Agência UEL de Notícias
    Londrina, Segunda-Feira, 02 de Maio de 2016 -  Busca   

 · Agência UEL de Notícias  · Jornal Notícia
09/05/2008  

SINOPSE - A UEL NOS JORNAIS (9/5/2008 - Sexta-feira)

De acordo com as edições digitais dos jornais disponibilizadas no dia.

Agência UEL

www.folhadelondrina.com.br

CONTO DO VIGÁRIO - E-mail divulga falsa cura do câncer

Mensagem eletrônica propaga um tratamento ''milagroso'' contra a doença; pesquisas ainda estão no início, diz oncologista

Está circulando um e-mail sobre uma vacina contra o câncer de rim e melanoma. Usando o nome de instituições renomadas, a mensagem coloca a vacina como sendo a certeza de cura. Quando se busca mais informações, descobre-se que não é bem assim. A vacina ainda está em fase de pesquisas e não dispensa o tratamento convencional.

Em Londrina uma clínica participa de estudos sobre uma outra vacina contra vários tipos de câncer Mário Liberatti, oncologista e professor da Universidade Estadual de Londrina (UEL), é um dos médicos que participam da pesquisa.

Como funciona esse tratamento que está circulando na internet?
É uma vacina que foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) como tratamento alternativo, mas que ainda não é recomendada pela Sociedade Brasileira de Melanoma, pela Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica, porque não passou por todas as fases de teste exigidas para comercialização.

Existem outras vacinas contra o câncer?
Sim, não exatamente para melanoma. Nos Estados Unidos existem somente duas licenciadas na área de oncologia, para prevenção. Há a vacina para a hepatite B, cujo fator de risco está relacionado ao hepatocarcinoma, ou seja, o câncer de fígado. E existe a vacina contra o papiloma vírus humano (HPV), que está relacionado ao câncer de colo de útero. Existem outras em fase de pesquisa. Uma droga para chegar a ser usada passa por várias fases de estudo e isso demora 10, 12 anos.

Como é feita uma vacina contra o câncer?
Ela é produzida de uma amostra do próprio tumor do paciente, que é encaminhado para o laboratório que faz a vacina. Esse material é preparado e depois aplicado no paciente. Sendo produzida com o material do próprio paciente, quando aplicada induziria uma resposta do organismo contra o tumor.

Então, a vacina não vai imunizar?
Não, é um tratamento. Existem outras vacinas na oncologia, usadas para melanoma também, a chamada imunoterapia na área do câncer, em que se induz uma resposta não especificamente contra o tumor.

Qualquer pessoa pode fazer esse tratamento?
Segundo o laboratório, ele se aplica a pacientes com melanoma ou tumor de rim em fase avançada. Até porque um fragmento do tumor precisa ser retirado e enviado ao laboratório para a confecção da vacina.

O tratamento é feito somente com essa vacina?
O uso da vacina não impede o tratamento com a droga convencional, com a quimioterapia ou com a própria imunoterapia inespecífica.

O senhor conhece alguém que tenha feito o tratamento?
Eu acompanhei uma paciente de Cambé, que teve resposta negativa, e sei de um paciente meu, que depois de muito insistir, eu prescrevi e não teve resposta nenhuma.

Como é a vacina que a clínica está pesquisando?
É um estudo clínico, multicêntrico e multinacional. O paciente assina um termo de consentimento que vai passar por uma pesquisa química e recebe a vacina. Os dados são enviados para um comitê de avaliação independente que analisa todos os dados e depois vai publicar se houve benefícios ou não. Não temos dados definitivos ainda.

Qual a recomendação que o senhor dá para as pessoas que recebem esses e-mails?
Que o paciente procure fazer os tratamentos que já estejam aprovados por orgãos regulatórios - no Brasil, a Anvisa; e nos Estados Unidos, o FDA -, porque esses orgãos só aprovam a comercialização de uma droga quando foi comprovado cientificamente o seu benefício. Tratamentos alternativos são por conta e risco do paciente, mas ele precisa ser orientado quanto a isso.

