

Juliano Desiderato Antonio

Possui graduação em Letras pela Universidade Estadual de Londrina (1994), mestrado em Linguística e Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1998), campus de Araraquara, doutorado em Linguística e Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2004), campus de Araraquara, pós-doutorado em Estudos Linguísticos pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2011), campus de São José do Rio Preto. É docente da Universidade Estadual de Maringá. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Funcionalismo, atuando principalmente nos seguintes temas: Funcionalismo, Ensino de gramática e Estrutura Retórica do Texto. É bolsista de produtividade em pesquisa da Fundação Araucária.

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4088784180771269  
 
 
Manoel Mourivaldo Santiago de Almeida

Fez graduação em Letras-Português/Francês (1989) e especialização em Linguística (1993) pela Universidade Federal de Mato Grosso. Possui doutorado em Filologia e Língua Portuguesa (2000) e livre-docência sobre as vogais do falar ribeirinho cuiabano (2009) pela Universidade de São Paulo. Tem formação complementar em Dialetologia Portuguesa pela Universidade de Lisboa (1998). Realizou, na área de Crítica Textual, estágio pós-doutoral na Universidade Federal de Minas Gerais com o projeto de pesquisa "Dom Casmurro de 1900, de Machado de Assis: Edição e estudo de variantes" (2013). É professor associado 2 e pesquisador da Universidade de São Paulo, e bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq. Atua nos seguintes temas: crítica textual/filologia portuguesa, fonética, fonologia, dialetologia e história da língua portuguesa.

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9594141086164150

 

Marco Antonio Martins

É Doutor em Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina (2009), com estágio no Centro de Linguística da Universidade Nova de Lisboa (2007-2008). É professor Adjunto III da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e é professor permanente no Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem (PPgEL) da mesma instituição. Atualmente, coordena o Projeto de História do Português Brasileiro no Rio Grande do Norte (PHPB-RN); coordena o GT de Sociolinguística da ANPOLL (Biênio 2012-2014); é presidente do Grupo de Estudos Linguísticos do Nordeste - GELNE (Biênio 2012-2014); é vice-presidente da Associação Brasileira de Linguística - ABRALIN - (biênio 2011-2013). A pesquisa que vem desenvolvendo está relacionada aos aspectos da mudança gramatical no Português Brasileiro refletida na sintaxe da ordenação de constituintes, tendo em vista a análise de textos escritos por brasileiros nos séculos 18, 19 e 20.

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3589064971368456

Marilucia Barros de Oliveira

Possui graduação em Letras e Artes pela Universidade Federal do Pará, mestrado em Letras: Lingüística e Teoria Literária pela Universidade Federal do Pará e doutorado em Letras e Lingüística pela Universidade Federal de Alagoas. Atualmente é professor adjunto da UFPA. Atua na graduação, no mestrado e doutorado acadêmicos e mestrado profissional. Coordena e participa de projetos de pesquisa na área de linguística, dentre eles: Atlas Linguístico do Brasil, GeolinTerm, Tesouro do léxico Galego-Português, Atlas linguístico de línguas indígenas do Brasil (ALSLIB), Atlas Linguístico da palatalização no Brasil. Coordena o convênio entre a UFPA (ILC) e Santiago de Compostela (ILG). Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Sociolinguística e Dialetologia (léxico, fonética e  morfossintaxe) e Fonologia.  Atua também no ensino, especialmente na graduação e no mestrado profissional, nos seguintes temas: internet, webquest, ensino e variação. Atualmente integra a diretoria da ABRALIN (2013-2015). (Texto informado pelo autor)

Endereço para acessar este CV:

http://lattes.cnpq.br/9728768970430501

 

Rosario Álvarez Blanco

Possui doutorado em Cursos de doutoramento USC pela Universidad de Santiago de Compostela(1980). Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Sociolingüística e Dialetologia. (Texto gerado automaticamente pela aplicação CVLattes)

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5878091603731086 

 

