Agência UEL de Notícias
    Londrina, Domingo, 29 de Março de 2020 -  Busca   

 · Agência UEL de Notícias  · Jornal Notícia
17/02/2020  

Projeto desenvolve ilustrações para meios de comunicação

José de Arimathéia

Com status de Programa de Formação Complementar, projeto teve início há 12 anos e atende a casos concretos solicitados aos alunos

A ilustração sempre foi uma paixão da professora Danielle de Marchi Tozatti (Departamento de Design). Graduada em Desenho Industrial e Ciências Sociais, seus dois trabalhos de conclusão de curso trataram do humor visual, expresso em charges e caricaturas, por exemplo. Quando terminou seu Mestrado (UFPR), em 2005, havia aprofundado o estudo do humor gráfico, através do Salão Internacional de Humor de Piracicaba (SP), um dos mais importantes eventos do universo das artes gráficas e que teve início em 1974, em pleno governo militar. Danielle também levou alunos do curso de Design para lá.

A professora começou sua carreira docente na UEL como temporária e depois se efetivou, mas desde o início ficou com a disciplina de Ilustração, na época oferecida no segundo ano do curso, e mais recentemente, com a reforma na grade curricular, passou para o primeiro ano. O projeto de ensino teve início em 2008 e durou até 2012, quando passou para outra categoria na qual está desde então: programa de formação complementar. Em todos estes anos, 32 alunos e 8 professores já passaram pelo projeto.

PRÁTICA

Danielle explica que, na prática, o projeto recebe solicitações de trabalhos de ilustração - como uma capa de livro ou mesmo um livro inteiro - e trabalha o pedido com os alunos na disciplina. Começa então um trabalho de pesquisa até chegar ao produto. O resultado, na avaliação da coordenadora do projeto, não são apenas imagens, mas sim experiências singulares vivenciadas pelos alunos no processo de criação das ilustrações. "São personagens, representações, criações a partir de uma necessidade real", descreve a professora. Além disso, vários estudos se tornaram, mais tarde, trabalhos de conclusão de curso de graduação e até objeto de pesquisa na pós-graduação. A professora lembra que o humor não cabe em qualquer lugar, assim como não é simples produzir sátira, e mais ainda a ironia. Por isso se torna um objeto de estudo complexo. "O cômico é mais difícil", sintetiza.

Tanto as temáticas variadas quanto os formatos contribuem muito para as experiências dos alunos. Danielle cita, por exemplo, quando chegou à turma o tema "adoção" para a criação de ilustrações. Ou a elaboração de um livro tátil, cheio de texturas diferentes, para ser tocado e sentido e não apenas lido. Livros infantis, aliás, são um dos destaques da professora. Outro são os personagens e animações criados para o Planetário da UEL (ilustrações). "Cada aluno tem sua preferência, seja por poesia, literatura infantil, e cada um desenvolve seu estilo próprio", comenta.

DOUTORADO

Desde o ano passado, a professora Danielle se dedica ao Doutorado em Educação na UEL, no qual continua seus estudos em torno da ilustração. A ideia é, novamente, buscar capacitação e depois multiplicar o conhecimento na graduação. Agora, a pesquisadora se volta para a arte urbana - grafites e murais. Desenvolve sua pesquisa em cinco escolas públicas, de diferentes pontos de Londrina, que apresentam desenhos tanto do lado interno quanto externo da instituição.

São muitas as perguntas da pesquisadora sobre esta arte que sai do museu e ganha as ruas. Ela já percebeu que algumas vezes há um significativo envolvimento da comunidade na promoção desta arte, e às vezes a própria escola a promove, como forma de mobilizar os alunos, especialmente os grafiteiros. O grafite nas escolas, segundo a professora, é relativamente recente e, não raro, aparece como resposta às pichações nos muros. Ela descreve como uma arte urbana que explora temas relevantes, políticos e sociais, como o feminismo, o meio ambiente e os indígenas - aliás, muito recorrentes. Nas escolas em foco, Danielle destaca o racismo como tema.

Danielle Tozatti: "O grafite quer incomodar, causar alguma estranheza em quem o contempla, e muitas vezes denunciar as contradições sociais".

Alguns trabalhos observados pela professora levaram a resultados altamente positivos. Ela fala, por exemplo, de um mural que fez tanto sucesso que os alunos da escola costumam tirar selfies diante dele, individualmente ou em pequenos grupos. Outra iniciativa gerou desenhos de lombadas de livros, como se estivessem dispostos numa estante. O resultado foi que os livros citados na arte despertaram o interesse dos alunos e a procura por eles, na biblioteca da escola, subiu exponencialmente - é o grafite atuando em favor do incentivo à leitura. E assim, a escola periodicamente troca as sugestões de livros no muro.

