Agência UEL de Notícias
    Londrina, Terça-Feira, 12 de Dezembro de 2017 -  Busca   

 · Agência UEL de Notícias  · Jornal Notícia
19/02/2013  

SINOPSE - A UEL NOS JORNAIS (19-2-2013 - Terça-feira)

De acordo com as edições digitais dos jornais disponibilizadas no dia.

Agência UEL

www.folhadelondrina.com.br

Trote com arte na Casa de Cultura

Um projeto de arte-eduçação premiado e uma perfomance surpresa estão entre as atividades programadas para hoje para recepcionar os alunos do curso de Artes Visuais na Casa de Cultura da UEL/Divisão de Artes Plásticas. Apesar da programação dirigida, os eventos são abertos ao público em geral das 8h30 às 12h e das 19h30 às 22 horas. A entrada é franca.

O Coletivo Manada, reunião de artistas de variadas formações acadêmicas, irá mostrar vídeos e falar sobre os projetos desenvolvidos desde que foi criado em 2009. O grupo realiza instalações, performances, projeções e intervenções interativas. "Ele foi formado com participação de alunos de cursos diversos como Artes Cênicas e Psicologia, não apenas de Visuais", diz Higor Mejia, um dos integrantes.

Após a passagem pela Universidade, o Coletivo dispersou-se com alguns componentes morando já em outras cidades e até países, embora "continue desenvolvendo trabalhos em conexão virtual", assinala a artista e docente Fernanda Magalhães. Atualmente o Manada participa da exposição "PR BR – Produção da Imagem Simbólica do Paraná na Cultura Visual Brasileira", instalada no Museu Oscar Niemeyer (MON), em Curitiba.

"São 4 videos que serão integrados ao acervo da instituição", diz ela. A exposição foi inaugurada em novembro de 2012 e permanece aberta aos visitantes até 9 de dezembro de 2013. Além dos dois artistas citados, o Coletivo será representado Leticia Albanez, Camila Melara, Maira Motta, Manu Arruda, Márcio Diegues, Léo Gutierrez, Fernanda Lina, Tati Bafo, Carolina Sanches, Alissar Ayoub, Raquel Palma, Natália Lima Castro e Thais Dalla Zanna. Eles prepararam uma performance surpresa para hoje.

Outra destaque da programação é a presença da arte-educadora londrinense Sirlene Felisberto Rodrigues, premiada com o trabalho "Meu mundo visível, meu mundo invisível, estudo de arte contemporânea" na 13º edição do concurso nacional Prêmio Arte na Escola Cidadã, promovido pelo Instituto Arte na Escola.

O projeto bateu concorrentes do país todo na categoria Ensino Fundamental II e consiste no estudo da criação de arte contemporânea a partir do diálogo entre a produção da professora/artista e dos alunos. Foi desenvolvido com alunos do Colégio Estadual Adélia Dionísia Barbosa, em Londrina. O vídeo em que narra sua bem-sucedida experiência pode ser acessado no site www.artenaescola.org.br.

Serviço:

Performances, vídeos e bate-papo com artistas – Recepção aos alunos

Quando: Hoje das 8h30 às 12h e das 19h30 às 22 horas

Onde: Casa de Cultura da UEL/Divisão de Artes Plásticas (Av. JK, 1973)

Entrada: Gratuito

informações: (43) 3322-6844

Nelson Sato - Reportagem Local

Descontração e solidariedade na UEL

Ano letivo na universidade foi marcado ontem pelo clima de descontração e da apresentação do trote solidário

Foi em clima de muita descontração, com brincadeiras, apresentação dos cursos e dos trotes solidários, que cerca de 15 mil estudantes (cerca de 3,1 mil calouros)da Universidade Estadual de Londrina (UEL) participaram ontem do início do ano letivo.

Para as calouras de Educação Física, Desirée Rodrigues e Stella Pessusqui, ambas de 19 anos, o dia ficará marcado pela forma com que foi conduzida a recepção. Após uma série de brincadeiras com os veteranos pelo campus da UEL e apresentação do curso pelo colegiado, elas aproveitaram para participar da arrecadação de alimentos que serão doados à Casa do Bom Samaritano. "Eu gostei, porque em nenhum momento houve brincadeiras constrangedoras ou mesmo violentas", comentou Stella.