Silvana Soares Costa Ribeiro

Professor Adjunto IV da Universidade Federal da Bahia, Doutora em Letras pela Universidade Federal da Bahia (2012). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa, atuando principalmente nas seguintes áreas: diversidade linguística, dialetologia, geolinguística, sociolinguística, norma urbana culta, análise da conversação (marcadores conversacionais) e análise textual. Atua também em capacitação para o ensino superior. Possui Doutorado em Linguística Histórica pela Universidade Federal da Bahia (UFBA - 2012) e Mestrado em Linguística (UFBA -1998). É Graduado em Letras Vernáculas (Licenciatura - 1992 e Bacharelado - 1994) pela UFBA. Atuou como Superintendente Acadêmico da Universidade Federal da Bahia de 2003 a 2007. Participa do Projeto de pesquisa Atlas Linguístico do Brasil (ALiB) como entrevistador e como coordenador da Comissão de Informatização e Cartografia. Atua como pesquisador do Projeto NURC- Salvador, tendo sido bolsista de Iniciação Científica e de Aperfeiçoamento do Projeto durante Graduação e Pós-Graduação (Mestrado). (Texto informado pelo autor)

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9842550682161250

 

Xulio Sousa Fernández
 

Possui doutorado em Doutorado en Filoloxía galega pela Universidad de Santiago de Compostela(1999). Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Sociolingüística e Dialetologia. (Texto gerado automaticamente pela aplicação CVLattes)

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1411105348107226

 

MESAS REDONDAS

Adolfo Elizaincín

Possui graduação em Licenciatura En Letras pela Universidad de La Republica(1974) e doutorado em Filología Románica pela Universitat Tuebingen (Eberhard-Karls)(1990). Atualmente é Professor da Universidad de La Republica, Professor convidado da UNIVERSIDAD NACIONAL DE COLOMBIA, professor titular da Universidad Nacional Del Sur e Professor convidado da Universidade Católica de Pelotas. Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Sociolingüística e Dialetologia. Atuando principalmente nos seguintes temas:contacto español-portugués, DPU, frontera Uruguay-Brasil, frontera España-Portugal, dialectología. 

(Texto gerado automaticamente pela aplicação CVLattes)

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8668789361839736 

 

Américo Venâncio Lopes Machado Filho

Graduado em Letras Vernáculas e Inglês pela Universidade Católica do Salvador (1990), Mestre em Letras pela Universidade Federal da Bahia (1999), Doutor em Letras e Linguística pela Universidade Federal da Bahia (2004), com Pós-Doutorado na Universidade de Coimbra (2006) e na Université Paris 13 (2010). É Professor Associado de Língua Portuguesa do Departamento de Letras Vernáculas da Universidade Federal da Bahia. Desenvolve pesquisa na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa, atuando principalmente nos seguintes temas: lingüística histórica, lexicografia histórica, história da língua portuguesa, português arcaico, edição de manuscritos medievais. É membro de diversas associações científicas nacionais e estrangeiras e pesquisador associado do Laboratório Lexiques, Dictionnaires, Informatique (LDI) UMR 7187, Paris, França. Lidera o Grupo de Pesquisa Nêmesis, que engloba o Projeto Deparc (Dicionário Etimológico do Português Arcaico) e o Projeto Dicionário Dialetal Brasileiro (DDB), associado ao Projeto Atlas Linguístico do Brasil (ALiB). É também membro do Núcleo de Apoio à Pesquisa em Etimologia e História da Língua Portuguesa da USP (NEHiLP). Foi Coordenador de Área do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD 2012 Dicionários), do MEC. Atualmente, é vice-coordenador do Programa de Pós-Graduação em Língua e Cultura da UFBA. (Texto informado pelo autor)

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8835296574416420

 

Dermeval da Hora Oliveira

possui graduação em Letras pela Universidade Federal da Bahia (1976), mestrado em Letras pela Universidade Federal da Paraíba (1983) e doutorado em Lingüística Aplicada pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1990). Realizou estágio pós-doutoral na Universidade Livre de Amsterdam pela segunda vez ao longo do ano de 2010. Atualmente é professor da Universidade Federal da Paraíba. Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Língua Portuguesa, atuando principalmente nos seguintes temas: fonologia e sociolinguistica variacionista. Atualmente, como bolsista de Produtividade do CNPq 1B, desenvolve o Projeto "Variação Linguística no Estado da Paraíba - fase III: variação, estilo, atitude e percepção". Foi Presidente da Associação Brasileira de Lingüística (ABRALIN) no período de 31 de agosto de 2007 a 31 de agosto de 2009. Desde julho de 2007, é delegado da Associação de Lingüística e Filologia da América Latina (ALFAL) no Brasil. Nessa Associação, é vice-coordenador do Projeto 19 - Fonologia: teoria e análise. É Coordenador da Área de Letras e Linguística da CAPES (período 2011-2014). (Texto informado pelo autor)

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9406653724224547

 

