Agência UEL de Notícias
    Londrina, Sábado, 20 de Abril de 2019 -  Busca   

 · Agência UEL de Notícias  · Jornal Notícia
20/03/2019  

Estatística para psicólogos

José de Arimathéia

Projeto de Ensino elabora material didático de Estatística mais interessante e prazeroso para alunos do curso de Psicologia

"A Estatística ajuda a validar instrumentos de pesquisa. Por isso é importante que o psicólogo tenha uma boa base", explica a professora Vanderli Marino Melem

Era 2014 a docente Vanderli Marino Melem (Departamento de Estatística), já com experiência em ministrar disciplinas de Estatística para outros cursos de graduação, como Matemática e Engenharia Elétrica, assumiu uma disciplina de 120 horas no primeiro ano de Psicologia. Começou então a utilizar materiais e métodos já existentes, mas percebeu que os exemplos dados em sala de aula eram pouco ligados à área do curso e não despertavam o entusiasmo e interesse que ela esperava, o que é um problema, considerando a importância do estudo da Estatística no curso de Psicologia.

O Departamento de Estatística possui projeto de extensão que presta assessoria estatística a grande quantidade de cursos de graduação e pós-graduação da UEL há cerca de 25 anos (além da comunidade externa), do qual a professora faz parte e há muita experiência e know how disponíveis. Assim, surgiu a ideia de formular um projeto de ensino, intitulado "Estatística na Psicologia: aulas prazerosas", em execução desde 2016. Vanderli seguiu um percurso natural para desenvolver seu projeto: começou a estudar, leu artigos e livros de estudos de Psicologia que usavam Estatística e a formar um acervo de exemplos e casos direcionados aos alunos, sem deixar de lado os fundamentos teóricos de sua própria área, igualmente imprescindíveis. Também realizou diversos encontros e reuniões com o corpo docente e membros do Colegiado do curso de Psicologia para o melhor desenvolvimento do projeto.

Um agravante considerado pela professora para o desinteresse dos alunos é o fato de a disciplina de Estatística pertencer ao primeiro ano do curso de Psicologia, "apavorando" alguns dos alunos logo no primeiro dia de aula. Por isso, na reforma curricular que o curso promoveu, ela sugeriu que a Estatística passasse para o segundo ano e a mudança ocorre já para a turma ingressante em 2019.

Vanderli observa que é preciso entusiasmar a turma (são duas turmas de 40 alunos) e mostrar como a Estatística é importante e será uma ferramenta muito útil não só ao futuro profissional, mas também ao estudante de Psicologia, que vai se deparar frequentemente com estudos que a utilizaram. "A Estatística ajuda a validar instrumentos de pesquisa. Por isso é importante que o psicólogo tenha uma boa base", acrescenta a coordenadora do projeto. Segundo ela, a importância da Estatística na Psicologia requer que o professor disponha de material didático e exemplos que envolvam os alunos, com análises utilizadas nas produções científicas da área.

EXEMPLOS

Vanderli exemplifica que na Psicologia há as chamadas "variáveis latentes", ou seja, não diretamente observáveis. Por exemplo: como se quantifica um nível de atenção concentrada?

A área também utiliza muito a estatística não paramétrica, ou seja, em que não cabem cálculos de média e desvio padrão. Por exemplo: se estudarmos a análise comportamental utilizando a frequência de um dado comportamento, não há que se falar em média desse comportamento.

Em sala de aula, há anos a professora tem proposto trabalhos em que os próprios alunos pesquisam as duas áreas. Em um deles, os alunos devem levantar artigos de Psicologia nos quais a Estatística foi utilizada para discutir em sala de aula, interpretar os dados e trocar informações. "Muitos bons estudos apareceram e muitos alunos se interessaram em aprofundar o conhecimento", revela Vanderli.

Todos estes artigos levantados não foram descartados. Eles foram reunidos e separados por área pela professora, e passam pelos alunos participantes do projeto (bolsistas), que os organizam para que façam parte do material didático do projeto. A partir desta e de outras fontes, o projeto tem, como parte de sua disseminação, uma apostila impressa para dar suporte à disciplina constantemente atualizada, tendo já várias versões e uma nova está por sair.