Por já ter contato com a universidade há alguns anos, ao iniciar o curso de Design de Moda, a caloura de Administração, Ana Cláudia Mercadante, destacou a a participação cada vez maior de veteranos na promoção de trotes solidários. Segundo ela, a sua turma também participará da coleta dos alimentos para entidades filantrópicas.

Já os calouros dos cursos do Centro de Ciências da Saúde (CCS) iniciaram o ano letivo com um show-palestra do grupo Sensibilizarte, no anfiteatro do Hospital Universitário. Cerca de 260 alunos de Medicina, Enfermagem, Fisioterapia, Farmácia e Odontologia participaram da atividade.

De acordo com a diretora do CCS, Aparecida Perim, todos os anos, o centro escolhe algum projeto para apresentar aos calouros e convidá-los a participar. O grupo Sensibilizarte atua há seis anos no HU, levando alegria para os pacientes, ao mesmo tempo em que promove a humanização dos profissionais da área da saúde. Todos os anos, passam pelo projeto cerca de 60 voluntários.

"Nosso objetivo é sensibilizar por meio da arte tanto os pacientes que estão passando por um momento de dor, quanto os profissionais de saúde, com a contação de história, apresentações musicais e de palhaços e aprendizagem de artesanato", destacou uma das idealizadoras e ex-coordenadora do projeto, Adna Reis.

A caloura de Farmácia, Carolina Moraes, de Cornélio Procópio (Norte), aprovou a iniciativa. "Achei um trabalho lindo, que deve ter realmente um grande impacto na vida desses pacientes", afirma. "Pode ser que eu também participe também."

A UEL tem 64 cursos de graduação e 189 cursos pós-graduação.

Premiação

O Diretório Central dos Estudantes (DCE) lançou ontem a campanha "Calouro mais Londrina", que visa continuar combatendo o trote violento e humilhante na universidade, sensibilizando os universitários para a adoção de trotes solidários. "Queremos que os calouros se sintam acolhidos pelos veteranos por meio de uma confraternização saudável, que elimine de vez aquela sensação de medo que muitos calouros têm ao ingressar na universidade", ressaltou o presidente do DCE, Felipe Barros.

Entre as atividades programadas para a recepção dos calouros, ao longo da semana, estão shows de talentos, palestras e gincanas. Também irá promover o "Prêmio Boas Práticas em Recepção aos Calouros", com a entrega de certificados aos cursos que tiverem os trotes solidários mais criativos. As inscrições podem ser feitas até 15 de março no site www.dceuel.org.br .

Fernanda Carreira - Reportagem Local

Governo estuda implantar hospital regional na RML

A Região Metropolitana de Londrina (RML) pode ganhar um novo hospital público. A unidade deve ser erguida em Cambé, no local onde funcionava o antigo Hospital Londrina. O complexo médico está desativado desde 1997. O prédio, com mais de 12 mil metros quadrados, é de empresas particulares.

A Prefeitura de Cambé tenta obter a área há mais de três anos e agora ganha apoio do Estado. "Essas empresas têm um passivo previdenciário grande, maior que o valor do imóvel. A posse já foi requerida pela União, como forma de pagamento. Fizemos um pedido para que o governo abra mão desse patrimônio para que seja feita a estruturação da saúde na região", defendeu o prefeito João Pavinato, que ontem, junto com o secretário estadual de Saúde, Michele Caputo Neto, visitou a área. O imóvel está avaliado em R$ 8 milhões.

O governo ainda não tem estimativa do valor a ser investido na reestruturação da unidade. A expectativa é que o novo serviço reflita diretamente na diminuição da procura por atendimento nos hospitais Universitário (HU) e de Clínicas (HC). HU e HC registraram no ano passado 11,7 mil internações, 94,8 mil consultas ambulatoriais médicas e mais de 35,7 mil atendimentos médicos nos prontos-socorros.

