Agência UEL de Notícias
    Londrina, Sábado, 24 de Agosto de 2019 -  Busca   

 · Agência UEL de Notícias  · Jornal Notícia
07/06/2019  

Professor argentino vem a Londrina falar da Medicina Translacional

José de Arimathéia

"Os governos veem os pesquisadores como 'gastadores'. Os governos têm que mudar sua perspectiva e investir em políticas públicas que valorizem a pesquisa", defende o professor Marcelo Villar, da Universidade Austral

O professor Marcelo José Villar, da Universidade Austral (Argentina), esteve em Londrina para abrir o III Simpósio Internacional de Patologia Experimental, realizado de 22 a 24 de maio. Ele proferiu a palestra de abertura, intitulada "Medicina Translacional - fatos e desafios".

Com 45 anos de carreira docente e pesquisador da área de Neurociências e mecanismos da dor, Villar já foi reitor da Faculdade de Ciências Biomédicas da Universidade Austral, onde atuou também no Hospital Universitário num dos campi. Ele é o tipo de professor que defende que a Universidade não é apenas um lugar de formação profissional para atender o mercado ou a sociedade. Mais que isso, é uma comunidade rica de valores vivos, que forma e transmite valores.

É alinhado a este pensamento que ele aborda a Medicina Translacional. A Ciência Translacional é uma proposta de aproximar, o mais rapidamente possível, o conhecimento obtido nas pesquisas básicas de sua aplicação, ou seja, no caso da Medicina, na prevenção e tratamento de doenças, através da produção de vacinas, medicamentos e uso de técnicas e tecnologia inovadoras.

A Medicina Translacional se esforça em encurtar esta distância valorizando as pesquisas, promovendo a colaboração entre as áreas (Medicina, Química, Física, Engenharia, etc.) e instituições, e democratizando o conhecimento. Neste contexto em que a transferência de conhecimento é necessária e uma ferramenta de disseminação, a tradução é essencial. "Traduzir é beneficiar, até economicamente", anota o pesquisador. É "crucial", nas palavras de Villar, que as publicações sejam disseminadas. "O objetivo da pesquisa é combater doenças. A pesquisa básica é importante mas pode demorar décadas para sua efetiva aplicação prática", explica. Villar destaca Israel nesta iniciativa. Neste cenário, a imprensa também pode ajudar a reduzir a distância entre a Ciência e a sociedade.

Villar expõe outro problema: muitas vezes, a indústria (farmacêutica, por exemplo), pensando nos lucros, não se interessa por uma pesquisa básica. Para o professor, é preciso mudar esta perspectiva, para que as indústrias entendam que as pesquisas são sempre positivas para a sociedade, inclusive economicamente falando.

O que a Medicina Translacional propõe, segundo o professor argentino, é a unificação de ideias. "Dez pesquisadores brasileiros unidos fariam diferença", exemplifica. "Mas não temos isso na América do Sul. Há um certo egoísmo", lamenta. Para o professor, existe uma preocupação de ser o primeiro, sair na frente. Contudo, do ponto de vista da Medicina Translacional, não é preciso ser original ou genial - o ponto forte é a união de saberes. Muito mais importante é o intercâmbio, a troca de experiências, a fim de conhecer outras realidades e instituições. Ele mesmo fez seu Pós-Doutorado em Estocolmo, e esteve em Israel, onde realizou uma série de encontros.

POLÍTICAS PÚBLICAS

E se a indústria muitas vezes não se interessa, o mesmo ocorre com os governos. "Os pesquisadores sofrem com os gestores, que os veem como gastadores. Os governos têm que mudar sua perspectiva e valorizar as pesquisas", defende Villar. A falta de sensibilidade dos governos com frequência passa pela incompreensão do modo de fazer ciência. Para o pesquisador argentino, tanto pesquisadores quanto administradores trabalham com paixão. A questão é conseguir articular e harmonizar as respectivas paixões. "É um grande desafio explicar e convencer", complementa.

Apesar disso, o professor se mostra otimista. Ele disse que nos últimos 10 anos houve avanços, ainda que em poucas áreas, como na pesquisa de alguns cânceres, na cirurgia cardíaca, e particularmente o HIV. "Este é um caso em que foi politicamente decidido investir", observa. De fato, no Brasil tais pesquisas avançaram relativamente rápido e fizeram do Brasil uma referência mundial.

A professora Alessandra Lourenço Cecchini Armani (Departamento de Ciências Patológicas da UEL), que acompanhou o professor durante o evento, endossa as palavras do convidado argentino e acrescenta: "É preciso encarar o assunto. Estamos dando os primeiros passos". Para ela, são produzidas pesquisas básicas excelentes, mas devem avançar para os usos aplicados e estender o benefício à sociedade. É como se os pesquisadores estivessem "confinados". Uma ideia é que os médicos colaborem com sua prática e unam forças com os pesquisadores. Villar vai além: isso pode começar já nas escolas, que podem formar um profissional que dialogue mais e se interesse mais pela pesquisa depois de formado.

