Agência UEL de Notícias
    Londrina, Terça-Feira, 26 de Março de 2019 -  Busca   

 · Agência UEL de Notícias  · Jornal Notícia
31/03/2008  

SINOPSE - A UEL NOS JORNAIS (30/3/2008 - Domingo)

De acordo com as edições digitais dos jornais disponibilizadas no dia.

Agência UEL

www.folhadelondrina.com.br

MUNDO DA LEITURA - Bibliotecas são recanto do saber

Não é preciso pagar nada para ter acesso aos livros, basta fazer um rápido cadastro e tomar impulso rumo a muitas e instigantes viagens

Há 27 anos a aposentada Tereza Arcolesi cumpre um ritual. Todas as semanas vai à Biblioteca Pública Municipal, devolve um livro e já leva outro. Seu gosto pela leitura começou depois dos 20 anos, mas ela não perdeu tempo. Fazendo as contas, já leu aproximadamente 1.500 livros da biblioteca, além dos que compra em sebos e livrarias. Seu gênero preferido é o romance, principalmente os da escritora norte-americana Danielle Steel.

Em casa, Tereza afirma ter poucos livros, já que sempre troca nos sebos ou doa à biblioteca aqueles que já leu mais de uma vez. E os poucos que ficam com ela, são guardados com carinho, todos encapados. Questionada sobre um livro inesquecível, a aposentada não tem dúvidas: ''O Caderno de Noah, de Nicholas Sparks.''

Londrina dispõe hoje de cinco bibliotecas que permitem o empréstimo de livros para a comunidade em geral, além da biblioteca infantil e também da biblioteca especial para os deficientes visuais. Além das ''oficiais'', existem outras duas organizadas pela comunidade, uma no Jardim Franciscato e outra no Jardim Santa Fé.

A Biblioteca Pública Municipal foi criada pelo prefeito Joaquim Ferrário Lopes, em 1940. Em 4 de setembro de 1951 foi instalada na Rua Santa Catarina, no antigo prédio da prefeitura e, depois, transferida para a Rua Mato Grosso. Em 1970 foi para o antigo prédio da Casa da Criança, onde funciona atualmente a Secretaria Municipal de Cultura. Recebeu o nome de Biblioteca Pública Municipal ''Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza'', em 1974. Dez anos depois, foi transferida para o atual prédio, que abrigava o Fórum. As novas instalações foram inauguradas no Cinquentenário de Londrina, dia 10 de dezembro de 1984.

Formada pelo acervo central, a Biblioteca Infantil e mais duas extensões, uma na Vila Nova e outra no Centro Cultural da Zona Norte, a Biblioteca Municipal tem hoje mais de 70 mil títulos só no Centro.

Para fazer a carteirinha de empréstimos, a pessoa deve levar um comprovante de residência, RG e uma foto 3x4. Os moradores de outras cidades só podem fazer empréstimos deixando um documento também.

O mesmo procedimento é válido para as bibliotecas da Zona Norte e da Vila Nova, mas cada uma tem uma carteirinha independente. No Centro Cultural também está em funcionamento a Gibiteca, que ficava na Casa do Papai Noel. Os gibis, no entanto, devem ser lidos no local, não são emprestados.

Para utilizar as bibliotecas do Sesc, não é necessário ser comerciário. Basta fazer a carteirinha, pagar uma taxa mínima e já pode escolher seus títulos preferidos.

Existem outros órgãos municipais que contam com bibliotecas, mas apenas para consulta no local e, em geral, os livros são sobre assuntos específicos, como a biblioteca do Museu de Arte de Londrina e a do Museu Histórico Padre Carlos Weiss. Nesses locais, o leitor irá encontrar material sobre artes, fotografia, folclore, a História de Londrina. Também existem no acervo vídeos que devem ser assistidos no local, em horário previamente agendado.

Outras instituições também disponibilizam suas bibliotecas e videotecas somente para consulta, como o Sebrae, a Universidade Estadual de Londrina (UEL) e o ISBL.

Érika Gonçalves - Reportagem Local

www.jornaldelondrina.com.br

O drama da Osuel

A Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual de Londrina (Osuel) é um orgulho londrinense e protagonista de apresentações históricas. Merecia maior atenção e respeito, em especial do governo do Estado. Mas não é que ocorre, como demonstra reportagem publicada pelo JL na edição de sexta-feira.

Os números são contundentes: a orquestra conta hoje com pouco mais de 50 integrantes, quando o mínimo necessário seria de 70 a 80 músicos. “A Osuel está quase virando uma Orquestra de Câmara, que precisa apenas de 30 músicos”, aponta o maestro Henrique Vieira, que ficou quatro anos à frente da corporação.

Vieira deixou a Osuel no início do mês, após vencer um concurso internacional de regência da Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto (SP). Lá, além da melhor estrutura, teve o salário dobrado. “O salário [na Osuel] não atrai ninguém”, admitiu a diretora da Casa de Cultura da UEL, Janete El Haouli.