O governador Beto Richa já deu aval para a edificação. "É uma reivindicação justa, necessária. Estamos vendo de que forma vamos proceder em relação a isso", sinalizou. Beto e Caputo Neto entregaram ontem 11 ambulâncias para prefeituras da região. Cada uma custou R$ 95 mil para os cofres públicos. O governo promete entregar outros 330 veículos até o final do ano.

Na pauta, além da Saúde, Beto assinou vários empenhos para a área da Educação. Pouco mais de R$ 3,6 milhões foram repassados para a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) ampliar em 37,5 mil metros quadrados o campus de Londrina. A UTFPR pretende abrir ainda este ano mais três cursos de graduação. "Queremos abrir um deles ainda no segundo semestre deste ano", adiantou o reitor da UTFPR, Carlos Eduardo Cantarelli.

O governador também assinou convênio com a Universidade Estadual de Londrina (UEL), no valor de R$ 6 milhões, para construção da nova Biblioteca Central. Outro anúncio foi a mudança do Centro Odontológico da UEL, que funciona ao lado do Colégio Aplicação, na área central, para o campus. O tucano ainda inaugurou a quadra poliesportiva do Colégio Hugo Simas.

Outra medida foi a autorização para a abertura de licitação para a construção do Colégio Estadual Vista Bela, no residencial com mesmo nome, localizado na zona norte. O imóvel, de 2,5 mil metros quadrados, vai custar cerca de R$ 5,7 mil. "A intenção é implantar ensino em tempo integral e não só atender os adolescentes do bairro, mas da região", explicou a chefe do Núcleo Regional de Educação, Lúcia Cortez. Ontem, o governo anunciou a realização de concurso público para a contratação de 13,7 mil novos professores e pedagogos.

Beto Richa recebeu cópia do projeto de reconstrução do Teatro Ouro Verde, destruído num incêndio em fevereiro de 2012. "A intenção é abrirmos o quanto antes o processo de licitação, para até o final de maio estar pronto e para que em junho possamos assinar ordem de serviço", detalhou a reitora da UEL, Nádina Moreno. A obra está orçada em R$ 16 milhões.

Danilo Marconi - Reportagem Local

www.jornaldelondrina.com.br

Pragas urbanas se proliferam com mais rapidez no verão

Baratas, cupins, pulgões e formigas são alguns dos exemplos de insetos que costumam incomodar os moradores de Londrina

Calor e umidade são os fatores que mais colaboram para a proliferação de pragas nesse período do ano. Baratas, cupins, pulgões, formigas e mosquito, como o Aedes aegypti, são alguns dos exemplos de insetos que costumam incomodar os moradores de Londrina. O auditor ambiental Rafael Martins, proprietário de uma empresa de controle de pragas, revela que no verão a procura pelo serviço aumenta em media 40%.

Martins salienta que o serviço não é barato, pois exige que a empresa tenha uma equipe especializada para aplicação dos produtos que não agridam o meio ambiente. Segundo ele, o processo de aplicação é fácil e não provoca problemas de saúde nos seres humanos. As regiões de Londrina que mais buscam pelo serviço são: central, norte e sul - próximo à Gleba Palhano.

O professor do departamento de biologia animal da Universidade Estadual de Londrina (UEL) João Antônio Cyrino explica que outra praga da modernidade são as pombas, transmissoras da criptococose - uma doença que costuma ser fatal, pois é de difícil diagnóstico e costuma agir no organismo de maneira rápida e letal. “Em Londrina duas pessoas morreram decorrentes da doença do pombo”, conta.

O professor revela que o maior causador das pragas urbanas é o próprio homem, pois foi dada condição de sobrevivência aos insetos, oferecendo a eles abrigo e alimento. Agora, segundo Cyrino, é preciso trabalhar a prevenção, que é a chave para combater as pragas.

