Agência UEL de Notícias
    Londrina, Terça-Feira, 05 de Julho de 2022 -  Busca   

 · Agência UEL de Notícias  · Jornal Notícia
08/06/2020  

Estudantes do CTU e CCE alcançam colocações de destaque em competição de robótica

Agência UEL/Beatriz Botelho

(Divulgação: IEEEUEL)

Estudantes dos cursos de Engenharia Elétrica, do Centro de Tecnologia e Urbanismo (CTU) e Ciência da Computação, do Centro de Ciências Exatas (CCE), integrantes do Ramo Estudantil IEEE-UEL, foram premiados no evento online Robotics and Automation Society Week ? RAS Week, realizado de 29 de maio a 2 de junho. Eles conquistaram 1º e 3º lugares no hackathon (competição de programação) e um deles ainda alcançou o 3º lugar no concurso de fotografia. Promovido por iniciativa de estudantes de oito universidades do país, o evento contou com mais de 290 participantes, que durante quatro dias tiveram contato com conteúdos de robótica e tecnologia.
Os estudantes da UEL também foram responsáveis pela organização do evento. Três grupos participaram do RASkathon, um hackathon com o tema "Robótica e Automação na Saúde". O objetivo foi impulsionar o desenvolvimento de soluções com boa relação custo-benefício e alta escalabilidade, proporcionando melhorias na área da saúde, a partir do uso de tecnologias modernas. Ao todo, 16 equipes estavam inscritas na competição.
O 1º lugar ficou com a equipe Figure it Out!, que desenvolveu o projeto de portas adaptadas com componentes que monitoram o número de entrada e saída de pessoas em estabelecimentos, verificam temperaturas, e ainda permitem a esterilização das mãos com álcool. Os integrantes da equipe foram os estudantes Pedro Miguel Odebrecht Nassif, Leonardo Gabriel Rosa, Ian Lucas Fiaux Harfuch e Gustavo Cesar Solano.
O estudante de Engenharia Elétrica, Leonardo Gabriel Rosa, afirma que o projeto é baseado na ideia de que esse controle será uma realidade nos próximos anos, mesmo depois que a pandemia da COVID-19 passar. "Pode haver outras no futuro. Mesmo se não houver, dá mais segurança para os estabelecimentos", explica. O projeto vencedor terá a mentoria de uma empresa para desenvolvimento da ideia.
Na 3º colocação ficou a equipe Health Tech, formada pelos estudantes Isabella Fernanda Vieira Bonvicini, Pedro Zaffalon da Silva, Aristides Fernandes Neto e Ju?llia Thainna Alves da Silva. A ideia desenvolvida foi de um aplicativo para promover a melhora na saúde mental. De acordo com Isabella Fernanda Vieira Bonvicini, também do curso de Engenharia Elétrica, o grupo decidiu fazer um app, cujo objetivo é auxiliar as pessoas em momentos de crise de ansiedade, fornecendo exercícios para serem feitos, além de um diário emocional que ajude o usuário a entender melhor o que acontece. Além disso, outro recurso útil do app é uma lista de contatos de profissionais da saúde e psicólogos, para que a pessoa encontrasse ajuda facilmente.
Isabella afirma que foi muito interessante participar da competição, principalmente por mostrar como a tecnologia pode estar atrelada com a saúde. "Boas ideias, mesmo as mais simples, podem trazer um grande impacto no meio", afirma.
Outra equipe participante da UEL foi a Squad Friends, formada pelos estudantes Pedro Henrique Arantes Vieira, Vinicius Tadashi Hachiya, Isadora Martines Ferreira e Murilo Diody Nitatori. Na 2ª colocação do RASkathon, ficou a equipe da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), com o projeto "Calangos Elétricos".
Fotografia - Além da 1ª colocação no hackathon, o estudante Leonardo Rosa também ficou em 3º lugar no concurso de foto RASphoto. Ele fez a ilustração "A robótica no cotidiano estudantil" e retratou uma cena do ROBOLON - Mostra Científica e de Automação de Londrina, evento que reúne trabalhos de robótica desenvolvidos por alunos de escolas públicas e privadas de Londrina e região.
