Agência UEL de Notícias
    Londrina, Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019 -  Busca   

 · Agência UEL de Notícias  · Jornal Notícia
07/06/2019  

Projeto de comunicação popular cria plataformas digitais para coletivos

José de Arimathéia

"Queremos que estas pessoas assumam o protagonismo na Comunicação", defende o professor Reginaldo Moreira

Em março de 2014, o projeto de extensão "Produção de TV para a 3ª idade" abria inscrições para a participação de 30 idosos, acima de 60 anos, interessados em aprender produção de televisão e vídeo. Foi o início de uma história que passou pelo programa Tecer Idades, veiculado na TV UEL e na Rádio Universidade FM, e chegou ao atual projeto, intitulado "Plataformas digitais: a produção comunitária de novas narrativas alternativas ao discurso hegemônico, como dispositivo de produção de novos sentidos". Trata-se de uma ampliação do projeto original, com idosos, que contempla também o coletivo de moradores da ocupação urbana Flores do Campo (zona norte de Londrina), que surgiu há quase três anos, e o Coletivo Elity Trans, de travestis e transexuais.

O professor Reginaldo Moreira (Departamento de Comunicação), coordenador do projeto, há tempos demonstra interesse e dedicação por populações vulneráveis socialmente. Sua escolha por começar pelos idosos não foi gratuita: ele é Mestre em Gerontologia pela Unicamp, integrante do Observatório Nacional de Políticas Públicas e Educação em Saúde, e tem uma trajetória que passa por hospitais e outras instituições (foram 17 anos num hospital psiquiátrico em Campinas), onde desenvolveu, entre outros, projetos de rádio comunitária com usuários com problemas de saúde mental. Aliás, atuar com usuários de saúde mental está no horizonte dos planos do professor, que deve renovar o projeto entre o final deste ano e o início do ano que vem.

É importante salientar que o projeto é multidisciplinar e interinstitucional, pois envolve também cursos dos Centros de Ciências da Saúde e Biológicas da UEL, além da Universidade do Norte do Paraná (Unopar) e outros colaboradores externos. Quanto à metodologia, Reginaldo defende que a melhor maneira de fazer é fazendo, por isso coloca os coletivos direto na produção.

COLETIVOS

O atual projeto mantém o programa Tecer Idades, uma radiorrevista veiculada todo primeiro sábado de cada mês, às 11 horas, com 1 hora de duração, e produzido pelos próprios idosos. São 13 participantes, que já levaram ao ar oito programas, exibindo músicas, enquetes, reportagens, relatos, entre outros conteúdos. Reginaldo enfatiza que o grupo é muito exigente com a qualidade do programa. "Eles são muito criteriosos. Se ouvem e não gostam do resultado, querem gravar de novo. São criteriosos na reunião de pauta, na escolha das músicas, em todas as etapas", observa.

O trabalho com os moradores do Flores do Campo (ocupação que teve início em outubro de 2016) começou no início de 2017 e se preocupou em capacitá-los para produzir conteúdos para o You Tube e Facebook. Como há várias frentes atuando no local (saúde, assistência social, etc.), a Comunicação se preocupou em despertar o interesse das famílias pelas mídias e ampliar as vozes já existentes e visibilidade às suas próprias narrativas. "É um trabalho que abre frentes para muitos outros", destaca Reginaldo.                       
      
A UEL é um dos polos nacionais de produção científica na área de Comunicação Popular e Comunitária
      

Já entre a comunidade LGBTT, o professor considera os "T" (travestis e transexuais) os mais vulneráveis. "Dados do movimento revelam morte aos 35 anos em média, a maioria por crimes de ódio", aponta. Desde junho do ano passado, é produzido o programa "É babado kyrida!". Foram 11 áudios em podcast gravados e veiculados na AlmA Londrina Rádio Web, uma rádio que veicula programas de caráter informativo e cultural de forma independente. Participam da produção quatro integrantes do coletivo Elity Trans, além de estudantes de Comunicação, Enfermagem, Artes Visuais e Ciências Contábeis, entre outros colaboradores. Na avaliação do coordenador do projeto, trata-se de um formato pioneiro no Brasil, mas não vai parar por aí: como o programa está ficando conhecido em outras regiões, uma ideia é promover reuniões de pauta com participação de outros coletivos. "Sabemos do interesse de coletivos de Belo Horizonte e Curitiba", lembra o professor.

O projeto desenvolve outras ações, como no Feirão do MST, que comercializa produtos orgânicos e é realizado no segundo sábado de cada mês numa iniciativa de dois movimentos: o dos trabalhadores rurais sem terra e dos artistas de rua de Londrina (MARL). Lá, o projeto atua com a Rádio Ambu (de "ambulante") e, ao vivo, num palco, promove debates, anuncia os produtos das barracas, realiza entrevistas, deixa os frequentadores cantarem e fazem lives pela feira - uma espécie de rádio teatro. Para o professor, o rádio, entre tantas mídias, é um excelente "disparador de ações", ou seja, dele podem derivar muitas outras iniciativas.

