Agência UEL de Notícias
    Londrina, Domingo, 19 de Setembro de 2021 -  Busca   

 · Agência UEL de Notícias  · Jornal Notícia
08/11/2019  

Professora da UEL usa jogos que estimulam raciocínio lógico e criatividade

Agência UEL

Anderson Soares Simões, do 3º ano de Educação Física, e Gisele Franco de Lima Santos, do Departamento de Estudos do Movimento Humano - CEFE

Usar jogos de tabuleiros antigos para estimular o processo de ensino e de aprendizagem na formação de futuros professores de Educação Física. A iniciativa é da professora Gisele Franco de Lima Santos, do Departamento de Estudos do Movimento Humano, do Centro de Educação Física e Esporte (CEFE), que trabalha com seis diferentes jogos na disciplina "Jogo, Educação Física e Educação", do 3º ano.

Conforme a professora, são usados jogos de tabuleiro com origem antiga, antes mesmo de Cristo, como Real de UR (4.000 a.C), Senet (4.000 a.C.), Mancala (2.000 a.C) e Yoté (1.000 a.C). Dois outros jogos são datados da Idade Média, por volta dos anos 1400, como Fanorama e Gamão. Segundo ela, esses jogos têm origem africana e asiática.

Ela lembra que os jogos são, geralmente, associados à não seriedade, mas que eram concebidos para nobres e adultos. A professora cita o caso do Senet em que faraós, do Egito Antigo, aprendiam as regras porque acreditavam que, segundo ela, quando morressem teriam de disputar partida com o deus Rá, para fazer a passagem. "Por isso, os jogos não eram coisa de criança, mas de adultos e nobres", afirma a professora. Ela defendeu a tese "O processo de civilização do jogo", em 2012, para o doutorado em Educação pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), campus de Marília.

A professora estimula que os graduandos de Educação Física possam adaptar o jogo para ser disputado na quadra e as peças dos tabuleiros serem os próprios estudantes. Além disso, a produção do tabuleiro pode, também, ser realizado pelos grupos que pesquisam material para a confecção do jogo. Para ela não basta apenas transmitir a regra. É preciso estimular o conhecimento que o jogo desperta. Confira o áudio.

Além da sala de aula, a professora Gisele Santos também usa jogos - não só de tabuleiros - no projeto de extensão "ABC do jogo presencial e virtual: jogo e motricidade para diferentes faixas etárias", que vai até novembro de 2021. Ela explica que o "ABC do jogo" atua em três frentes. A primeira é a produção de vídeos didáticos para disponibilização na plataforma Youtube. O canal tem mais de 18 mil inscritos. VEJA.

Conforme a professora, a segunda frente do projeto de extensão é a participação em grandes eventos em que grupos de estudantes da UEL e colaboradores participam levando os jogos, inclusive de tabuleiros. A terceira frente do projeto são oficinas específicas de jogos de tabuleiros. Gisele Santos afirma que está em contato com professores do curso de Engenharia Elétrica para desenvolver ações de extensão em conjunto, que visem o raciocínio lógico matemático.

A professora Gisele Santos tem dois livros publicados sobre a temática. São livros editados pela Editora da UEL (EDUEL): "Jogo e Civilização: História, Cultura e Educação", de 2015 e "Jogos Tradicionais e a Educação Física", publicado em 2012. Este último foi finalista na categoria Livro Didático/Paradidático do 55º Prêmio Jabuti (2013).

TCC - Os jogos de tabuleiros chamaram tanto a atenção do estudante Anderson Soares Simões, do 3º ano de Educação Física, que ele vai desenvolver o seu trabalho de conclusão de curso (TCC) a partir dessa temática. A origem africana dos tabuleiros é um dos fatores que ele considera importante. Anderson diz que os jogos de tabuleiro resgatam a interação entre os jogadores. Confira o áudio:

Anderson Simões produz os tabuleiros em madeira e outros materiais. Ele já confeccionou peças em peroba rosa e cedro, material conseguido em restos de construção, incluindo a marcenaria da própria Universidade. A proposta é comercializar as peças para difundir a cultura dos jogos. Ele diz que pesquisa informações para incluir em um manual para que as instruções sejam suficientes para o jogador entender o funcionamento do jogo.


rodapé da notícia

  16h27 16/09/21 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
  15h27 15/09/21 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
  13h10 14/09/21 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
  14h11 13/09/21 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
  14h51 10/09/21 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
D
DESTAQUES ::.

Gênero cômico faz parte do ensino de Artes Cênicas

Compostos são alternativas para tratar a Leishmanios

Síndrome associada à Doença de Chagas tem alto índic

Projeto auxilia crianças a superar dificuldades moto
B
BUSCA no SITE ::.
C
CANAIS ::.
COMITÊS / COMISSÕES
OUTROS ENDEREÇOS
PORTAIS
PROGRAMAS / PLANOS
SAÚDE
SERVIÇOS
Fale com o Reitor
Holerite
Certificados Declarações
L
LINKS ::.
                             
© Universidade Estadual de Londrina
Coordenadoria de Comunicação Social
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 380 | Campus Universitário
Cx. Postal 10.011 | CEP 86.057-970 | Londrina - PR
Fone: (43) 3371-4361/4115/4331  Fax: (43) 3328-4593
e-mail: noticia@uel.br