Agência UEL de Notícias
    Londrina, Sábado, 26 de Maio de 2018 -  Busca   

 · Agência UEL de Notícias  · Jornal Notícia
19/04/2018  

Cursos de graduação têm 39 indígenas matriculados

Agência UEL

No dia em é comemorado o Dia do Índio, 19 de abril, a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI) divulgou esta semana dados acerca dos indígenas matriculados nas sete Instituições Estaduais de Ensino Superior (IEES), o total de 230 indígenas. Os alunos, pertencentes a cinco etnias diferentes (Kaingang, Guarani, Xetá, Fulni-ô e Terena), estão distribuídos em 28 cursos de graduação. Só a UEL tem 39 alunos indígenas. 

Entre os cursos mais procurados pelo indígenas estão Pedagogia, Letras, História, Educação Física, Direito e Medicina. Na próxima edição do vestibular indígena serão disponibilizadas mais 52 vagas no vestibular indígena, sendo seis para cada universidade estadual e 10 vagas na Universidade Federal do Paraná (UFPR). O Vestibular Indígena é organizado no sistema de rodízio, entre as sete universidades estaduais e a UFPR.

Os números reforçam o perfil pioneiro do estado nas políticas de inclusão social, principalmente no que diz respeito ao povo indígena. Segundo a presidente da Comissão da Universidade para Índios (Cuia), Eloá Soares Kastelic, o vestibular como política de estado é referência nacional. "O Paraná é pioneiro nesse tipo de vestibular e isso faz com que estejamos a frente em termos de políticas sociais".

No ano de 2002 a primeira edição do Vestibular Indígena contou com 54 candidatos para 15 vagas. Na última edição foram cerca de 700 inscritos para 42 vagas.

A Universidade Estadual de Maringá (UEM) é a que mais possui alunos indígenas somando 48, a Estadual de Londrina (UEL) tem 39, seguida pela Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) com 31, Estadual do Norte Paraná (UENP) com 26. A Estadual de Ponta Grossa (UEPG) possui 21, a Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) aparece com 19 e a Estadual do Paraná (Unespar) possui 6 alunos.

Para o professor Wagner Amaral, do Departamento de Serviço Social, do Centro de Estudos Sociais Aplicados, e membro da CUIA, o aumento exponencial do número de indígenas que participam do processo seletivo se deve aos profissionais que, depois de formados, atuam nas comunidades que eles pertencem. "Em 2017, depois de 15 anos de implantação da política, tivemos 55 profissionais formados. Os indígenas estão assumindo o protagonismo em diversas áreas, como educação, saúde e gestão. Sendo assim, acabam como espelho para as próximas gerações".

Gilza Ferreira de Souza pertence a etnia Kaingang e se formou em 2016 em Serviço Social pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Ela deseja seguir a carreira profissional sem esquecer a população indígena. "Pretendo continuar trabalhando com o meu povo. Se conseguir conciliar minha profissão, melhor ainda. Porém, de qualquer maneira quero ajudar no desenvolvimento de novos estudantes que desejam entrar na universidade".

Wagner Amaral que coordena o projeto "as trajetórias dos profissionais indígenas e os circuitos de trabalho indígena na educação" também destaca que as universidades podem aprender muito com as experiências dos indígenas. "As instituições tem a oportunidade de se aprofundar no processo de interculturalidade. São trocas de sabedorias que proporcionam interação entre culturas e um enorme ganho de conhecimento".

Mesmo com as dificuldades de deslocamento até a universidade, Maria Lucia se tornou a primeira indígena Avá-guarani a se formar em Letras - Português e Espanhol na Unioeste no campus de Foz do Iguaçu. Formada em março deste ano, Maria conta que sempre sonhou em estudar Letras. "Esse era o meu sonho quando planejei entrar na universidade. Adoro dar aulas de guarani na aldeia e o curso me ajudou muito".

No processo de aprendizagem os professores e alunos foram essenciais para Maria concluir o curso. "No meu curso a maioria das pessoas, entre professores e alunos, compreenderam minha realidade e me ajudaram a terminar a universidade. No início, a língua foi uma barreira, mas conseguimos superar aos poucos".

Com 40 anos, Maria quer ingressar na pós-graduação da universidade. "Penso em fazer uma especialização e quem sabe até mestrado. Tenho que seguir me atualizando para ajudar, cada vez mais, minha aldeia".