Dinah Maria Isensee Callou

Graduação em Letras Anglo Germânicas pela Universidade Federal da Bahia (1959), Mestrado em Língua Portuguesa pela Universidade de Brasília (1965), Doutorado em Letras Vernáculas - Área Língua Portuguesa) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1980) e Pós-Doutorado em Linguística (Universidade da California/Santa Bárbara, 1994-1995). Pesquisador 1A (bolsa de produtividade em pesquisa) do CNPq e Professor Titular (1992) da Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde atua desde 1966. Exerceu atividades na UFBA (1960-1962) e na UNB (1963-1965). Tem experiência na área de Fonética/Fonologia e Sintaxe, com ênfase em Sociolingüística e Lingüística Histórica, com produção nos seguintes temas: variação e mudança, português do Brasil, fala culta carioca. Aposentada em 2008, continua atuando no Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas, tendo recebido o título de Professor Emérito em 02/09/2010. (Texto informado pelo autor)

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9305518977446202

 

Felício Wessling Margotti

Possui graduação em Letras pela Universidade Federal de Santa Catarina (1975), mestrado em Lingüística pela Universidade Federal de Santa Catarina (1982) e doutorado em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2004). Atualmente é professsor associado da Universidade Federal de Santa Catarina e exerce a função de Diretor do Centro de Comunicação e Expressão. Dedica-se ao ensino de Morfologia do Português, História da Língua e Dialetologia. É membro da equipe de pesquisadores do Atlas Lingüístico-Etnográfico da Região Sul do Brasil (ALERS) e do Atlas Lingüístico do Brasil (ALIB). (Texto informado pelo autor)

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4239067867265810

 

Jacyra Andrade Mota

Possui graduação em Letras pela Universidade Federal da Bahia (1961), mestrado em Letras e Lingüística pela Universidade Federal da Bahia (1980) e doutorado em Letras Vernáculas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002). Tese de Doutorado: "O /S/ em coda silábica na norma culta de Salvador". Professor concursado com a tese "Vogais antes de acento em Ribeirópolis, Sergipe" (UFBA, 1980). Co-autora do "Livro das Aves" (1965) e do "Atlas Lingüístico de Sergipe" (1987). Professor Associado da Universidade Federal da Bahia. Como pesquisador e bolsista do CNPq, atua, principalmente, nas subáreas: Sociolingüística e Dialectologia, participando dos seguintes projetos: Atlas Lingüístico do Brasil (membro do Comitê Nacional que o coordena, com a função de Diretora Executiva), NURC (integrante do grupo que o implantou em 1970, com trabalhos na área da morfossintaxe e da fonética-fonologia). Coordenadora do Projeto CAPES - COFECUB 651/09 - período 2009-... (Texto informado pelo autor)

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2882439742195871

Joyce Elaine de Almeida Baronas

possui graduação em Letras Anglo Portuguesas e Literaturas pela Universidade Estadual de Londrina (1989), mestrado em Letras pela Universidade Estadual de Londrina (1996) e doutorado em Lingüística e Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2005). Atualmente é professora associada da Universidade Estadual de Londrina. Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Sociolingüística atuando principalmente na área da Sociolinguística Educacional. (Texto informado pelo autor)

Endereço para acessar este CV:

http://lattes.cnpq.br/6092970593937003

Loremi Loregian-Penkal

Possui graduação em Letras Português/Italiano pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC (1993); mestrado em Linguística pela UFSC (1996); doutorado em Linguística pela Universidade Federal do Paraná - UFPR (2004), e pós-doutorado pela UFPR/CNPq (2012). Atualmente é professora Associada na Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná, UNICENTRO, campus de Irati. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Sociolinguística, atuando principalmente nos seguintes temas: variação e mudança linguística, sistema pronominal, tempo verbal e ensino/aprendizagem de língua portuguesa. Foi bolsista de Iniciação Científica do CNPq, atuando no Projeto VARSUL/UFSC de 1989 a 1995; bolsista da CAPES (mestrado) e bolsista de Pós-doc Sênior do CNPq (2011-2012). É líder dos grupos de pesquisa "Língua, História e Literatura Ucraniana" e "Variação Linguística de Fala Eslava, VARLINFE", na Unicentro, além de integrar a equipe de pesquisadores do Projeto VARSUL/UFPR. (Texto informado pelo autor)

