Agência UEL de Notícias
    Londrina, Quarta-Feira, 27 de Maio de 2020 -  Busca   

 · Agência UEL de Notícias  · Jornal Notícia
22/10/2019  

Tese sobre reciclagem na construção civil é adaptada para graduação

Reinaldo C. Zanardi

Para o professor Nilson Magagnin Filho, "a disponibilização do material didático vai propiciar aos alunos um contato mais aprofundado com o tema"

Professor da UEL adapta conteúdo de sua tese, na área de material reciclado da construção civil, para alunos da graduação

Transformar o resultado da pesquisa realizada para a tese de doutoramento em conteúdo para uma disciplina especial, ofertada na graduação. Essa é a forma que o professor Nilson Magagnin Filho, do Departamento de Estruturas, encontrou para socializar o conhecimento adquirido no curso de pós-graduação. Seu doutorado foi defendido no Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, área de Tecnologia, da Universidade de São Paulo, campus de São Carlos.

Para isso, o professor desenvolve o projeto de pesquisa "Adequação de tese sobre reciclagem na construção civil em Londrina para material didático de graduação", com a participação das estudantes Victoria Diniz e Stefany dos Santos Cordeiro. "O peso do material na construção civil é muito grande", afirma o professor, ressaltando a necessidade de pensar estratégias para reaproveitar os resíduos com potencial para reciclagem.

Entre os materiais que podem ser reaproveitados está o cerâmico, que compreende tijolo e elementos de acabamento como azulejo e piso. "A disciplina especial, a ser ofertada em 2020, vai valorizar a reciclagem de material na construção civil e, ao mesmo tempo, vai ser uma devolutiva do que pesquisei no doutorado", explica Magagnin. Poderão participar da disciplina estudantes dos cursos do Centro de Tecnologia e Urbanismo.

Na tese, o professor pesquisou o gerenciamento de resíduos na construção civil de Londrina e realizou um "estudo de caso utilizando uma proposta de reciclagem baseada na técnica de estabilização por solidificação à base de cimento Portland", descreve o professor. Essa técnica é empregada para tratar e dispor os resíduos imobilizando-os em uma matriz solidificada, garantindo que esse material fique fixo.

O professor Nilson afirma que a disponibilização do material didático, a partir da tese, vai propiciar aos alunos um contato mais aprofundado com o tema. "A partir disso, eles poderão identificar seu potencial de utilização e despertar para a necessidade da investigação de suas características e de seu comportamento", comenta.

LEGISLAÇÃO

A reciclagem de resíduos na construção civil foi regulamentada pela resolução nº 307 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), de julho de 2002. A resolução define como resíduos aqueles provenientes "de construções, reformas, reparos e demolições de obras de construção civil, e os resultantes da preparação e da escavação de terrenos". Entre os resultantes estão "tijolos, blocos cerâmicos, concreto em geral, solos, rochas, metais, resinas, colas, tintas, madeiras e compensados, forros, argamassa, gesso, telhas, pavimento asfáltico, vidros, plásticos, tubulações, fiação elétrica etc".

Para efeito de estabelecer a cadeia do processo de resíduos na construção civil, a resolução define as várias etapas, definindo os agentes do processo e estabelecendo seu papel como geradores, transportadores e, ainda, conceituando o gerenciamento de resíduos, reutilização e reciclagem, entre outros. Conforme o artigo 1º da resolução, as diretrizes e os critérios a serem seguidos disciplinam "as ações necessárias de forma a minimizar os impactos ambientais".                       
      
Em Londrina, grande parte dos resíduos gerados na cidade é encaminhada a uma empresa privada, licenciada para tratar e dar a destinação final adequada. O material é britado, gerando produtos como areia, pedriscos e pedras. Apesar disso, uma parte dos resíduos ainda acaba em fundos de vale e outros locais irregulares"
      

Os resíduos da construção civil, conforme o Conama, são classificados em quatro tipos: Classe A, material reutilizável ou reciclável oriundo de reforma e construção (tijolo, bloco, telha e placas de revestimento); Classe B, resíduo também reciclável (plástico, papel, papelão, metais, vidro e madeira); Classe C, materiais que não dispõem de tecnologia para reutilização ou reciclagem; Classe D, material contaminante e considerado nocivo à saúde humana (tinta, solvente e resíduo com amianto, entre outros).

EM LONDRINA

O Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) calcula que a média per capita de resíduo domiciliar e público da população urbana varia de 390g a 1 kg e 680g. Para 2028, segundo estimativas baseadas em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Londrina deverá ter quase 755 mil habitantes. A expectativa é que serão gerados, em 2028, cerca de 620 toneladas por dia, contra as 408 geradas em 2007.

