Agência UEL de Notícias
    Londrina, Quarta-Feira, 13 de Novembro de 2019 -  Busca   

 · Agência UEL de Notícias  · Jornal Notícia
22/10/2019  

Tese sobre reciclagem na construção civil é adaptada para graduação

Reinaldo C. Zanardi

Para o professor Nilson Magagnin Filho, "a disponibilização do material didático vai propiciar aos alunos um contato mais aprofundado com o tema"

Professor da UEL adapta conteúdo de sua tese, na área de material reciclado da construção civil, para alunos da graduação

Transformar o resultado da pesquisa realizada para a tese de doutoramento em conteúdo para uma disciplina especial, ofertada na graduação. Essa é a forma que o professor Nilson Magagnin Filho, do Departamento de Estruturas, encontrou para socializar o conhecimento adquirido no curso de pós-graduação. Seu doutorado foi defendido no Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, área de Tecnologia, da Universidade de São Paulo, campus de São Carlos.

Para isso, o professor desenvolve o projeto de pesquisa "Adequação de tese sobre reciclagem na construção civil em Londrina para material didático de graduação", com a participação das estudantes Victoria Diniz e Stefany dos Santos Cordeiro. "O peso do material na construção civil é muito grande", afirma o professor, ressaltando a necessidade de pensar estratégias para reaproveitar os resíduos com potencial para reciclagem.

Entre os materiais que podem ser reaproveitados está o cerâmico, que compreende tijolo e elementos de acabamento como azulejo e piso. "A disciplina especial, a ser ofertada em 2020, vai valorizar a reciclagem de material na construção civil e, ao mesmo tempo, vai ser uma devolutiva do que pesquisei no doutorado", explica Magagnin. Poderão participar da disciplina estudantes dos cursos do Centro de Tecnologia e Urbanismo.

Na tese, o professor pesquisou o gerenciamento de resíduos na construção civil de Londrina e realizou um "estudo de caso utilizando uma proposta de reciclagem baseada na técnica de estabilização por solidificação à base de cimento Portland", descreve o professor. Essa técnica é empregada para tratar e dispor os resíduos imobilizando-os em uma matriz solidificada, garantindo que esse material fique fixo.

O professor Nilson afirma que a disponibilização do material didático, a partir da tese, vai propiciar aos alunos um contato mais aprofundado com o tema. "A partir disso, eles poderão identificar seu potencial de utilização e despertar para a necessidade da investigação de suas características e de seu comportamento", comenta.

LEGISLAÇÃO

A reciclagem de resíduos na construção civil foi regulamentada pela resolução nº 307 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), de julho de 2002. A resolução define como resíduos aqueles provenientes "de construções, reformas, reparos e demolições de obras de construção civil, e os resultantes da preparação e da escavação de terrenos". Entre os resultantes estão "tijolos, blocos cerâmicos, concreto em geral, solos, rochas, metais, resinas, colas, tintas, madeiras e compensados, forros, argamassa, gesso, telhas, pavimento asfáltico, vidros, plásticos, tubulações, fiação elétrica etc".

Para efeito de estabelecer a cadeia do processo de resíduos na construção civil, a resolução define as várias etapas, definindo os agentes do processo e estabelecendo seu papel como geradores, transportadores e, ainda, conceituando o gerenciamento de resíduos, reutilização e reciclagem, entre outros. Conforme o artigo 1º da resolução, as diretrizes e os critérios a serem seguidos disciplinam "as ações necessárias de forma a minimizar os impactos ambientais".                       
      
Em Londrina, grande parte dos resíduos gerados na cidade é encaminhada a uma empresa privada, licenciada para tratar e dar a destinação final adequada. O material é britado, gerando produtos como areia, pedriscos e pedras. Apesar disso, uma parte dos resíduos ainda acaba em fundos de vale e outros locais irregulares"
      

Os resíduos da construção civil, conforme o Conama, são classificados em quatro tipos: Classe A, material reutilizável ou reciclável oriundo de reforma e construção (tijolo, bloco, telha e placas de revestimento); Classe B, resíduo também reciclável (plástico, papel, papelão, metais, vidro e madeira); Classe C, materiais que não dispõem de tecnologia para reutilização ou reciclagem; Classe D, material contaminante e considerado nocivo à saúde humana (tinta, solvente e resíduo com amianto, entre outros).

EM LONDRINA

O Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) calcula que a média per capita de resíduo domiciliar e público da população urbana varia de 390g a 1 kg e 680g. Para 2028, segundo estimativas baseadas em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Londrina deverá ter quase 755 mil habitantes. A expectativa é que serão gerados, em 2028, cerca de 620 toneladas por dia, contra as 408 geradas em 2007.

O Cadastro de Gestão de Resíduos nos Serviços Públicos e Privados de Londrina foi instituído em setembro de 2009. Também de setembro de 2009 é o Plano Integrado de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil no município. Para reformar ou construir, é necessário, por exemplo, apresentar o Projeto de Gerenciamento de Resíduos, aprovado pela Secretaria Municipal do Ambiente. Esse é um dos requisitos para a obtenção de alvará para a obra.

"Em Londrina, grande parte dos resíduos gerados na cidade é encaminhada a uma empresa privada, licenciada para tratar e dar a destinação final adequada. O material é britado, gerando produtos como areia, pedriscos e pedras. Apesar disso, uma parte dos resíduos ainda acaba em fundos de vale e outros locais irregulares", afirma o professor Nilson Magagnin.