Endereço para acessar este CV:

http://lattes.cnpq.br/1766652516268724

Maria Cecilia de Magalhães Mollica

Possui graduação em Licenciatura Em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1972), mestrado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1977) e doutorado em Lingüística pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1989). Atualmente é professor titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Teoria e Análise Lingüística, atuando principalmente nos seguintes temas: linguística, educação, alfabetização, variação e mudança e variação. Pesquisa e orienta em áreas de inteface como Linguística Educacional, Ciência da Informação, Tecnologias. (Texto informado pelo autor)

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3739175536240285 

 

Maria do Socorro Silva de Aragão

Possui graduação em Letras Anglo Germânicas pela Universidade Regional do Nordeste(1969), especialização em Especialização em Lingüística pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo(1973), mestrado em Lingüística pela Universidade de São Paulo(1973), doutorado em Lingüística pela Universidade de São Paulo(1974), pós-doutorado pela Université Sorbonne Nouvelle - Paris 3(1977), pós-doutorado pela Universidad Complutense de Madrid(1978) e pós-doutorado pela Central Connecticut State University(1990). Atualmente é professor titular da Universidade Federal da Paraíba, professor titular da Universidade Federal do Ceará, Membro de corpo editorial da Revista Brasileira de Lingüística, Membro de corpo editorial da Acta Semiotica et Linguistica, Membro de corpo editorial da Revista de Letras (Fortaleza) e Membro de corpo editorial da Revista Letras e Letras. Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Sociolingüística e Dialetologia. Atuando principalmente nos seguintes temas:Dialetologia, Falares Regionais, Fonetica e Fonologia. (Texto gerado automaticamente pela aplicação CVLattes)

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7111726507161580

 

Marilia Mendes Ferreira

Possui licenciatura português-inglês e respectivas literaturas pela Universidade Federal de Uberlândia (1995), mestrado em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (2000) , doutorado em Linguística Aplicada pela The Penn State University (2005) e pós-doutorado pela Universidade de Bath, Reino Unido (2013). Atualmente é professora do Departamento de Letras Modernas- FFLCH USP atuando tanto na graduação quanto na pós-graduação. Seus interesses de pesquisam envolvem aspectos do ensino e da aprendizagem de línguas estrangeiras sob a ótica sócio-histórico cultural e da teoria da atividade. Mais especificamente, o grupo de pesquisa que coordena - A perspectiva sócio-histórico-cultural e da atividade e o ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras- investiga o desenvolvimento cognitivo definido sob essa perspectiva teórica proporcionado pela aprendizagem de uma língua estrangeira em contextos de ensino desenvolvimental (Davydov,1988; Hedegaard, 2002) ou não. Mais especificamente, o grupo vem se detendo em questões relativas ao ensino-aprendizagem da escrita em língua estrangeira em diversos contextos institucionais em especial da pós-graduação- orientados pelas correntes teóricas acima e o desenvolvimento que essa atividade pode proporcionar.As pesquisas atuais do grupo se concentram no s estudos sobre letramento acadêmico em inglês na graduação e pós-graduação também sob essa perspectiva. (Texto informado pelo autor)

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6959487280469762

Roberto Gomes Camacho

Tem graduação em Licenciatura em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1973), mestrado em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas (1978), doutorado em Linguistica e Língua Portuguesa pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1984), pós-doutorado em Gramática Funcional pela Universidade de Amsterdã (2005), Livre-Docência pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2009) e pós-doutorado em Gramática Discursivo-Funcional pelo Instituto de Linguística Teórica e Computacional de Lisboa (2011). Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, onde atua, na Graduação e na Pós-Graduação, nas linhas de pesquisa em Descrição Funcional de Língua Oral e Escrita e em Variação e Mudança Linguística. Publicou os livros "Classes de Palavras na Perspectiva Discursivo-Funcional. O papel da nominalização no continuum categorial" em 2011 pela Editora da UNESP e "Da linguística formal à linguística social" em 2013 pela Editora Parábola. Foi coordenador da área de linguística da FAPESP de 2006 a 2013. Tem experiência nas áreas de Teoria e Análise Linguística e Sociolinguística e Dialetologia. É atualmente bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq, atua como Coordenador do Projeto de Pesquisa "Gramática do Português" da ALFAL e como Editor Responsável da Alfa-Revista de LInguística. (Texto informado pelo autor)

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4198947182501852

 