Para piorar, o governo do Estado não autoriza a realização de concurso público há quatro anos – e, a cada dia, a orquestra fica menor. “Existem mais pessoas que estão prestes a se aposentar. A Osuel vai perder mais músicos”, antecipa Vieira.

Mudar a história da Osuel, que no ano que vem completa 25 anos, passa por uma questão-chave: a cidade quer ou não ter e manter uma orquestra sinfônica? Se a resposta for positiva, será necessária forte mobilização. Não apenas do poder público, como de toda a sociedade.

Megaeventos prometem lotar hotéis de Londrina

Estimativa é que ocupação média dos leitos, de 3 a 13 de abril, alcance 95%; período é considerado a alta temporada para o setor

A abertura da 48ª Exposição Agropecuária e Industrial de Londrina, na próxima quinta-feira, marca também o início da alta temporada para os hotéis de Londrina e região. Além da exposição, que deve receber 430 mil visitantes, o setor é movimentado pela 6ª Feira Internacional da Qualidade em Máquinas, Matérias Primas e Acessórios para a Indústria Moveleira (FIQ), de Arapongas, com público previsto de 28 mil pessoas. Em todo o período – de 3 a 13 de abril –, os hotéis devem alcançar ocupação média de 95%, sendo que alguns vão lotar. Os eventos também devem aumentar em 30% o movimento em bares e restaurantes da cidade.

Os dados são do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes e Bares de Londrina. Na cidade são 46 hotéis ligados à entidade, que disponibilizam 6.850 leitos. “As reservas de quartos estão em 85% da capacidade dos hotéis. Até a semana que vem [nesta semana], devemos atingir 95%. No ano, esse é o melhor momento para o setor, já que o vestibular da UEL já não é representativo. A alta ocupação nesses dias representa um aumento de 45% do movimento normal dos hotéis”, estima o vice-presidente do Sindicato, Alzir Bocchi.

Segundo o gerente do Cedro Hotel, Reinaldo Costa Junior, os dois eventos proporcionam um movimento de alta temporada para os hotéis da cidade. “É ótima a perspectiva com a ocupação que, nos dias que ocorrem os dois eventos, com certeza chega a 95%”, garante. No entanto, ele lamenta a coincidência de data dos dois eventos. A Expo acontece de 3 a 13 de abril e a FIQ, de 8 a 11 de abril. “Os organizadores dos eventos poderiam melhor planejar para evitar que isso acontecesse. Com essa maior demanda, os hotéis não conseguem, por exemplo, dar desconto de 30% nas diárias e nem oferecer cortesia”, ressalta Junior, que também é diretor de Hotelaria do Londrina Convention & Visitors Bureau (LC&VB).

Na mesa

A movimentação no setor de gastronomia também cresce no período. Mas, para esse segmento, o retorno não se limita aos dias da feira, conforme explica o gerente da Churrascaria Rancho Grill, João Batista Barros. Este é o 18º ano consecutivo que o estabelecimento monta um restaurante na Expo, para atender 200 clientes. “A feira é tida como uma das melhores do Brasil. Lá, temos que servir a agropecuaristas e empresários o que temos de melhor. O reflexo vem ao longo do ano. A pessoa que comeu no nosso restaurante na feira, quando voltar a Londrina, vai novamente na nossa casa”, diz.

Para a gestora executiva do LC&VB, Milena Holthausen, os dois eventos são importantes não só para Londrina, como para a região. A Federação Brasileira dos Conventio & Visitors Bureau estima que cada turista de negócio gaste R$ 325 por dia com hotel, alimentação, transporte e lazer.

“Além dos recursos que os visitantes deixam aqui, fica também uma mão-de-obra mais capacitada”, aponta. “É como o trabalho que estamos fazendo com os taxistas, há um ano, para atender o visitante da Expo e da FIQ.”

Exposição deve receber 430 mil visitantes

A 48ª Exposição Agropecuária e Industrial de Londrina ocorre de 3 a 13 de abril, no Parque de Exposições Ney Braga, com o tema “Em busca da produção sustentável”. A perspectiva é que o número de visitantes seja de 430 mil pessoas e o movimento financeiro na feira alcance R$ 174 milhões.

Nos 11 dias de feira, haverá 33 leilões, 40 cursos e palestras, 8 shows musicais e rodeio e apresentações do Festival Internacional de Londrina (Filo). No parque há 500 espaços comerciais, sendo 150 de alimentação, entre barracas e restaurantes. No pavilhão nacional haverá ainda a Feira Sabores do Paraná, com 60 expositores de produtos da agroindústria familiar.

O ingresso para a feira custa R$ 6. Para os shows e o rodeio, pode ser comprado antecipadamente por R$ 10. A partir do dia 3 serão vendidos a R$ 20.

FIQ

Já a Feira Internacional da Qualidade em Máquinas, Matérias Primas e Acessórios para a Indústria Moveleira (FIQ 2008) ocorre de 8 a 11 de abril, em Arapongas – um dos maiores pólos moveleiros do País –, e deve receber 28 mil pessoas do Brasil e do exterior. A previsão é que, a partir da feira, seja negociado R$ 300 milhões.