A professora Danielle explica que, como outras expressões de arte, o grafite quer incomodar, causar alguma estranheza em quem o contempla, e muitas vezes denunciar as contradições sociais. Voltando a pensar no ensino, vem a pergunta: arte educa? A resposta da pesquisadora é categórica: sim. E não só os alunos. Ela conta que já observou que, em escolas em que há muros grafitados, aumentou o interesse dos pais pela instituição, que passa a ter uma imagem mais positiva diante da comunidade.

É por isso que a pesquisa de Danielle vai literalmente além dos muros das escolas, e vai ouvir alunos, gestores escolares, membros da comunidade, grafiteiros, além do levantamento fotográfico, já iniciado.

Esta matéria foi publicada no Jornal Notícia nº 1.405. Confira a edição completa:




rodapé da notícia

  01h02 Nota da Reitoria sobre o Decreto 4.312/2020 do Governo do Paraná que concede afastamento em Licença Especial
  16h28 Proex divulga resultado do edital do Programa de Prevenção ao Coronavírus
  16h52 Parceria com confecção de Cambé produz 8 mil máscaras para o HU/UEL
  11h44 Hemocentro de Londrina mantém serviço de doações e adota medidas de prevenção
  11h40 UEL e Londrix selecionam 20 poesias londrinenses para o Mural Poético
  17h58 Governo repassa R$ 3,8 milhões ao HU/UEL para combate à pandemia
  17h16 Serviço de Bem-Estar à Comunidade adota atendimento virtual durante suspensão de atividades
  16h49 HU/UEL divulga mudanças no atendimento ao paciente do Ambulatório de Especialidades
  16h33 Curso de Enfermagem reforça vacinação contra gripe e atende 400 idosos de Rolândia
  13h43 APIESP se posiciona em defesa da abertura de concurso público
  09h57 Grupo da UEL produz vídeos com histórias em inglês para crianças
  09h27 CNPq atende bolsistas e coordenadores de projetos
  15h01 Para estudantes de Engenharia, Agronomia e Geociências
  17h07 Acadêmicos da Engenharia Elétrica e Física ganham R$ 5 mil em prêmio da Capes
  16h40 Estudantes do curso de Enfermagem vacinam idosos de Rolândia
  16h30 HU/UEL promove primeiro treinamento sobre procedimento de ventilação em pacientes críticos
  14h48 Casa de Cultura e Museu Histórico divulgam atendimento por e-mail
  11h36 Capes prorroga manutenção de bolsas no exterior durante pandemia
  11h17 Governo do Estado divulga resultado do Edital de combate ao coronavírus
  10h39 ATI implementa novo sistema de atendimento e solicitação de serviços
  17h40 Ação entre amigos do HU/UEL arrecada doações para confecção de máscaras e uniformes
  16h20 Plantão da COU suspende atendimento noturno e durante finais de semana
  11h26 Álcool tratado pela UEL vai ser usado em viaturas de 89 municípios da região
  11h10 Farmácia Escola adota horário diferenciado de atendimento a partir desta quarta-feira (25)
  10h46 Professores e estudantes do CCS produzem álcool 70% e reforçam combate ao coronavírus
  18h00 Cursos de Design de Moda e Enfermagem ensinam a confeccionar máscara em SMS
  17h15 HU/UEL recebe apoio espontâneo da sociedade com doações de materiais
  11h04 Cops suspende atendimento ao público e divulga canal para informações
  11h13 Medidas de prevenção são formas eficazes de conter o coronavírus
D
DESTAQUES ::.

Gênero cômico faz parte do ensino de Artes Cênicas

Compostos são alternativas para tratar a Leishmanios

Síndrome associada à Doença de Chagas tem alto índic

Projeto auxilia crianças a superar dificuldades moto
B
BUSCA no SITE ::.
C
CANAIS ::.
COMITÊS / COMISSÕES
OUTROS ENDEREÇOS
PORTAIS
PROGRAMAS / PLANOS
SAÚDE
SERVIÇOS
Fale com o Reitor
Holerite
Certificados Declarações
L
LINKS ::.
                             
© Universidade Estadual de Londrina
Coordenadoria de Comunicação Social
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 380 | Campus Universitário
Cx. Postal 10.011 | CEP 86.057-970 | Londrina - PR
Fone: (43) 3371-4361/4115/4331  Fax: (43) 3328-4593
e-mail: noticia@uel.br