Érika Gonçalves - Reportagem local

Agende-se

Pós no 2º semestre
A UEL recebe inscrições para oito cursos de pós-graduação lato sensu, que terão início no 2º semestre de 2008. Os cursos com vagas abertas são: Origem e Evolução do Universo, da Terra e da Vida; Música (habilitações em Educação Musical, Performance Musical e Arranjo Musical); Gestão de Arquivos Empresariais; Economia do Meio Ambiente; Economia do Setor Público; Ensino de Inglês para Crianças; Filosofia Política e Jurídica e Literatura Brasileira. Saiba mais pelo endereço www.uel.br/proppg/inscricoes.

120 anos da abolição
O Núcleo de Estudos Afro-Asiáticos da UEL convida todos os Zeladores-de-Santo e seus Filhos a comparecer no dia 13 deste mês, às 14h, no Anfiteatro-maior do CCH. O encontro é em comemoração aos 120 anos da Abolição da Escravatura. Informações adicionais pelo (43) 3371-4599.

COMEMORAÇÃO - 120 anos da abolição da escravatura

Os 120 anos da abolição da escravatura serão lembrados com uma série de eventos neste fim de semana em Londrina. A programação começa hoje, às 14h, no auditório do Cesa, na UEL, com a mesa-redonda ''O Negro na Universidade: um caminho para abolição''. Participam do debate os convidados Dora Lucia Bertulio (UFPR), Zulu Araújo (Fundação Cultural Palmares), Jairo Pacheco (SETI) e Vilma Santos de Oliveira (AABRA). A mediadora será a professora Maria Nilza da Silva.

Às 16h, ocorre o lançamento do livro ''O Negro na Universidade: o direito a inclusão'', reunindo artigos de autores diversos sob coordenação de Jairo Pacheco e Maria Nilza da Silva. Para amanhã, às 9h, está previsto um ato público no Calçadão com o Movimento Pró-cotas. Ao meio-dia, haverá uma confraternização com uma feijoada cultural no bar Axé Brasil.

No domingo, a partir de 16h, uma festa gratuita acontece na Usina Cultural com shows do músico Leandro Almeida, do grupo Santeria e da banda Sarará Criolo. Também está agendada uma ''Noite Afro'' para a próxima terça-feira no Axé Brasil. A programação é uma promoção conjunta da Prefeitura do Município de Londrina, Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial, Movimento Presença Negra, Fórum de Entidades Negras de Londrina e Associação Afro-B.

Nelson Sato - Reportagem Local

Agenda esportiva

Basquete

3º Campeonato de Basquete de Cadeirantes, promovido pela Associação dos Deficientes Físicos de Apucarana (Adefiap). Competição vai até domingo e terá a participação do time UEL/Adefil, de Londrina, que estréia hoje, às 19 horas, no Ginásio José Antonio Basso, o Lagoão, contra a Apedex (Associação de Deficientes Físicos de Ponta Grossa).

www.jornaldelondrina.com.br

Programa leva conhecimento aos municípios mais pobres

O Programa Universidade Sem Fronteiras, criado em outubro do ano passado pelo governo do Estado, passa hoje por sua primeira avaliação, em seminário realizado na UEL

Transferir para a sociedade o conhecimento produzido nas universidades paranaenses é o principal objetivo do Programa Universidade Sem Fronteiras, criado em outubro do ano passado pela Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti). Hoje e amanhã, a Universidade Estadual de Londrina (UEL) sedia o primeiro encontro regional do programa (leia mais nesta página). O Universidade Sem Fronteiras engloba 164 projetos desenvolvidos no Paraná, nas cidades com o menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) envolvendo aproximadamente 1.400 pessoas, entre professores, alunos e recém-formados.

Para o primeiro ano do programa, foram destinados mais de R$ 10 milhões para bolsas e ajudas de custo, como transporte, alimentação e hospedagem, para os profissionais e alunos envolvidos. O orçamento financia apenas projetos de universidades públicas, do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

A coordenadora do programa em Londrina é a professora e médica veterinária da UEL, Vanerli Beloti. Ela conta que a universidade recebeu cerca de R$ 1 milhão para desenvolver 11 projetos de extensão. “[antes do programa] O conhecimento gerado ficava na própria universidade e os interessados na pesquisa não tinham acesso aos resultados. A extensão faz a ponte.”