Esta matéria foi publicada no Jornal Notícia nº 1.395. Confira a edição completa:




rodapé da notícia

  20h28 Hospital Universitário da UEL não sofrerá a aplicação da DREM
  17h20 14ª Workshop do Projeto Atlas Linguístico traz pesquisadores de oito instituições
  16h53 'Sem residentes, atendimento à população em unidades da UEL teria redução drástica', alerta coordenadora
  21h27 Comunidade da UEL participa do 3º Londrina Mais, no Parque Ney Braga
  15h57 Aula magna do Coaic é ministrada por professora da Universidade de Bolonha
  10h51 Eleitos representantes dos Agentes Universitários nos Conselhos Superiores e Comissão
  10h25 Núcleo de Gestão Pública integra programação de Fórum
  09h05 Réplica da primeira Catedral de Londrina ganha revitalização
  08h52 Súbita Cia. de Teatro apresenta Habitat 6 Solos no FILO
  15h45 Professores aposentados do curso de Fisioterapia recebem homenagem
  17h52 Renovação do Cartão Transporte e uso aos sábados
  12h55 Inovatec.CCE: professores da UEL apresentam pesquisas ao setor produtivo
  11h50 Inovatec.CCE reúne pesquisadores e aproxima academia da iniciativa privada
  10h56 CNPq divulga chamada pública da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia
  10h47 Prograd divulga inscrições da Mostra de Pró-Ensino
  10h07 Servidores votam para escolha de representantes em Conselhos e Comissão
  08h57 RU retoma atendimento integral a partir desta quinta-feira (22)
  08h26 Cine Com-Tour/UEL exibe Cyrano Mon Amour
  18h04 Congresso de Ciências Biomedicinas é aberto por cientista de instituto americano
  17h28 Ranking internacional coloca UEL entre as melhores do Brasil
  17h09 Professora da Universidade de Bolonha abre Colóquio sobre informação
  16h16 Seminário em Ciência da Informação registrou mais de 120 participantes
  14h31 Pesquisador da NASA abre Congresso Paranaense de Ciências Biomédicas
  14h25 Professores de Exatas apresentam pesquisas para o setor produtivo
  14h13 Série 'Quem Estamos Formando?' - Ciências Sociais
  10h23 Pesquisadores de Exatas mostram possibilidades de parcerias para inovação
  10h01 Lançamentos trazem narrações de "causos" de Londrina e Região
  10h40 Inscrições abertas para Consulta Pública sobre Educação Ambiental
  08h57 Projeto reforça conteúdos sobre educação ambiental entre crianças
  17h49 Congresso de Ciências Biomédicas começa nesta quarta-feira (21)
  15h19 CMTU prorroga renovação do Cartão Transporte e autoriza uso do passe aos sábados
  16h57 A fotografia como campo interdisciplinar
  17h41 Museu Histórico de Londrina recebe 4ª Festa das Nações Lusófonas
  14h48 Série 'Quem Estamos Formando?' - Engenharia Elétrica
  14h50 Serviço de Aconselhamento Genético abre vagas para atendentes
  13h56 UEL e Iapar oferecem curso em sericultura para técnicos e produtores rurais
  10h07 Eleições escolhem representantes dos Agentes Universitários em Conselhos
  09h55 Prograd divulga abertura das inscrições para 1ª edição do Pró-Ensino
  10h06 UEL sedia Encontro de Educação Matemática
  17h59 CA aprova resolução para contratação dos professores temporários
  15h44 LEX disponibiliza serviços nas áreas do Direito empresarial, trabalhista e tributário
  20h09 Parceria entre UEL e IAPAR oferta curso de sericicultura para técnicos
  15h02 Jornada discute valorização das disciplinas de espanhol e sociologia no Brasil
  14h40 Pagamento de bolsas a residentes da UEL está garantido somente até dezembro
  20h06 UEL conquista três primeiros lugares do Startup Challenge Polo da Saúde
  08h53 Professor ministra curso na Fundação Eça de Queiroz, em Portugal
  11h27 Ouro Verde e Divisão de Artes Cênicas recebem atrações do FILO
  09h15 Projeto Literatura na Biblioteca debate livro exigido no Vestibular 2020
  14h45 Abertas inscrições do Encontro de Extensão Universitária e Simpósio Por Extenso
D
DESTAQUES ::.

A fotografia como campo interdisciplinar

Especialista fala de riscos globais e segurança tran

Pesquisa aponta evasão populacional em 150 distritos

Especialistas debatem gestão de resíduos sólidos no
B
BUSCA no SITE ::.
C
CANAIS ::.
COMITÊS / COMISSÕES
OUTROS ENDEREÇOS
PORTAIS
PROGRAMAS / PLANOS
SAÚDE
SERVIÇOS
Fale com o Reitor
Holerite
Certificados Declarações
L
LINKS ::.
                             
© Universidade Estadual de Londrina
Coordenadoria de Comunicação Social
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 380 | Campus Universitário
Cx. Postal 10.011 | CEP 86.057-970 | Londrina - PR
Fone: (43) 3371-4361/4115/4331  Fax: (43) 3328-4593
e-mail: noticia@uel.br