Agência UEL de Notícias
    Londrina, Quinta-Feira, 21 de Março de 2019 -  Busca   

 · Agência UEL de Notícias  · Jornal Notícia
21/12/2018  

Projeto do CCA enviará pesquisadores para França

Agência UEL

Professora Ana Paula Bracarense, do Departamento de Medicina Veterinária Preventiva

Projeto de pesquisa coordenado pela professora Ana Paula Bracarense, do Departamento de Medicina Veterinária Preventiva, do Centro de Ciências Agrárias (CCA), foi aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e deverá resultar no envio de pesquisadores da UEL para o Institut Nacional de La Recherche Agronomique Tolulouse (INRA), na França.

O Instituto francês é considerado um dos mais importantes centros de estudos em ciências agrárias. A pesquisa foi selecionada no programa Cooperação Internacional França Cofecub e prevê investimentos de cerca de R$ 140 mil em bolsas para pelo menos quatro pesquisadores da UEL.

A pesquisa busca identificar e caracterizar espécies produtoras de micotoxinas (substâncias químicas tóxicas produzidas por fungo) e os impactos na saúde humana e animal. Conta com a participação de pelo menos três professores do Centro de Ciência Biológicas (CCB) da UEL ? Waldiceu Verri Junior (Departamento de Ciências Patológicas), Admilton Gonçalves de Oliveira (Departamento de Microbiologia) e Maria Helena Fúngaro (Departamento de Biologia Geral). A equipe multidisciplinar é composta por outros três pesquisadores franceses. 

A coordenadora do projeto explica que o trabalho será desenvolvido nos próximos quatro anos com o envio de dois pesquisadores do Programa de Ciência Animal e dois do CCB da UEL para temporadas de estudos no INRA, nas modalidades doutorado sanduíche e Pós-doutorado. Segundo Ana Paula, entre 2010 e 2014 ela conseguiu aprovar outro edital semelhante, também com foco em micotoxinas.

O projeto aprovado agora prevê quatro etapas de estudos distintos para caracterizar espécies menores, produtoras das chamadas aflatoxinas e ocratoxinas. A professora explica que o projeto foca a segurança alimentar ou qualidade sanitária dos alimentos, tema que chama muito a atenção de pesquisadores de várias áreas, em todo o mundo. De acordo com a coordenadora do projeto, os fungos são considerados contaminantes naturais dos alimentos.

Diante disso, a proposta dos pesquisadores brasileiros e franceses é quantificar até onde existe contaminação, quando ocorre o consumo de pequenas porções diárias. Ela cita que pelo menos 80% dos grãos produzidos mundialmente contém micotoxinas. Os estudos revelam, no entanto, que esta contaminação é pequena, ou considerada dentro dos parâmetros recomendados pelas autoridades de saúde.

"O que nos interessa é saber se pequenas doses consumidas cronicamente podem comprometer a saúde", define ela. A ciência já identifica impactos relacionados ao consumo de fungos. Por exemplo, pacientes que têm o vírus da hepatite tem maior predisposição em desenvolver câncer hepático quando expostos a determinadas micotoxinas. Ela cita também o caso de estudo desenvolvido nos Estados Unidos em 2015 que apontou prejuízo anual de U$S 1 bilhão na produção animal (suínos e aves) por contaminação com fungos.

A professora adianta que existem dois impactos bem claros da contaminação de micotoxinas na produção agropecuária. Um primeiro efeito é a tendência de menor resposta a vacinas (imunossupressão). "A micotoxina interfere diretamente na capacidade de resposta do animal", complementa ela, acrescentando que como consequência ocorrem prejuízos à produção. Outro efeito relacionado aos fungos é a alteração da estrutura do intestino causando redução ou perda de produtividade, com o menor desenvolvimento do animal.

INRA - O Institut Nacional de La Recherche Agronomique (INRA) fica em Toulousse, sul da França, é o primeiro instituto de pesquisa agronômica da Europa, o segundo maior em ciências agrárias do mundo. Em 2005/2006, a professora Ana Paula realizou pós-doutorado naquela Universidade, iniciando os primeiros estudos sobre micotoxinas.