Vanerli é também responsável por um dos projetos, o “Leite do Paraná – produzindo qualidade de vida”, que atende pequenos produtores rurais dos municípios de Faxinal, Jardim Alegre, Roncador e Pitanga. A professora diz que, antes do programa estadual, havia muita dificuldade para o financiamento do projeto do leite. “Tínhamos muita dificuldade de deslocamento. Às vezes eu ia sozinha, com o meu carro, pois não havia ninguém com disponibilidade para ficar lá, e, de vez em quando, a Emater conseguia pagar a gasolina”, conta. Agora, segundo ela, o projeto ganhou fôlego devido às verbas recebidas do Universidade Sem Fronteiras.

Segundo a secretária da Seti, Lygia Pupatto, o programa é o maior projeto de extensão universitária do Brasil. “Os alunos e professores entram em contato com a realidade mais pobre do Estado e a universidade contribui para melhorar a qualidade de vida e do ensino básico através do conhecimento”, ressaltou.

Seminário avalia ações hoje e amanhã

A Universidade Estadual de Londrina (UEL) sedia, hoje e amanhã, o 1º Seminário Regional Norte do Programa Universidade sem Fronteiras. O evento tem como objetivo avaliar e discutir ações do programa desenvolvidas em toda a região. De acordo com um dos seus organizadores, Edmir Maciel, os integrantes dos projetos serão divididos em grupos de afinidade para trocarem conhecimentos. “O evento é uma forma de monitorar os projetos para garantir a eficiência das ações”, afirma.

Segundo ele, os coordenadores dos projetos vão apresentar os resultados alcançados e as projeções futuras. “Os grupos vão apresentar o que já foi feito e o que ainda pode ser feito”, diz. Maciel explica que os grupos poderão se reunir ao longo dos próximos seis meses para continuar monitorando a eficiência das ações. No final do ano, haverá um seminário em Guarapuava para avaliar todos os projetos realizados no Paraná.

Atletismo busca o tetra no Estadual

A 58ª edição do Campeonato Estadual adulto de atletismo será disputada amanhã e no domingo em Curitiba. Londrina, representada pela equipe Fundação de Esportes/Sercomtel/Caixa/Consórcio União de atletismo, tenta conquistar o tetracampeonato. Hoje, a pista de atletismo da UEL receberá, a partir das 14h, alunos entre 11 e 14 anos, das escolas localizadas no centro, para a disputa da terceira etapa da Copa Sercomtel. A competição vai revelar novos atletas para integrar a equipe FEL/Sercomtel/Caixa/Consórcio União, organizadora do evento. As provas serão as seguintes: 60m, 75m, 600m, salto em distância, arremesso de peso e de pelota, salto em distância e 1000m.

Londrina terá mais de 200 atletas em Paranavaí

Começa hoje, em Paranavaí, a 48ª edição dos Jogos Universitários do Paraná, que segue até o dia 15, reunindo mais de 1.400 estudantes de 24 instituições de ensino de todo o Estado. As modalidades em disputa são atletismo, basquete, futsal, handebol, judô, natação, vôlei e xadrez.

E Londrina terá uma das maiores delegações, com 235 atletas de três universidades – UEL, Unopar e Inesul. Segundo o coordenador administrativo da Associação Atlética da UEL, Luis Otávio, a universidade terá 165 atletas nos Jogos, disputando as modalidades de atletismo, basquete, futsal, handebol, judô, natação, vôlei e xadrez (apenas no masculino).

“Vamos com uma das maiores delegações, a única associação acadêmica, e queremos melhorar o resultado do ano passado, quando terminamos em sétimo na classificação geral”, disse Otávio.

A equipe de futsal masculino da UniFil/Colégio Londrinense pretendia defender a instituição, mas não conseguiu trocar jogos da Chave Ouro do Campeonato Paranaense. A Inesul disputará o tricampeonato no basquete masculino, contando com jogadores que disputaram o Campeonato Nacional este ano e novamente será comandada pelo técnico Eduardo Leitinho.

A Unopar disputará o atletismo e o judô, além do futsal feminino e do handebol masculino. Os dois times coletivos da instituição devem disputar o título em Paranavaí, pois disputam ligas nacionais. “O futsal feminino venceu em 2006 a fase estadual e depois a Nacional dos Jogos Universitários e estamos indo para reconquistar o título”, disse Renata Albino, chefe da delegação da Unopar.



É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,
desde que citada a fonte.

As Sinopses apresentadas têm como referência as edições digitais dos jornais citados disponíveis no dia.


