Agência UEL de Notícias
    Londrina, Quinta-Feira, 03 de Dezembro de 2020 -  Busca   

 · Agência UEL de Notícias  · Jornal Notícia
02/10/2019  

Estudo propõe modelo de avaliação de arquivo fotográfico

José de Arimathéia

Sistema adotado é flexível, diz a professora Izângela de Oliveira

Pesquisa se baseia em modelo das Nações Unidas para ser aplicado no acervo fotográfico do Sistema de Arquivos da UEL

Perto de completar meio século de idade (em 2020), não é difícil imaginar a quantidade de documentos acumulada pela Universidade neste período. Para estabelecer uma política de gestão, conservação, preservação e acesso ao patrimônio documental, existe o Sistema de Arquivos da UEL (SAUEL), que tem como compromisso preservar e possibilitar o acesso ao patrimônio documental, garantindo os interesses da Universidade, os direitos da comunidade e também a memória institucional, uma espécie de "guardião da memória da UEL", nas palavras da professora Izângela Maria Sansoni Tonello de Oliveira (Departamento de Ciência da Informação), diretora do SAUEL.

Em março, deste ano, Izângela defendeu sua tese de Doutorado em Ciência da Informação na Unesp/Marília, intitulada "O acervo fotográfico do Sistema de Arquivos da Universidade Estadual de Londrina - SAUEL com base no modelo RAMP- Records and Archives Management Programme", unindo o gosto pela fotografia com o exercício profissional, em favor da instituição em que trabalha.

No Mestrado, concluído em 2010, a professora trabalhou com as fotografias do Hospital do Câncer de Londrina. Lá, propôs um modelo de organização, separando as fotografias da área administrativas das relacionadas à área de atendimento ao paciente.

No Doutorado, o desafio foi maior. "Fotografia é algo que a gente guarda", ela lembra. Na UEL, muitas fotografias são dotadas de diferentes valores: históricos, probatórios, artísticos, culturais, informacionais, patrimoniais, etc., foram produzidas com o passar do tempo. Estas fotografias, devido às mudanças estruturais, foram levadas para o SAUEL. "No entanto, antes de serem transferidas para a guarda permanente, é importante que sejam selecionadas e avaliadas, havendo, portanto, necessidade de estudos que contribuam para isso visando uma seleção e organização, desse material", explica Izângela. Para se ter uma ideia, este acervo reúne aproximadamente 36 mil fotografias (sem contar os negativos).

Essa pesquisa teve como base diretrizes propostas pelo estudo elaborado pelo professor Willian Henry Leary (Universidade de Utah/EUA), "The Archival appraisal of photographs: a RAMP study with guidelines". RAMP é a sigla em inglês para Programa de Gestão de Documentos e Arquivos, uma iniciativa da UNESCO e Conselho Internacional de Arquivos criada em 1985. As diretrizes propostas por esse estudo foram baseadas nos países com melhores políticas e práticas no assunto.

A professora optou por algumas diretrizes que melhor atenderiam às necessidades do acervo relacionando-as à dimensão contextual e em relação à dimensão técnica, e complementou o quadro proposto, baseando-se em outros autores. A dimensão contextual inclui procedência, valor informativo, antiguidade, tema e identificação, e a técnica abrange enquadramento, ângulo, planos, qualidade e conservação. 

O objetivo é estabelecer um modelo para selecionar, avaliar e organizar as fotos do acervo do SAUEL e assim possibilitar acesso e uso. Izângela lembra que são apenas os primeiros passos e que a proposta é aberta e flexível. Agora, ela não apenas vai aplicar a proposta no acervo fotográfico, como pretende disseminar os resultados em eventos científicos e publicações.

SAUEL

O Sistema de Arquivos da UEL divide o espaço com a Divisão de Fiscalização de Patrimônio no prédio "Centro de Eventos Professor Reynaldo Ramon", situado na PR 445, a cerca de 3 km do Campus. O local possui salas para as atividades administrativas, pesquisa e custódia de documentos de valor intermediário (aproximadamente 2.650 caixas atualmente) e de valor permanente (aproximadamente 7.000 caixas). Possui ainda um grande galpão onde ficam materiais maiores, como móveis e computadores da Divisão de Patrimônio.

Quando se fala em documentos, basta tentar imaginar 600 mil prontuários médicos acomodados nesse espaço. A legislação exige que mesmo microfilmados só podem ser eliminados 25 anos após a data da última consulta registrada.

O SAUEL recebe também, da Pró-reitoria de Recursos Humanos, anualmente, 90 caixas de folhas-ponto, que também devem ser microfilmadas e preservadas por 52 anos, e só depois poderão ser eliminadas, de acordo com os trâmites legais. Há uma quantidade considerável de fitas VHS, com informações de caráter permanente, que estão sendo transferidas para um novo suporte.

E por que não digitalizar? "O futuro é realmente o digital, porém a digitalização ou mesmo o documento digital, demandam estudos e pesquisas tanto quanto à sua preservação e acesso futuro quanto à fidedignidade e autenticidade", afirma a professora.

Mais importante é o caráter de memória e o potencial que o SAUEL tem como fonte para pesquisas, para diversas áreas: Ciência da Informação, Fotografia, História, Administração, Ciências Sociais, Medicina, Direito, etc. Vale lembrar que o Sistema guarda, entre suas paredes, toda a documentação das antigas faculdades que formaram a UEL: Direito, Odontologia, Medicina, Ciências Econômicas e Contábeis, e Filosofia, Ciências e Letras.  

Esta matéria foi publicada no Jornal Notícia nº 1.400. Confira a edição completa:




rodapé da notícia

  13h35 02/12/20 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
  13h01 01/12/20 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
  14h14 30/11/20 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
  13h16 27/11/20 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
  14h18 26/11/20 Revista do Meio-Dia (UEL FM)
D
DESTAQUES ::.

Gênero cômico faz parte do ensino de Artes Cênicas

Compostos são alternativas para tratar a Leishmanios

Síndrome associada à Doença de Chagas tem alto índic

Projeto auxilia crianças a superar dificuldades moto
B
BUSCA no SITE ::.
C
CANAIS ::.
COMITÊS / COMISSÕES
OUTROS ENDEREÇOS
PORTAIS
PROGRAMAS / PLANOS
SAÚDE
SERVIÇOS
Fale com o Reitor
Holerite
Certificados Declarações
L
LINKS ::.
                             
© Universidade Estadual de Londrina
Coordenadoria de Comunicação Social
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 380 | Campus Universitário
Cx. Postal 10.011 | CEP 86.057-970 | Londrina - PR
Fone: (43) 3371-4361/4115/4331  Fax: (43) 3328-4593
e-mail: noticia@uel.br