Depois do pós-doutorado, a professora conta que os acordos de mobilidade evoluíram. Entre 2010 e 2014, quando ocorreu do primeiro edital Cofecub, pelo menos quatro pesquisadores franceses estiveram na UEL para estudos e troca de experiências. No próximo ano, a expectativa é de que a Universidade receba pelo menos um pesquisador do INRA para temporada de estudos.


rodapé da notícia

  17h53 Patente da UEL propõe kit de casa popular mais econômica e sustentável
  16h51 Ingressantes de Medicina incentivam doação de sangue junto à população
  16h38 Alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo vencem prêmio Movelpar 2019
  14h59 NEAB E CUIA realizam Dia do Combate ao Racismo nesta quinta (21)
  15h02 Projeto amplifica vozes populares
  15h07 Estudo inédito preserva sementes de bromélias
  14h47 Estatística para psicólogos
  13h29 Projeto de Extensão 'UEL, A Casa da Tolerância' entrega dossiê
  15h12 Um café gelado, por favor!
  10h53 Departamento promove Oficina de Horticultura
  15h06 Pesquisa desenvolve gel antibacteriano
  10h32 UEL reforça combate ao racismo e discriminação com ações acadêmicas, dia 21
  09h39 Tecnologia e desenvolvimento sustentável são temas do SIMBBTEC 2019
  10h49 Semana destaca a comunicação na era da desinformação
  08h26 Ações do NEAB fortalecem debate sobre discriminação racial
  08h42 Administração recebe integrantes do projeto Casa da Tolerância
  15h33 Inscrições para professores atuarem nos EUA terminam segunda-feira (25)
  15h15 8ª convocação do Vestibular 2019 sai nesta quarta-feira (20)
  10h55 Inscrições: Programa Sinapse da Inovação Paraná
  10h50 Seminário Paranaense Nietzsche Contra Wagner
  10h31 UEL forma mais de 1.500 profissionais em três dias consecutivos de colação
  10h51 Departamento de Agronomia organiza 1ª Oficina de Horticultura
  15h13 Exposição retrata beleza das mulheres negras de coletivos
  09h37 Seminário discute cenário de inovação em Londrina e região
  09h00 Começa Semana Integrada dos programas de Pós-graduação em Letras
  17h48 UEL é aplicadora do Exame Celpe-Bras para estrangeiros
  16h45 Congresso de Política Social e Serviço Social recebe submissão de trabalhos
  10h22 Abertas até sexta-feira (22) as inscrições do Programa Paraná Fala Inglês
  09h38 Curso Especial Pré-Vestibular seleciona instrutor bolsista
  09h19 Escritório de Aplicação e Assuntos Jurídicos abre triagem de novos casos
  12h50 Universidade renova em 10% a frota de veículos posssui-foto
  18h04 Cops divulga 2ª convocação da seleção para vagas remanescentes
  17h38 Divisão de Artes Cênicas recebe espetáculos de estudantes
  16h42 7ª convocação do Vestibular 2019 sai segunda-feira (18)
  16h26 Congressos discutem Educação Física Escolar
  16h19 Campanha arrecada cinco mil fraldas para entidades de Londrina
  15h43 RU fecha posto de créditos e amplia vendas no autoatendimento e online
  14h31 Jornada destaca teorias e implicações da área de Educação da Infantil
  14h00 Filha de Leminski fala sobre exposição em homenagem ao pai
  13h24 Superintendente do HU/UEL reitera compromisso contra corrupção
  11h53 Museu Histórico abre Exposição sobre vida e obra do paranaense Paulo Leminski
  11h20 Professora da UERJ ministra aula inaugural do mestrado em Psicologia
  10h34 Laboratório oferta oficina de Escrita Criativa. Inscrições até segunda-feira (18)
  10h16 Simpósio discute política pública para doenças raras no Brasil
D
DESTAQUES ::.

Projeto amplifica vozes populares

Estudo inédito preserva sementes de bromélias

Estatística para psicólogos

Um café gelado, por favor!
B
BUSCA no SITE ::.
C
CANAIS ::.
COMITÊS / COMISSÕES
OUTROS ENDEREÇOS
PORTAIS
PROGRAMAS / PLANOS
SAÚDE
SERVIÇOS
Fale com o Reitor
Holerite
Certificados Declarações
L
LINKS ::.
                             
© Universidade Estadual de Londrina
Coordenadoria de Comunicação Social
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 380 | Campus Universitário
Cx. Postal 10.011 | CEP 86.057-970 | Londrina - PR
Fone: (43) 3371-4361/4115/4331  Fax: (43) 3328-4593
e-mail: noticia@uel.br