A FIQ terá 180 expositores e é destinada a empresários do setor para mostrar os lançamentos do segmento moveleiro. Por isso, não é aberta ao público em geral.

Serviço de informações pelo telefone - O visitante que quiser procurar uma vaga em hotel pode neste ano contar com um serviço novo do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes e Bares de Londrina. Ligando para o telefone (43) 3345-0555, a pessoa será informada quais são os hotéis que ainda têm vaga, o valor da diária, a localização e os contatos do estabelecimento. O serviço atende das 8 às 18 horas.


rodapé da notícia

  17h59 UEL abriga Banco de Germoplasma para melhoramento genético
  17h24 Aberta seleção para preenchimento de 48 vagas remanescentes
  15h08 Seleção concede bolsas de iniciação científica. Inscrições terminam quinta-feira (28)
  16h14 UEL sedia 1º Simpósio sobre Doenças Raras nesta quinta
  14h35 Departamento faz Seminário sobre Proibicionismo, Estado Penal e Violação dos Direitos Humanos
  14h37 Projeto de construção modular desenvolvido na UEL ganha patente do INPI
  09h51 Orquestra Barroca Capriccio Stravagante apresenta Ópera Thésée, dia 30
  17h01 Representantes no Conselho Universitário
  16h27 Abertas inscrições do 4º Simpósio Nacional de História Militar
  15h18 Sai resultado do Programa Institucional de Doutorado Sanduíche no Exterior
  15h07 HV adequa procedimentos e prioriza atendimento à população carente
  08h35 Formandos de 13 cursos colaram grau na última sexta-feira
  10h56 Eleitos representantes da carreira docente para Conselho Universitário
  18h07 Extensão é janela de oportunidades para estudantes universitários
  09h25 Ludoteca abre inscrições em abril. Setor atende crianças de 4 a 9 anos
  17h55 Museu Histórico apresenta Mostra audiovisual Múltiplo Leminski
  17h11 Science Hour promove debates científicos em bares de Londrina
  15h36 Segundo dia de colação de grau reúne formandos de dois Centros de Estudos
  15h02 Sistema de fluorescência em Raios X tem patente registrada junto ao INPI
  16h19 Seminário de Inovação debate aproximação entre UEL e setor produtivo
  11h53 Eleição escolhe representantes docentes no Conselho Universitário
  15h20 Colóquio conta com minicursos de professores da Universidade de Coimbra
  09h08 Professor da UEL coordena Seminário sobre piscicultura na Expolondrina 2019
  12h16 Formandos do CESA colam grau em festa no Moringão
  15h32 Dia de Combate ao Racismo reúne comunidade e representantes de movimentos
  13h21 Pacto pela Eliminação do Racismo na UEL marca evento no Campus
  11h44 Simpósio de Atualização em Ciências Agronômicas 2019
  11h29 7ª Semana de Comunicação da UEL em abril
  10h54 Laboratório apóia desenvolvimento de pesquisas ligadas ao setor agropecuário
  11h13 Divisão de Artes Plásticas abre primeira exposição do Arte Londrina
  16h52 Aluno participa em São Paulo de evento ligado à empresa de telefonia
  09h08 Núcleo de Educação a Distância tem curso sobre masculinidades
  17h19 Patente da UEL propõe kit de casa popular mais econômica e sustentável
  16h51 Ingressantes de Medicina incentivam doação de sangue junto à população
  09h48 A Prece entra em cartaz no Cine Com-Tour/UEL
  16h38 Alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo vencem prêmio Movelpar 2019
  14h59 NEAB E CUIA realizam Dia do Combate ao Racismo nesta quinta (21)
  15h02 Projeto amplifica vozes populares
  15h07 Estudo inédito preserva sementes de bromélias
  14h47 Estatística para psicólogos
  13h29 Projeto de Extensão 'UEL, A Casa da Tolerância' entrega dossiê
  15h12 Um café gelado, por favor!
  10h53 Departamento promove Oficina de Horticultura
  15h06 Pesquisa desenvolve gel antibacteriano
  10h32 UEL reforça combate ao racismo e discriminação com ações acadêmicas, dia 21
  09h39 Tecnologia e desenvolvimento sustentável são temas do SIMBBTEC 2019
  11h11 Semana destaca a comunicação na era da desinformação
D
DESTAQUES ::.

Representantes no Conselho Universitário

Projeto amplifica vozes populares

Estudo inédito preserva sementes de bromélias

Estatística para psicólogos
B
BUSCA no SITE ::.
C
CANAIS ::.
COMITÊS / COMISSÕES
OUTROS ENDEREÇOS
PORTAIS
PROGRAMAS / PLANOS
SAÚDE
SERVIÇOS
Fale com o Reitor
Holerite
Certificados Declarações
L
LINKS ::.
                             
© Universidade Estadual de Londrina
Coordenadoria de Comunicação Social
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 380 | Campus Universitário
Cx. Postal 10.011 | CEP 86.057-970 | Londrina - PR
Fone: (43) 3371-4361/4115/4331  Fax: (43) 3328-4593
e-mail: noticia@uel.br