Agência UEL de Notícias
    Londrina, Terça-Feira, 24 de Maio de 2022 -  Busca   

 · Agência UEL de Notícias  · Jornal Notícia
17/07/2019  

Museu de Ciência e Tecnologia/UEL reserva espaço para a ciência "show" e interativa

Agência UEL

Visitantes ficam atentos às explicações dos estagiários do setor

Por ano, mais de 200 escolas particulares, estaduais e municipais, de Londrina e região, são recebidas pela equipe do Museu de Ciência e Tecnologia da UEL, localizado no Campus Universitário. No ano em que completa 16 anos de criação, o setor oferta mais de 50 experiências de Física e Química, especialmente destinadas a visitantes dos Ensinos Fundamental e Médio.

São experimentos que chamam a atenção de crianças e jovens, muitos deles de cidades do PR, ou de cidades de estados próximos. São "shows" que também podem ser classificados de aliados da ciência, pois reforçam conceitos e princípios ensinados nas escolas. Portanto, sem dúvida, ao mesmo tempo são úteis para os alunos, pois servem para reforçar conteúdos aprendidos em sala de aula.

De acordo com a equipe do Museu de C&T, os estagiários que atuam no setor, alunos dos cursos de graduação da UEL, são responsáveis pela apresentação dos experimentos aos visitantes. Para as apresentações, os experimentos são selecionados conforme perfil do grupo visitante, com base na idade, escolaridade e interesses. É fato que os experimentos de maior sucesso entre eles têm como atrativos cores vibrantes, muita espuma, além de fumaça ou barulho.

Experiências reforçam conceitos e princípios ensinados em sala de aula

Só da área de Física são mais de 30 experimentos. Todos eles interativos e demonstrativos. "O aluno recebe a explicação pelos estagiários, depois pode interagir", explica Eliana Aparecida Silicz Bueno, diretora do Museu de C&T, que atua no setor há 14 anos, desde a fundação. Entre os experimentos estão o Círculo de Newton, que demonstra a composição de cores e a órbita dos planetas, que mostra o movimento deles em torno do Sol.

Experimentos executados em laboratórios também são demonstrados no Museu de C&T, cujo objetivo é demonstrar na prática conteúdos ensinados em sala de aula. É o caso do Show da Química, que visa aproximar as teorias da área por meio do uso de materiais, facilmente encontrados em casa. No entanto, fica o alerta, o contato com determinadas substâncias requer o acompanhamento de um responsável.

Divulgação da Ciência - Conforme reforça a diretora, a importância do Museu de C&T está em divulgar a ciência fora do ambiente escolar. Por outro lado, também traça relações da Química e Física com o cotidiano dos estudantes. Além de servir para desmistificar as disciplinas ligadas às ciências exatas, muitas vezes temidas pelos estudantes. "A ideia é justamente estimular o interesse por essas áreas", salienta.

Segundo Eliana, alguns alunos decidem, em função deste contato inicial, seguir carreira em uma das duas áreas. "Temos alunos que visitaram o Museu, escolheram e depois retornaram como nossos estagiários", conta Bueno. Atualmente o museu conta com dois estagiários, bolsistas, dos cursos de graduação de Química e de Física, do Centro de Ciências Exatas (CCE). Vale ressalta que o setor está inserido no Guia de Centros e Museus de Ciência, da Associação Brasileira de Centros e Museus de Ciência (ABCMC).

Experiência - Estudantes do 3º ano do Ensino Médio do Colégio Estadual Julia Wanderley, da cidade de Jaboti (PR), visitaram o museu recentemente. A estudante Helena Maria Curan de Freitas conta que no colégio tem contato apenas com a teoria das disciplinas, por isso, segundo ela, "é bem diferente vir aqui ver todas essas coisas que a gente já aprendeu em forma prática".

Outra jovem estudante, Caroline de Souza Farias, também opina sobre a importância da visita. "Eu acho muito interessante e importante também, porque a gente realmente não vê essas coisas no nosso colégio". Além do contato com os experimentos do Museu de C&T, a visita foi uma oportunidade para os estudantes conhecerem a Universidade. A estudante Nariana Fernandes Nespoli fala sobre a experiência de visitar o Museu de C&T pela primeira vez. "A gente não tinha muita noção de como que era, tinha pessoas que achavam que era um prédio só e aqui a gente viu que cada prédio tem a sua função, foi bem bacana".

Horário - As visitas têm até duas horas de duração. Podem ser agendadas pela manhã, das 8h30 às 11 horas, ou no período da tarde, das 14 horas às 17 horas. Vale ressaltar que, além de crianças e adolescentes, o Museu de C&T da UEL também recebe de idosos. Outra opção são as visitas especiais destinadas a professores.


rodapé da notícia

  13h35 24/05/22 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
  16h36 23/05/22 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
  16h04 20/05/22 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
  14h34 19/05/22 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
  13h22 18/05/22 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
D
DESTAQUES ::.

Gênero cômico faz parte do ensino de Artes Cênicas

Compostos são alternativas para tratar a Leishmanios

Síndrome associada à Doença de Chagas tem alto índic

Projeto auxilia crianças a superar dificuldades moto
B
BUSCA no SITE ::.
C
CANAIS ::.
COMITÊS / COMISSÕES
OUTROS ENDEREÇOS
PORTAIS
PROGRAMAS / PLANOS
SAÚDE
SERVIÇOS
Fale com o Reitor
Agenda do Reitor
Holerite
Certificados Declarações
L
LINKS ::.
                             
© Universidade Estadual de Londrina
Coordenadoria de Comunicação Social
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 380 | Campus Universitário
Cx. Postal 10.011 | CEP 86.057-970 | Londrina - PR
Fone: (43) 3371-4361/4115/4331  Fax: (43) 3328-4593
e-mail: noticia@uel.br