Vestibular - A cada ano, uma universidade pública do estado fica responsável pela organização do Vestibular dos Povos Indígenas. Em 2018, a instituição organizadora é a UEPG. As provas estão previstas para o mês de outubro no município de Faxinal do Céu, na região centro sul paranaense.

O vestibular está dividido em duas etapas. A primeira delas, programada para o dia 21 de outubro será reservada para a prova oral, quando o indígena inscrito é entrevistado por uma banca formada por dois profissionais voltados ao trabalho com a temática indígena e à diversidade étnica.

No dia 22 de outubro será a vez da prova de redação e conhecimentos gerais, com questões de Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Matemática, Física, Química, Biologia, História, Geografia e Línguas Indígenas, sendo elas o Guarani e Kaingang. As inscrições ocorrerão entre nos dias 1º e 31 de agosto.

(Com informações da SETI).



É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,
desde que citada a fonte.

As Sinopses apresentadas têm como referência as edições digitais dos jornais citados disponíveis no dia.


  18h21 Cerimônia marca início das obras de ampliação do PS do HU posssui-foto
  18h23 UEL suspende atividades acadêmicas na segunda-feira (28)
  16h34 Web Software auxilia servidores na aposentadoria posssui-foto
  15h34 Chapa 1 vence eleição para nova diretoria do HU
  10h46 Restaurante Universitário fecha na próxima segunda-feira (28)
  15h18 NEAD oferta curso EaD de Jump Class
  14h42 Quinzena de Conscientização à Doação de Sangue será aberta terça-feira
  11h52 UEL FM estreia coluna sobre literatura, livros e afins posssui-foto
  10h47 Pronto Socorro do HU será ampliado e vai ganhar Unidade Cardiovascular
  09h38 Reitora coordena mesa em Fórum da Abruem posssui-foto
  08h52 Abertas inscrições da Colônia de Férias da Motus posssui-foto
  17h12 Professora faz palestra em Seminário em Alagoas
  16h53 Edital do programa Escola de Altos Estudos posssui-foto
  16h51 Aintec: Curso Proteção da Propriedade Intelectual posssui-foto
  17h57 UEL mantém aulas e flexibiliza atividades essenciais
  16h52 Planetário de Londrina tem três sessões neste sábado (26)
  15h50 Servidora da PCU lança livro infantil
  15h27 Semana do Café é aberta no Museu Histórico posssui-foto
  11h54 Evento debate Regularização Fundiária e Assistência Técnica
  10h35 Série Palcos Musicais apresenta dia 28 Klaviertrio
  10h19 4º Congresso Paranaense de Saúde Pública recebe inscrições até 31
  10h10 Departamento de Computação oferta curso de Excel intermediário
  08h17 Perspectivas históricas
  08h17 Vamos todos cirandar!
  08h16 Era uma vez uma menina...
  17h43 Professor da USP abre Congresso de Saúde Animal posssui-foto
  18h27 Com-Tour UEL apresenta Uma temporada na França posssui-foto
  17h41 Abertas inscrições para Seminário de Gestão em Saúde
  14h03 Empresa Júnior promove Colônia de Férias
  16h59 Professor fala sobre potencial acadêmico da China
  16h36 INPI inclui tecnologia da UEL em Programa Patentes Verdes
  15h41 Servidora lança livro infantil pela EDUEL
  15h41 Café Intercultural será nesta quarta, no CCH
  15h05 Semana do Café será aberta nesta quinta-feira, no Museu
  15h42 Prograd premia iniciativas de recepção a ingressantes posssui-foto
  16h12 Colóquio incentiva aproximação entre Brasil e França
  15h42 Seminário Regional debate Gestão em Saúde
  13h45 Abertas inscrições para o Encontro de Comunicação Didática
  13h38 Idioma Sem Fronteiras oferece cursos de inglês
D
DESTAQUES ::.

Jornal Notícia 1.376

Perspectivas históricas

Vamos todos cirandar!

Era uma vez uma menina...
B
BUSCA no SITE ::.
C
CANAIS ::.
COMITÊS / COMISSÕES
OUTROS ENDEREÇOS
PORTAIS
PROGRAMAS / PLANOS
SAÚDE
SERVIÇOS
Fale com a Reitora
Holerite
Certificados Declarações
L
LINKS ::.
                             
© Universidade Estadual de Londrina
Coordenadoria de Comunicação Social
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 380 | Campus Universitário
Cx. Postal 10.011 | CEP 86.057-970 | Londrina - PR
Fone: (43) 3371-4361/4115/4331  Fax: (43) 3328-4593
e-mail: noticia@uel.br