CURRÍCULO

A estudante de Engenharia Civil Stefany dos Santos Cordeiro, integrante do projeto de pesquisa, diz que estava procurando um projeto na área de Engenharia para participar. Seu objetivo era cumprir carga horária, e também incrementar o currículo acadêmico. "Então perguntei para o professor sobre o assunto e ele me falou sobre o projeto dele, achei interessante", afirma a estudante. "O impacto de um projeto de ensino é que eu aprendo durante o processo. Ele agrega bastante conhecimento sobre algo que não vimos até agora no nosso curso", diz.

Stefany lembra que a preocupação com o meio ambiente está cada vez mais forte e a engenharia civil é uma área que tem muito impacto. "A tese fala da reciclagem de resíduos e demolição, avalia o processo da reciclagem e verifica a existência de contaminantes no material. O que me chama atenção é que a reciclagem é a trituração dos resíduos, que se transformam em pedras e areia. É um processo que, ao meu ver, é simples", relata.

Esta matéria foi publicada no Jornal Notícia nº 1.401. Confira a edição completa:




rodapé da notícia

  16h47 Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão aprova calendário acadêmico de 2020
  16h24 Encontro reúne egressos do programa de pós-graduação em Educação
  16h08 Aluno da pós-graduação é premiado em evento da área de games
  15h09 Debate marca 15 anos de cotas e discute desafios da educação democrática
  10h56 Hemocentro de Londrina fecha sexta-feira (15) e retoma atendimento sábado
  11h57 Servidores fortalecem campanha de arrecadação de brinquedos neste Natal
  09h28 UEL aplica provas do Vestibular Indígena para 266 candidatos
  15h48 Atividade de prevenção a afogamento atende estudantes de escolas municipais
  14h41 Professora da Universidade de Évora debate inclusão na Educação Infantil
  14h35 Funcionários da Sercomtel doam R$ 180 mil para Casa de Apoio do HU/UEL
  10h57 Professores pioneiros são homenageados durante abertura da Semana de Educação
  10h56 Projeto desenvolve técnica rápida para identificação de fraude em produtos cárneos
  11h18 Aluna do mestrado em Bioenergia conquista prêmio na área de inovação
  08h16 UEL participa da 6ª Semana de Transparência e Controle Social de Londrina
  09h11 Estudantes participam de Agrogame e testam conhecimento de produção agrícola
  17h44 Palestra de medalhista encerra Semana da Educação Física e do Esporte
  16h43 Casa do Pioneiro e Cequinha são usados como sets de filmagem para curta-metragem
  17h01 Atividades do CEFE reforçam prevenção ao afogamento de crianças
  17h11 Pesquisa investiga proteção jurídica da terra no Brasil
  15h58 Professores e alunos de licenciaturas divulgam resultados do PIBID
  15h49 Integrantes do projeto OBMEP participam de Encontro Regional sobre IC
  15h38 Cursinho da UEL aprova 258 estudantes na 1ª fase do Vestibular 2020
  09h58 Ciclo Hannah Arendt 2019 tem inscrições abertas para ouvintes
  09h16 UEL aplica provas de residências do HU para 625 candidatos
  16h39 Projeto oferece formação complementar sobre autismo
  18h06 UEL inaugura oficialmente a primeira Usina Fotovoltaica da região de Londrina
  18h26 Professores participam de Colóquio Internacional sobre racismo na educação superior
  17h05 1ª fase do Vestibular 2020 tem 8.419 candidatos aprovados
  17h23 Divisão de Artes Cênicas recebe três apresentações da Cia. Grita de Palhaças
  11h03 Evento debate inovação, processos de análises e controles de processos
  10h38 Professora da UEL usa jogos que estimulam raciocínio lógico e criatividade
  10h15 Semana da Educação e Encontro Internacional têm mais de mil inscritos
  17h29 Primeira Usina Fotovoltaica da UEL será entregue nesta sexta (8)
  17h29 Pesquisadores debatem ações de Comitê de Ética em pesquisa envolvendo seres humanos
  15h14 UEL participa de Seminário sobre direitos da criança, idoso e pessoa com deficiência
  09h40 Inscrições da Prova Pedestre 2019 da UEL terminam domingo (10)
  08h54 Edital da Capes oferece bolsas de doutorado na Alemanha
  08h26 Professora do CCE oferta minicurso sobre software "R", em Maringá
  10h40 Um Homem Fiel entra em cartaz no Cine Com-Tour/UEL
D
DESTAQUES ::.

Professores criam bioinseticida que elimina larvas d

Pesquisa investiga proteção jurídica da terra no Bra

Projeto oferece formação complementar sobre autismo

Jornal Notícia - 1.402
B
BUSCA no SITE ::.
C
CANAIS ::.
COMITÊS / COMISSÕES
OUTROS ENDEREÇOS
PORTAIS
PROGRAMAS / PLANOS
SAÚDE
SERVIÇOS
Fale com o Reitor
Holerite
Certificados Declarações
L
LINKS ::.
                             
© Universidade Estadual de Londrina
Coordenadoria de Comunicação Social
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 380 | Campus Universitário
Cx. Postal 10.011 | CEP 86.057-970 | Londrina - PR
Fone: (43) 3371-4361/4115/4331  Fax: (43) 3328-4593
e-mail: noticia@uel.br