  07h31 SINOPSE - A UEL NOS JORNAIS (2-5-2016 - Segunda-feira)
  20h29 UEL representa IEES em encontro de internacionalização no Chile
  17h48 Especialistas debatem qualidade técnica das obras da PR-445 posssui-foto
  16h33 Pecuária Paranaense é destaque em aula magna no CCA
  16h19 Curso aborda a temática pena de morte
  15h41 Movimento de agroecologia de SC é tema de debate na UEL
  20h17 Deputado Hauly anuncia recursos para o HU posssui-foto
  15h16 CUIA debate inclusão e manutenção dos indígenas nas universidades
  07h30 SINOPSE - A UEL NOS JORNAIS (29-4-2016 - Sexta-feira)
  17h52 Rádio UEL FM apresenta Palavrão - música infantil para adultos
  17h29 Capes aprova Doutorado em Engenharia Civil do CTU
  16h36 Mutirão auxilia no manejo populacional de cães e gatos
  16h25 ARI seleciona prestadores de serviço voluntário
  16h00 Mostra de Música de Câmara abre temporada 2016
  15h49 Abertas inscrições para curso de avaliação de projetos sociais
  15h19 CCH Cultural inaugura exposição sobre Drummond posssui-foto
  11h41 Pró-reitoria de Extensão e CTU debatem duplicação da PR 445
  11h27 Secretaria de Saúde faz testes de doenças sexualmente transmissíveis posssui-foto
  14h45 Planetário de Londrina apresenta três sessões neste sábado (30)
  09h53 CNPq oferece bolsas de pós-doutorado no Canadá
  09h51 Londrina sedia II Congresso Paranaense de Microbiologia
  09h28 Máquina produz películas de plasma posssui-foto
  10h59 Curso debate pena de morte e outras áreas
  07h15 SINOPSE - A UEL NOS JORNAIS (28-4-2016 - Quinta-feira)
  17h35 Embaixador de Angola acena interesse em mobilidade acadêmica posssui-foto
  16h13 Professor da USP debate projetos sociais no CESA posssui-foto
  17h30 Ex-superintendente do HU recebe título de Cidadã Honorária
  15h01 Workshop de Quimiometria une UEL e UFBA posssui-foto
  14h35 Simpósio sobre Inovações na Era Glyphosate está com inscrições abertas
  14h21 Curso Especial Pré-Vestibular promove aula inaugural posssui-foto
  09h32 Escritório oferece apoio a pesquisadores posssui-foto
  08h41 PRORH promove palestra sobre aposentadoria no HU
  08h41 Estudo avalia força muscular em portadores de HIV
  08h41 Micróbios do 'bem' são usados para criar novos sabores
  07h57 JORNAL NOTÍCIA 1.345
  16h01 Colação de grau forma quinze novos profissionais posssui-foto
  15h32 Fórum Estadual das Licenciaturas debate diretrizes curriculares posssui-foto
  15h14 Fundação Carlos Chagas lança prêmio para boas práticas de licenciatura
  15h09 Curso Especial Pré-Vestibular promove aula inaugural nesta terça-feira
  14h24 Café Intercultural reuniu estudantes estrangeiros da UEL posssui-foto
  10h50 Exposição mostra vida e obra de Carlos Drummond de Andrade
  09h27 Primeiro concerto da Série Camerística da OSUEL será quinta-feira (28)
  08h55 Ministério japonês oferece bolsas em quatro modalidades
  08h46 Técnicos debatem duplicação da PR 445
D
DESTAQUES ::.

JORNAL NOTÍCIA 1.345

Estudo avalia força muscular em portadores de HIV

Micróbios do 'bem' são usados para criar novos sabor

UEL EM DADOS 2015
B
BUSCA no SITE ::.
C
CANAIS ::.
COMITÊS / COMISSÕES
OUTROS ENDEREÇOS
PORTAIS
PROGRAMAS / PLANOS
SAÚDE
SERVIÇOS
Fale com a Reitora
Holerite
Certificados Declarações
© Universidade Estadual de Londrina
Coordenadoria de Comunicação Social
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 380 | Campus Universitário
Cx. Postal 10.011 | CEP 86.057-970 | Londrina - PR
Fone: (43) 3371-4361/4115/4331 | Fax: (43)3328-4593
e-mail: noticia@uel.br