Stella Maris Bortoni de Figueiredo Ricardo

É professora titular de Linguística da Universidade de Brasília, onde atua na Faculdade de Educação e no Doutorado em Linguística. É formada em Letras Português e Inglês pela PUC-Goiás, (1968), tendo cursado o primeiro ano no Lake Erie College, em Ohio, US; tem mestrado em Linguística pela Universidade de Brasília (1977) e doutorado em Linguística pela Universidade de Lancaster (1983). Fez estágio de pós-doutorado na Universidade da Pensilvânia(1990). Foi bolsista Fulbright na Universidade do Texas em Austin (1978-9). Tem experiência na área de Sociolinguística, com ênfase em Educação e Linguística, atuando principalmente nos seguintes temas: Letramento e formação de professores, educação em língua materna, alfabetização e etnografia de sala de aula. Suas publicações mais recentes podem ser acessadas em www.stellabortoni.com.br. email:stellamb@terra.com.br (Texto informado pelo autor)

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7444415903226607

 

Suzana Alice Marcelino da Silva Cardoso

Possui graduação em Letras Neolatinas pela Universidade Federal da Bahia (1960), mestrado em Letras e Lingüística pela Universidade Federal da Bahia (1979) e doutorado em Letras (Letras Vernáculas) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002). Professor Associado nível 01 da Universidade Federal da Bahia. Professeur Invité na Université Paris 13, UFR LSHS. Professor Emérito da Universidade Federal da Bahia. Membro Associado do LDI-Lexiques, Dictionnaires, Informatique da Université Paris 13.Atualmente é Editora da revista Estudos Lingüísticos e Literários, e membro do Conselho Editorial das revistas A Cor das Letras, Filologia e Lingüística Portuguesa. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa, atuando principalmente nos seguintes temas: dialectologia, geolingüística, português do Brasil, língua portuguesa e variação. É Diretora-Presidente do Projeto Atlas Lingüístico do Brasil. (Texto informado pelo autor)

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3365405133613847

 

Vanderci de Andrade Aguilera

Possui graduação em Letras Franco Portuguesas pela Universidade Estadual de Londrina (1969), mestrado em Letras Assis pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1987), doutorado em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1990) e pós-doutorado na Universidade de Alcalá de Henares- Espanha. Atualmente é associado da Universidade Estadual de Londrina. É autora do Atlas Lingüístico do Paraná e integra a equipe dos projetos de pesquisa: (i) Atlas Lingüístico do Brasil, com sede na UFBA, projeto interinstitucional; (ii) Léxico Histórico do Português Brasileiro, projeto ligado ao projeto Para a história do Português Brasileiro - PHPB; (iii) Tesouro galego-português, projeto internacional (Espanha, Portugal e Brasil) com sede na Unviversidde de Santiago de Compostela - ES. Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Geolinguística, atuando principalmente nos seguintes temas: atlas lingüístico, Brasil, estudos lexicais, crenças e atitudes linguísticas, Paraná e aspectos lingüísticos. Docente da Universidade Estadual de Londrina, no Departamento de Letras Vernáculas e Clássicas. Professora colaboradora do Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Letras da UNIOESTE-Cascavel-PR (Texto informado pelo autor)

Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8323910235303866

 

João Saramago 

 

Investigador principal do Centro de Linguística da Universidade de Lisboa.Licenciou-se em Filologia Românica na Faculdade de Letras da mesma Universidade. Em 1987, apresentou a sua tese de doutoramento sobre o falar da ilha do Corvo (Açores). Desde sempre trabalhou na equipa do Atlas Linguístico-Etnográfico de Portugal e da Galiza (ALEPG). Simultaneamente, tem colaborado noutros projectos de Geografia Linguística,como sejam o Atlas Linguarum Europae (ALE), o Atlas Linguistique Roman (ALiR), o Atlas Lingüístico de la Península Ibérica (ALPI e o Atlas Linguístico-Etnográfico dos Açores (ALEAç). Além disso participa em projectos, de índole dialectal como sejam o Tesouro Dialectal Português (Tedipor) e o Tesouro do Léxico Patrimonial Galego Português, dirigido pelo Instituto da Lingua Galega. A sua actividade científica tem-se desenrolado sempre na área da Dialectologia e da Geografia Linguística.  

Endereço para acessar este CV:  http://www.clul.ul.pt/pt/investigador/112-joao-saramago

© Universidade Estadual de Londrina
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 380 | Campus Universitário
Cx. Postal 10011 | CEP 86057-970 | Londrina - PR

e-mail: fabiane@uel.br