O Cadastro de Gestão de Resíduos nos Serviços Públicos e Privados de Londrina foi instituído em setembro de 2009. Também de setembro de 2009 é o Plano Integrado de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil no município. Para reformar ou construir, é necessário, por exemplo, apresentar o Projeto de Gerenciamento de Resíduos, aprovado pela Secretaria Municipal do Ambiente. Esse é um dos requisitos para a obtenção de alvará para a obra.

"Em Londrina, grande parte dos resíduos gerados na cidade é encaminhada a uma empresa privada, licenciada para tratar e dar a destinação final adequada. O material é britado, gerando produtos como areia, pedriscos e pedras. Apesar disso, uma parte dos resíduos ainda acaba em fundos de vale e outros locais irregulares", afirma o professor Nilson Magagnin.

CURRÍCULO

A estudante de Engenharia Civil Stefany dos Santos Cordeiro, integrante do projeto de pesquisa, diz que estava procurando um projeto na área de Engenharia para participar. Seu objetivo era cumprir carga horária, e também incrementar o currículo acadêmico. "Então perguntei para o professor sobre o assunto e ele me falou sobre o projeto dele, achei interessante", afirma a estudante. "O impacto de um projeto de ensino é que eu aprendo durante o processo. Ele agrega bastante conhecimento sobre algo que não vimos até agora no nosso curso", diz.

Stefany lembra que a preocupação com o meio ambiente está cada vez mais forte e a engenharia civil é uma área que tem muito impacto. "A tese fala da reciclagem de resíduos e demolição, avalia o processo da reciclagem e verifica a existência de contaminantes no material. O que me chama atenção é que a reciclagem é a trituração dos resíduos, que se transformam em pedras e areia. É um processo que, ao meu ver, é simples", relata.

Esta matéria foi publicada no Jornal Notícia nº 1.401. Confira a edição completa:




rodapé da notícia

  00h48 Boletins Epidemiológicos sobre a COVID19
  20h09 UEL discute Centro de Inteligência Artificial em Agro com representantes da sociedade civil
  20h18 Projeto Techninas está com inscrições abertas para monitoras
  13h58 26/05/20 Boletim - Em estado de alerta contra o coronavírus (Rádio UEL FM)
  15h53 Serviço de Bem-Estar à Comunidade e CRAS discutem política de assistência social em meio à pandemia
  17h12 Pesquisadora da UEL e jornalista debatem ciência e comunicação via live
  10h34 Museu Histórico e IBRAVISSIMI captam acervos familiares da cultura italiana
  17h02 Estudo avalia impacto econômico do isolamento social no país
  16h18 Palestra discute Assessoria Executiva e os desafios impostos pela COVID-19
  13h33 25/05/20 Boletim - Em estado de alerta contra o coronavírus (Rádio UEL FM)
  11h20 Inscrições abertas para mestrado e doutorado em Engenharia Elétrica
  10h26 Projeto tem estudo morfo-fisiológico sobre porta de entrada do coronavírus no corpo humano
  12h03 Ato Executivo da Reitoria da UEL prorroga suspensão de atividades presenciais até 5 de julho
  17h10 Gestão contábil é tema de live direcionada para estudantes e profissionais
  14h55 22/05/20 Boletim - Em estado de alerta contra o coronavírus (Rádio UEL FM)
  15h59 Alunos do curso de Música fazem campanha de ajuda a músicos de Londrina
  15h01 Capes aprova Doutorado em Direito Negocial do CESA
  11h05 Sambista de Londrina faz 85 anos e ganha homenagem da UEL FM
  10h36 Equipe da Clínica Psicológica retoma Plantão via sistema online
D
DESTAQUES ::.

Gênero cômico faz parte do ensino de Artes Cênicas

Compostos são alternativas para tratar a Leishmanios

Síndrome associada à Doença de Chagas tem alto índic

Projeto auxilia crianças a superar dificuldades moto
B
BUSCA no SITE ::.
C
CANAIS ::.
COMITÊS / COMISSÕES
OUTROS ENDEREÇOS
PORTAIS
PROGRAMAS / PLANOS
SAÚDE
SERVIÇOS
Fale com o Reitor
Holerite
Certificados Declarações
L
LINKS ::.
                             
© Universidade Estadual de Londrina
Coordenadoria de Comunicação Social
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 380 | Campus Universitário
Cx. Postal 10.011 | CEP 86.057-970 | Londrina - PR
Fone: (43) 3371-4361/4115/4331  Fax: (43) 3328-4593
e-mail: noticia@uel.br