Outra atividade do projeto é pesquisar, disponibilizar e usar programas de computador para uso do ferramental estatístico. O problema, segundo a professora, é que por causa da falta de recursos financeiros, usam-se apenas softwares livres e assim, nem todos os disponíveis são os melhores. Alguns desses softwares utilizados pelo projeto são o BioEstat 5.3 e as planilhas do LibreOffice Calc e BROffice Calc. Alunos colaboradores do projeto produziram um guia para uso das planilhas para tabulação de dados, construção de tabelas e gráficos em Psicologia.

A professora Vanderli afirma que o projeto de ensino tem dado muito bons resultados e um dos sinais disso é que os professores de outras disciplinas do curso de Psicologia vêm até ela para comentar e aprovar a iniciativa, criando interação maior com o corpo docente do curso. "O objetivo do projeto é fazer com que haja prazer em ministrar e assistir à aula. Quero que o aluno se sinta bem e frequente a disciplina não pela necessidade de presença, mas porque se sinta atraído por ela", finaliza a professora.

Esta matéria foi publicada no Jornal Notícia nº 1.390. Confira a edição completa:




rodapé da notícia

  17h51 UEL retoma atividades na próxima segunda-feira
  14h46 Museu Histórico terá mostra Múltiplo Leminski durante o feriado
  14h41 Sua conexão é segura?
  10h47 Duo Jacarandá se apresenta no CECA, no próxima quarta
  10h25 Professor da USP faz palestra sobre tecnologia e construção civil
  10h42 Abertas inscrições para prêmio de C&T do Paraná
  14h13 Idioma Sem Fronteiras oferece novas oportunidades
  14h47 Cine Com Tour/UEL exibe romance argentino
  15h17 Quem vê casa, vê coração
  15h39 As religiões estão na pauta
  16h24 Pós-graduação em Sociologia promove palestra sobre Nova Vigilância
  10h47 Projeto mistura reflexão filosófica com música instrumental
  15h55 Feirinha da Cidadania será nesta quinta, no Calçadão
  16h47 EDUEL oferece descontos para compras esta semana
  11h19 Convênio amplia projeto Atletismo Londrina
  20h43 UEL sedia torneio mundial de aviõezinhos de papel
  16h24 Curso de extensão aborda liderança e excelência profissional
  11h11 NEAD comemora 10 anos de atividades no próximo dia 25
  10h42 Curso debate Transtorno do Desenvolvimento da Coordenação
  10h10 Primeira turma de História realiza encontro em Londrina
  11h14 UEL demonstra potencial acadêmico na Expolondrina
  15h27 OSUEL apresenta Concerto de Páscoa
  13h16 UEL faz balanço positivo da participação na ExpoLondrina
  11h07 Abertas inscrições para Encontro Paranaense de Astronomia
  11h22 Prorh oferece curso de Humanização no atendimento
  11h12 Pró-reitores discutem melhorias para a graduação
  10h32 Especialização realiza encontro de Neurociências, em junho
  11h18 Aberto edital para contratação de professores
  16h56 Convênio entre UEL e Rede Municipal possibilita acesso gratuito a e-books da Eduel
  15h22 SETI e pesquisadores debatem conteúdo da nova Lei de Inovação
  11h26 Combate à dengue é tema de unidade na Via Rural
  09h59 Pesquisa reconhece produção científica da UEL
  09h35 Espetáculo de palhaço é atração na Casa de Cultura
D
DESTAQUES ::.

Sua conexão é segura?

Quem vê casa, vê coração

As religiões estão na pauta

Jornal Notícia - 1392
B
BUSCA no SITE ::.
C
CANAIS ::.
COMITÊS / COMISSÕES
OUTROS ENDEREÇOS
PORTAIS
PROGRAMAS / PLANOS
SAÚDE
SERVIÇOS
Fale com o Reitor
Holerite
Certificados Declarações
L
LINKS ::.
                             
© Universidade Estadual de Londrina
Coordenadoria de Comunicação Social
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 380 | Campus Universitário
Cx. Postal 10.011 | CEP 86.057-970 | Londrina - PR
Fone: (43) 3371-4361/4115/4331  Fax: (43) 3328-4593
e-mail: noticia@uel.br