Agência UEL de Notícias
    Londrina, Sábado, 15 de Agosto de 2020 -  Busca   

 · Agência UEL de Notícias  · Jornal Notícia
17/02/2020  

Pesquisadores identificam ferramentas e técnicas contábeis

Pedro Livoratti

Os professores Marcelo Tarifa e Daniel Nogueira analisam práticas aplicadas à contabilidade no contexto nacional e internacional

Professores e estudantes de Ciências Contábeis analisam práticas e aprimoram procedimentos de acordo com as demandas do mercado nacional e internacional

Pesquisadores da área de Ciências Contábeis estão empenhados em aprimorar técnicas e procedimentos às necessidades do agronegócio brasileiro, setor que representa mais de 20% do Produto Interno Bruto (PIB) do país e cerca de 30% do PIB paranaense. Alguns destes estudos coordenados por professores da UEL, com colaboração de estudantes de graduação e de pós-graduação, já foram reconhecidos no conceituado Congresso da área da USP, em 2019; e no Congresso Europeu de Contabilidade, em 2017, em Valencia, Espanha. Os estudos analisam práticas aplicadas à contabilidade no contexto nacional e internacional, considerando países que adotam normativas para ativos biológicos relacionados à atividade agropecuária.

Também apontam ferramentas de contabilidade gerencial utilizadas pelas entidades do setor agropecuário paranaense, com foco nas cooperativas. Para se ter uma dimensão da importância deste estudo, o cooperativismo paranaense reúne 1,8 milhão de cooperados, responsáveis por uma cadeia de mais de 90 mil empregos diretos. Pelo menos 16 cooperativas agropecuárias do Paraná estão entre as maiores e melhor estruturadas empresas brasileiras, segundo ranking nacional divulgado pelo jornal Valor Econômico, em 2016.

A lista das grandes do setor inclui nomes como Coamo, C. Vale, Lar, Cocamar, Copacol, Agrária, Integrada, Castrolanda, Coopavel, Frimesa, Frísia, Copagril, Coasul, Capal, Coagru e Primato. Segundo o professor Marcelo Resquetti Tarifa, do Departamento de Ciências Contábeis da UEL, os modelos contábeis adotados pelas cooperativas paranaenses são semelhantes aos das grandes corporações brasileiras e internacionais. Estas gigantes mantêm departamentos estruturados e controles internos para garantir eficiência e resultados. O professor coordena o projeto Práticas de Contabilidade Gerencial no Agronegócio Paranaense que busca identificar os processos utilizados no setor, além de verificar a atuação dos contadores e seu papel frente às organizações.

O professor trabalha com o tema desde quando realizou o Doutorado, direcionando estudos para o agronegócio. Na época ele visitou organizações em mais de 10 cidades do Paraná, inclusive no Paraguai. A pesquisa continuou no pós-doutorado, com foco nas práticas de contabilidade gerencial das cooperativas, cujos resultados foram apresentados no Congresso Europeu de Contabilidade, em 2017, em Valencia, Espanha, iniciativa da European Accoounting Association.

O cooperativismo paranaense reúne 1,8 milhão de cooperados, responsáveis por uma cadeia de mais de 90 mil empregos diretos. Pelo menos 16 cooperativas agropecuárias do Paraná estão entre as maiores e melhor estruturadas empresas brasileiras, segundo ranking nacional divulgado pelo jornal Valor Econômico, em 2016

Segundo ele, boa parte das cooperativas agropecuárias detém hoje critérios e processos bastante evoluídos, que permitem avaliar variáveis e cenários com vistas às tomadas de decisão. Entre as ferramentas utilizadas estão processos de custos apurados, big data, sistemas orçamentários, além do uso de softwares específicos. "Se não fossem estas ferramentas e a alta tecnologia seria difícil atingir os resultados que elas registram anualmente", explica o pesquisador. Por fim ele salienta que, apesar da importância econômica e social, as cooperativas ainda representam um campo de estudo pouco explorado na área contábil.

ATIVOS BIOLÓGICOS

Outro projeto que relaciona contabilidade e o agronegócio é coordenado pelo professor Daniel Ramos Nogueira, também do Departamento de Ciências Contábeis da UEL. O estudo considera a normativa International Accounting Standards (IAS) 41, que prevê a mensuração de valores dos ativos biológicos e produtos agrícolas. De acordo com o pesquisador, a norma serviu para regular os princípios contábeis relacionados à atividade agropecuária.

Dessa forma o Brasil, como grande produtor e exportador mundial de grãos, carnes e derivados, passou a seguir o IAS 41, adequando-se às normas internacionais. O professor explica que esta adequação permitiu o desenvolvimento de pesquisas comparativas, gerando informações importantes. O projeto pretende coletar estes dados em sites das empresas, e em relatórios divulgados pela Bolsa de Valores e junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Mas o projeto não considera apenas os grandes do setor. Em 2016 os pesquisadores levantaram custos e investimentos de pequenos agricultores familiares que comercializam seus produtos em feiras livres de Londrina. Pelo projeto, os agricultores foram convidados a responder um questionário sobre custos e preços. De acordo com o professor, o levantamento apontou que parte dos produtores fixava o valor dos seus produtos conforme o mercado, desconsiderando custos de produção.

Como retorno os pesquisadores produziram uma cartilha em linguagem simplificada para informar aos produtores a importância do planejamento e do controle de custos. A proposta foi conscientizar sobre a regra básica da Contabilidade de que a informação é fundamental para a tomada de decisão. Uma norma que vale para grandes conglomerados, como também para agricultores familiares.

Esta matéria foi publicada no Jornal Notícia nº 1.405. Confira a edição completa:



rodapé da notícia

  14h06 14/08/20 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
  14h27 13/08/20 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
  14h48 12/08/20 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
  13h22 11/08/20 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
  13h41 10/08/20 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
D
DESTAQUES ::.

Gênero cômico faz parte do ensino de Artes Cênicas

Compostos são alternativas para tratar a Leishmanios

Síndrome associada à Doença de Chagas tem alto índic

Projeto auxilia crianças a superar dificuldades moto
B
BUSCA no SITE ::.
C
CANAIS ::.
COMITÊS / COMISSÕES
OUTROS ENDEREÇOS
PORTAIS
PROGRAMAS / PLANOS
SAÚDE
SERVIÇOS
Fale com o Reitor
Holerite
Certificados Declarações
L
LINKS ::.
                             
© Universidade Estadual de Londrina
Coordenadoria de Comunicação Social
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 380 | Campus Universitário
Cx. Postal 10.011 | CEP 86.057-970 | Londrina - PR
Fone: (43) 3371-4361/4115/4331  Fax: (43) 3328-4593
e-mail: noticia@uel.br