Para Leonardo, a robótica em si não está tão presente na vida das pessoas. "A tecnologia sim, mas a robótica não", afirma. Por este motivo, ele decidiu retratar um momento em que ela fez parte do dia a dia dele e dos alunos das escolas, num evento educacional.
Com as duas premiações, Leonardo se diz feliz pelo resultado, que gerou um aprendizado interessante. "Pude desenvolver algumas habilidades, não só técnicas, mas também de trabalho em equipe. Também é bacana conhecer o trabalho de outras pessoas, diferentes ideias e artes, é uma sensação boa saber que existem pessoas assim", reconhece.
IEEE - O Ramo Estudantil IEEE-UEL faz parte de uma organização internacional chamada de Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos (IEEE), que visa o desenvolvimento e o acesso à tecnologia. Atualmente, é uma das maiores organizações profissionais do mundo, com quase 426 mil sócios, em mais de 160 países, sendo aproximadamente 117 mil estudantes, nos Ramos Estudantis.
Na UEL, o grupo teve início em 2011. Com o lema "Desenvolver a tecnologia em benefício da sociedade", são realizadas atividades e projetos para os membros e comunidade externa, como minicursos, capacitações, exposições, aplicativos, entre outros. Atualmente, a diretoria é formada por 10 estudantes e conta ainda com aproximadamente 60 voluntários, dos cursos de Engenharia Elétrica e Ciência da Computação.  
O estudante de Engenharia Elétrica, Gabriel Catarino Bueno, integra a diretoria do Ramo Estudantil e participou da organização do RAS Week. Ele conheceu o IEEE-UEL no ano passado, durante a semana de recepção aos ingressantes e decidiu fazer parte. Um dos projetos em que atuou foi o Ottobots, no qual são construídos robozinhos lúdicos e levados para hospitais e escolas para brincar com as crianças. "O projeto tinha a parte técnica, da montagem e programação dos robôs, e também a parte social, de ajudar um pouco as crianças com a rotina difícil", conta.
Para Gabriel, a experiência de fazer parte da diretoria é enriquecedora, pois ensina a lidar com pessoas, gerir os projetos que já existem e buscar ideias de novos projetos. "Acredito que tudo isso já me ajudou muito na formação pessoal e profissional, e tenho certeza que continuará", afirma.
Organização - Participaram da organização do RAS Week os Ramos Estudantis da UEL e da Universidade Estadual de Maringá (UEM), da região Sul, e os demais da região Nordeste, das seguintes instituições: Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB-JP), Campus Integrado de Manufatura e Tecnologia, do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Londrina (SENAI-CIMATEC), e Universidade Salvador (UNIFACS).
Acompanhe também pela Agência UEL:
 




rodapé da notícia

  13h12 01/07/22 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
  16h06 30/06/22 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
  14h39 29/06/22 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
  16h05 28/06/22 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
  13h24 27/06/22 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
D
DESTAQUES ::.

Gênero cômico faz parte do ensino de Artes Cênicas

Compostos são alternativas para tratar a Leishmanios

Síndrome associada à Doença de Chagas tem alto índic

Projeto auxilia crianças a superar dificuldades moto
B
BUSCA no SITE ::.
C
CANAIS ::.
COMITÊS / COMISSÕES
OUTROS ENDEREÇOS
PORTAIS
PROGRAMAS / PLANOS
SAÚDE
SERVIÇOS
Fale com o Reitor
Agenda do Reitor
Holerite
Certificados Declarações
L
LINKS ::.
                             
© Universidade Estadual de Londrina
Coordenadoria de Comunicação Social
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 380 | Campus Universitário
Cx. Postal 10.011 | CEP 86.057-970 | Londrina - PR
Fone: (43) 3371-4361/4115/4331  Fax: (43) 3328-4593
e-mail: noticia@uel.br