PRODUÇÃO DE SENTIDO

Todas essas atividades de comunicação popular e comunitária, para Reginaldo, têm como objetivo criar outras narrativas, diferentes dos discursos consolidados pela grande mídia, e produzir sentidos outros, novos.

"Queremos que estas pessoas assumam o protagonismo na Comunicação", sintetiza. Além do trabalho de extensão, a atuação tem rendido artigos e apresentações em eventos científicos. Nisso também o professor quer participação mais atuante dos coletivos mas, por não terem vínculo com a Universidade, às vezes existe um obstáculo formal. Por outro lado, segundo ele, a UEL é um dos polos nacionais de produção científica na área de Comunicação Popular e Comunitária, tanto que oferece uma Especialização na área.

Esta matéria foi publicada no Jornal Notícia nº 1.395. Confira a edição completa:




rodapé da notícia

  14h34 Motus/UEL divulga inscrições da 4ª Colônia de Férias, no CEFE
  11h55 8ª edição das Feira das Profissões vai receber 15.184 alunos
  10h20 ATI adota novo sistema de solicitação de serviço: Sistema Atendimento
  09h30 Curso de Excel 2016 está com inscrições abertas até 25 de junho
  09h22 Aberta renovação de matrícula para 11 cursos de graduação
  14h45 UEL FM apresenta coluna sobre Bioética, às quintas-feiras
  10h58 Último dia de agendamento de escolas para 8ª Feira das Profissões
  08h31 Professora tem pesquisa de pós-doutorado reconhecida em nível nacional
  09h54 CAPES divulga editais e seleciona 65 projetos para França e Alemanha
  09h16 Prorrogado prazo para submissão de trabalhos
  09h33 UEL promove 3º TED Talks nas Línguas Estrangeiras, dia 18
  17h29 Alunos da Educação Infantil encerram semestre com apresentações
  17h07 Inscrições abertas até dia 12 de agosto
  15h48 Prograd divulga renovação de matrícula para 11 cursos de graduação
  11h26 Reitores discutem DREM e RPVs com relator do orçamento da ALEP
  10h45 Museu Histórico de Londrina é espaço de guarda e preservação da história e memória
  09h53 Seminário debate reforma da previdência e direitos das mulheres
  11h25 Professor irlandês abre Simpósio Mercados de Proteção e Governança da Segurança
  11h37 Departamento divulga inscrições da Semana de Geografia e Simpósio Nacional
  17h54 Biobanco acumula 300 dentes humanos doados por pacientes
  15h43 Inscrições: Especialização Deep Learning, Big Data e IoT
  14h44 Abertas inscrições para bolsas do Programa de Apoio à Inclusão Social
  14h35 Consulta pública sobre nova Lei Estadual de Inovação termina sexta-feira (14)
  17h00 CCB recebe Simpósio em Psicanálise e Prática Multidisciplinar na Saúde
  09h30 Especialização em Filosofia Política e Jurídica está com inscrições abertas
  09h25 Palestra difunde nanotecnologia e magnetismo aliados ao tratamento de câncer
  14h34 Jornada de Estudos Contábeis contabiliza 350 inscritos
  13h41 Questionário online coleta dados sobre hábitos e saúde de estudantes
  14h36 Abertas inscrições para bolsas do Programa de Apoio à Inclusão Social
  09h54 Palestra no CECA destaca arranjos juninos para orquestra de cordas
  09h11 CESA tem curso de especialização em Direito de Família e Sucessões
  15h41 Concerto marca um ano de criação do Coro de Ópera Barroca
  08h41 Alunos participam de treinamento do Programa Parlamento Universitário
D
DESTAQUES ::.

Projeto de comunicação popular cria plataformas digi

Professor argentino vem a Londrina falar da Medicina

Pesquisadores elaboram método para identificar fake

Jornal Notícia - 1.395
B
BUSCA no SITE ::.
C
CANAIS ::.
COMITÊS / COMISSÕES
OUTROS ENDEREÇOS
PORTAIS
PROGRAMAS / PLANOS
SAÚDE
SERVIÇOS
Fale com o Reitor
Holerite
Certificados Declarações
L
LINKS ::.
                             
© Universidade Estadual de Londrina
Coordenadoria de Comunicação Social
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 380 | Campus Universitário
Cx. Postal 10.011 | CEP 86.057-970 | Londrina - PR
Fone: (43) 3371-4361/4115/4331  Fax: (43) 3328-4593
e-mail: noticia@uel.br