Para a população que não quer contratar o serviço de controle de pragas a única solução é o cuidado e a limpeza constante de suas residências, pois não existem produtos caseiros para evitar o gasto com a dedetização. “Até mesmo os produtos químicos em alguns casos não conseguem surtir o efeito desejado nas pragas”, salienta o professor.

Limpar armários evitando acúmulo de comida, utilizar rodapés em portas e ralos sifonados são algumas opções para prevenção e diminuição das pragas de verão.

Viviane Alexandrino



É autorizada a livre circulação dos conteúdos desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso,
desde que citada a fonte.

As Sinopses apresentadas têm como referência as edições digitais dos jornais citados disponíveis no dia.


  17h43 Diretor é recebido pela equipe do Sistema de Arquivos da USP
  11h23 Alunos fazem visita técnica a museus e arquivos de São Paulo posssui-foto
  10h55 Prêmio EletroMetalCon distribuirá R$21 mil para trabalhos inovadores
  10h11 Divisão de Música promove curso de violoncelo e contrabaixo
  10h02 Departamento debate situação do ensino de Espanhol no PR
  17h41 Nova estrutura abriga cinco laboratórios de Agronomia posssui-foto
  15h50 Estudante é destaque em Congresso de Microbiologia
  09h25 Aplicativo mapeia flora do Campus da UEL posssui-foto
  14h01 Ex-alunos elegem diretoria da recém-criada Alumni
  13h55 Simpósio debate Tecnologia no Ensino de Línguas
  17h59 Deficientes visuais estreiam programa na UEL FM
  11h59 Processo de Relotação seleciona servidor para Clínica Odontológica
  16h04 Concerto marca entrega do piano de cauda do Ouro Verde posssui-foto
  11h23 Abertas inscrições para Jornada de Extensão do Mercosul
  11h08 Lei incorpora PR à Zona de Integração Zicosur
  14h37 Servidores disputam final de Torneio Suíço
  10h57 Mart`nália apresenta faixa a faixa na UEL FM
  10h26 Ouvidoria do HU participa de Congresso, em Foz do Iguaçu
  10h06 Associação de Reitores se manifesta sobre episódio na UFMG
  17h25 Museu sedia Salão de Arte Fotográfica
  16h47 HU em Canto se apresenta no Campus posssui-foto
  11h15 Comunidade debate Energia renovável e sustentabilidade posssui-foto
  15h07 Reitora representa governo em cerimônia no IFPR posssui-foto
  14h53 Universidades terão curso de Gestão de Mobilidade Urbana
  16h09 Bernardo Pellegrini estreia na UEL FM, na próxima terça
  16h10 Eventos de saúde da UEL estão entre os maiores da cidade posssui-foto
  17h28 HU em Canto se apresenta no Campus, nesta quinta
  17h22 Simone Mazzer mostra novo disco na UEL FM
  17h23 Ciclo debate medicina veterinária alternativa
  11h11 Agronomia terá Laboratório de Fitotecnia/Multiagro
  15h21 NAFI renova matrículas para o próximo ano
  15h19 CCA ganha Núcleo de pesquisa em Saúde Animal
  14h21 UEL promove Simpósio Brasileiro de Orquídeas posssui-foto
  13h55 Autores e obras para o Vestibular 2019 posssui-foto
D
DESTAQUES ::.

Jornal Notícia 1.370

Dinâmicos e em constante transformação

As transformações do marco zero de Londrina

Pesquisa ganha repercussão em revista internacional
B
BUSCA no SITE ::.
C
CANAIS ::.
COMITÊS / COMISSÕES
OUTROS ENDEREÇOS
PORTAIS
PROGRAMAS / PLANOS
SAÚDE
SERVIÇOS
Fale com a Reitora
Holerite
Certificados Declarações
L
LINKS ::.
                             
© Universidade Estadual de Londrina
Coordenadoria de Comunicação Social
Rodovia Celso Garcia Cid | Pr 445 Km 380 | Campus Universitário
Cx. Postal 10.011 | CEP 86.057-970 | Londrina - PR
Fone: (43) 3371-4361/4115/4331  Fax: (43) 3328-4593
e-mail: noticia@uel.br